Aço Inox

Muito utilizado por ser resistente à ferrugem

Aço inox é uma liga metálica bastante resistente à corrosão. O nome “inox” vem de “inoxidável”, ou seja, aquilo que não sofre processo de oxidação.

Por oxidação entende-se que é a “ferrugem” que fica nos objetos como portões, janelas, ferros, pregos e etc. Tal processo ocorre quando há exposição do objeto de metal ou ferro ao ar e à água, gerando a corrosão.

O aço comum é uma liga metálica formada, essencialmente, por ferro e carbono. Já o aço inox é uma liga metálica composta de ferro, cromo, carbono e níquel. O elemento cromo é o responsável por dar resistência ao aço inox.

Dependendo da quantidade na composição do aço, quando a liga entrar em contato com o oxigênio será formada uma película protetora sobre a superfície do aço, tornando-o impermeável.

O aço inox pode, ainda, receber outras composições para melhorar a sua durabilidade como titânio, silício, boro, nióbio, molibdênio, cobalto e nitrogênio. O que vai definir a necessidade da adição de novos elementos é a aplicabilidade do aço inox.

Para que serve o aço inox?

Existem vários tipos de aço além do inox como damasco, rápido, temperado, corten, duro e sintético. Cada um possui uma finalidade e forma de uso.

A utilização do aço inox é determinada a partir das suas qualidades como capacidade de resistência ao calor e à corrosão; aparência higiênica e brilhante; facilidade de limpeza; material reciclável e baixo custo de manutenção.

Pelas suas propriedades, o uso mais comum do aço inox está em:

  • Equipamentos sanitários e pias;
  • Corrimões de escada;
  • Peças para automóveis;
  • Revestimentos de elevadores;
  • Instalações hospitalares;
  • Equipamentos náuticos;
  • Confecção de talheres e panelas.
Torneira de aço inox
Torneira fabricada em aço inox. (Foto: Pexhere).

Propriedades químicas do aço inox

Massa volumétrica: 7860 kg/m³ (ou 7,86 g/cm³)

Coeficiente de expansão térmica: 11,7 10−6 (C°)−1

Condutividade térmica:52,9 W/m-K

Calor específico: 486 J/kg-K

Resistividade elétrica: 1,6 10−7Ωm

Módulo de elasticidade (Módulo de Young) Longitudinal: 210GPa

Módulo de elasticidade (Módulo de Young) transversal:80 GPa

Coeficiente de Poisson: 0,3

Limite de escoamento: 210 MPa

Limite de resistência à tração: 380 MPa

Alongamento: 25%

Nota: valores médios para propriedades de um aço com 0,2% de carbono.

Classificação do aço inoxidável

Normalmente, a classificação do aço é feita de acordo com a sua composição química conforme os sistemas de classificação química da Society of Automotive Engineers (SAE).

A classificação SAE baseia-se na composição química do aço e cada uma corresponde a uma numeração com 4 ou 5 dígitos.

Nessa numeração, os dois dígitos finais indicam os centésimos da porcentagem de carbono (C) encontrada no aço. O valor percentual pode variar entre cinco a 95. Se a porcentagem de carbono atingir ou ultrapassar 1,00%, então o final terá três dígitos e, a classificação, um total de cinco dígitos.

O aço também pode ser classificado pela quantidade de carbono em porcentagem; composição química; constituição microestrutura e aplicação.

Visto que cada propriedade química do aço confere a ele uma aplicabilidade, cada grupo de aço inox também possui uma aplicação. Assim, o aço inox pode ser classificado como ferrítico, austenítico, martensítico, endurecível por precipitação e Duplex.

Confira, abaixo, as principais aplicações do aço inox:

Austenítico

Característica: resistente à corrosão.

Usado em: baixela e utensílios domésticos; construção civil; equipamentos para indústria alimentícia e farmacêutica; equipamentos para indústria química e petroquímica.

Ferrítico

Característica: resistente à corrosão e mais barato por não conter níquel.

Usado em: eletrodomésticos; frigoríficos; indústria automobilística; moedas; sinalização visual e talheres.

Martensítico

Características: menor resistência à corrosão e dureza elevada.

Usado em: discos de freio especiais; facas de corte e instrumentos cirúrgicos como bisturi e pinças.

Como o aço inox foi descoberto?

A história da descoberta do aço inox está relacionada à indústria bélica, no século XX. Conta-se que em 1907, o pesquisador inglês Harry Brearley trabalhava em um laboratório para as companhias de aço, quando fabricantes de armas pediram-lhe que criasse uma liga mais resistente ao desgaste, uma vez que o interior dos canos das armas se esfarelava com a explosão interna dos gases.

Então, o pesquisador testou várias composições e percebeu que na mistura de diversas doses de metais uma certa liga não enferrujava.

Foi assim que Brearley chegou à combinação de aço com 12% de cromo, liga que enferruja mais lentamente em comparação ao aço comum.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Chérolet, Brenda. Aço Inox; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/aco-inox >. Acesso em 02 de fevereiro de 2020 às 08:00.

Copiar referência

Outros Artigos de Química

formula estrutural condensada linear

Fórmula Estrutural

A fórmula estrutural é uma das fórmulas da química orgânica […]

Forças intermoleculares

Forças Intermoleculares

As forças intermoleculares é um dos assuntos que mais caem […]

Filtração

Filtração

Filtração é um dos métodos da química utilizada para fazer […]

Explosão causada por elementos radioativos

Fissão Nuclear

A fissão nuclear é o processo de divisão de núcleos […]