A construção de Brasília

Cidade planejada é a capital do Brasil

A construção de Brasília, atual capital do Brasil, aconteceu entre os anos de 1956 a 1960 durante o governo de Juscelino Kubitschek.

Com isso, a capital nacional saiu do Rio de Janeiro para Brasília, que também se tornou a sede do Distrito Federal.

A ideia de uma nova capital

Os primeiros pensamentos para a construção de Brasília, cidade também completamente planejada, ocorreu por conta de uma necessidade de interiorizar a capital do país.

Esta já é uma ideia antiga, que surgiu em meados do século XVIII. Não se sabe se a ideia veio pelo Marquês de Pombal ou pelo cartógrafo italiano, que estava a seu serviço, Francesco Tosi Colombina.

Logo depois, os integrantes da Inconfidência Mineira retornaram a ideia, que foi reforçada após a chegada da corte portuguesa ao Rio de Janeiro em 1808.

Em 1891, a primeira Constituição da República fixou legalmente a região onde deveria ser instalada a futura capital do Brasil. Contudo, apenas em 1956 que teve início a construção da cidade, inaugurada, ainda incompleta, no dia 21 de abril de 1960.

A construção de Brasília teve planejamento urbanístico do arquiteto Lúcio Costa e uma orientação arquitetural de Oscar Niemeyer, um dos grandes nomes da arquitetura contemporânea.

Alguns edifícios mais complexos da cidade, como a catedral e o palácio, tiveram projetos estruturais elaborados pelo engenheiro Joaquim Cardozo.

A partir de 1960 começou a transferência dos principais órgãos da administração federal para o Distrito Federal. No começo da década de 1970 a nova capital do Brasil já estava em pleno funcionamento.

Brasília foi planejada para abrigar até 500 mil habitantes em 2000, contudo, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), neste ano a cidade já possuía 2,05 milhões. Deste número, eram 1,96 milhões na área urbana e cerca de 90 mil na área rural.

A construção de Brasília

A efetivação do projeto para a construção de Brasília aconteceu durante a presidência da República de Juscelino Kubitschek, que iniciou o mandato em 1956.

Desde sua campanha eleitoral, Juscelino já frisava a vontade de cumprir o que determinava a lei constitucional.

No dia 15 de março de 1956 foi criada a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Nela o engenheiro Israel Pinheiro foi indicado como presidente da companhia e o famoso arquiteto Oscar Niemeyer como diretor técnico.

Pouco tempo depois Niemeyer iniciou a criação dos primeiros projetos de edifícios, como o Catetinho, o Palácio da Alvorada e o Brasília Palace Hotel.

Também foi Oscar Niemeyer que organizou o concurso para a criação do projeto urbanístico do núcleo de Brasília, o chamado Plano Piloto.

A seleção dos projetos no Ministério da Educação, no Rio de Janeiro, para escolher o vencedor do concurso começou no dia 12 de março de 1957, quando o arquiteto e urbanista Lúcio Costa venceu em votação unânime.

Em 19 de setembro do mesmo ano a Novacap foi regulamentada em lei e o nome Brasília foi definido para a cidade. Inclusive, o nome Brasília surgiu primeiro em 1822, em um folheto anônimo.

No dia 2 de outubro, o então presidente Juscelino Kubitschek visitou a região onde ocorreria a construção de Brasília e disse uma de suas mais famosas frases:

Deste planalto central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantável e uma confiança sem limites no seu grande destino.

Uma cidade planejada

Brasília foi uma cidade construída inteiramente de forma planejada. Seu desenho urbano foi estruturado em torno de dois eixos monumentais que formam uma cruz. De acordo com Lúcio Costa, foi “um ato deliberado de posse, um gesto de sentido desbravador”.

Com isso, para a construção de Brasília foram definidas áreas específicas a depender de cada uso, como residencial, comercial, recreativo, administrativo, cultural, industrial e etc. Cruzamentos através da intersecção de avenidas em passagens de nível também foram retirados para que diminuir possíveis problemas de circulação de carros e pessoas.

Com a topografia do terreno e necessidades de circulação, a primeira ideia do Plano Piloto de Lúcio Costa precisou ser adaptada, deixando de ter uma forma de uma cruz ortogonal e passando a ter o eixo transversal curvado, ficando semelhante a um avião.

Cidade de Brasília
Brasília foi uma cidade construída de forma inteiramente planejada. (Foto: Wikipedia)

Contexto econômico

O começo do governo de Juscelino Kubitschek foi marcado por um rápido crescimento econômico, sendo 80% de crescimento ao ano na produção industrial, com alguns setores, como o elétrico e equipamentos de transporte, que chegavam a crescer 600%; entrada de capital estrangeiro; expansão no consumo; tendência para a formação de monopólios e foco nos valores do capitalismo.

Na contra mão, também foi registrado um aumento da inflação pela maior emissão de moeda e concentração de renda, que refletia na defasagem do salário e na exploração da força de trabalho.

Valor financeiro e humano de Brasília

Alguns estudiosos acreditam que o aumento da inflação também está diretamente ligado a construção de Brasília. Não se sabe qual o verdadeiro valor financeiro e humano gasto para construir a capital nacional.

Sabe-se que seis meses antes de finalizar as obras, a verba destinada para a construção de Brasília já havia terminado. Sem conseguir empréstimos com o Fundo Monetário Internacional (FMI), Juscelino vendeu títulos da dívida pública e emitiu mais moeda.

Suspeita-se que a construção de Brasília tenha custado cerca de 45 bilhões de dólares aos cofres públicos.

Para que a construção terminasse o mais rápido possível, os trabalhadores também sofriam pressões, como jornada de dois turnos, cortes de água e detenção de pagamento.

Estima-se que 3 mil pessoas tenham morrido enquanto trabalhavam para a construção de Brasília.

Inauguração

A cerimônia de inauguração de Brasília aconteceu na tarde do dia 20 de abril de 1960 com a entrega da chave da cidade para o presidente Juscelino Kubitschek, que disse em seu discurso:

Viramos no dia de hoje uma página da história do Brasil. Damos por cumprido o nosso dever mais ousado, o mais dramático dever. Neste dia… consagrado ao alferes José Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, no 138º ano da Independência e 71º da República, declaro, sob a proteção de Deus, inaugurada a Cidade de Brasília, Capital dos Estados Unidos do Brasil.

A meia noite do dia 21 de abril de 1960, durante a apresentação de uma missa solene, Brasília foi declarada oficialmente inaugurada.

Às 8h da manhã foi dado o Toque de Alvorada pela banda dos Fuzileiros Navais. Alguns minutos depois Juscelino hasteou a bandeira nacional diante do Palácio do Planalto.

Assim a capital do Brasil iniciou suas atividades: às 9h30min foram instalados os Três Poderes, às 10h15 min, na Catedral de Brasília, o Núncio Apostólico instalou a Arquidiocese de Brasília, e às 11h30min foi efetuada a primeira sessão solene do Congresso Nacional.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Luiz, Victor. A construção de Brasília; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/a-construcao-de-brasilia >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 22:15.

Copiar referência

Outros Artigos de História

Ciclo do Pau-Brasil

O Ciclo do Pau-Brasil foi um período histórico da nação […]

Ciclo do ouro, um dos ciclos importantes do Brasil.

Ciclo do Ouro

O Ciclo do Ouro também era chamado de “ciclo da […]

Um dos ciclos econômicos do Brasil, foi o ciclo do café.

Ciclo do Café

O Ciclo do Café foi a atividade econômica mais importante […]

Ciclo do Algodão no Brasil

O Ciclo do Algodão no Brasil aconteceu entre a segunda […]