Agenda 21

Documento que prevê o desenvolvimento sustentável das nações

A Agenda 21 é um documento criado durante a Rio 92 e tem como objetivo criar condições para a preservação do planeta Terra e para o desenvolvimento sustentável. Os países que assinaram o acordo devem propor suas próprias agendas a partir das necessidades locais.    

O projeto nasceu após discussões sobre meio ambiente e impactos socioeconômicos que se desenvolveram após a Segunda Guerra Mundial. Em 1996, a Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável criou a Agenda 21 Brasil.

Origem

A Revolução Industrial e a Segunda Guerra Mundial causaram grandes impactos científicos e tecnológicos para a sociedade. A destruição de duas cidades pela bomba atômica e a produção acelerada de bens de consumo contribuíram para alertar sobre os impactos socioambientais causados pelo crescimento desenfreado.

A sociedade civil organizada e os governos passaram a realizar eventos para discutir os impactos causados pela sociedade no meio ambiente.

A primeira delas foi a Conferência de Estocolmo (1972) a qual lançou a base para a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (ECO 92 ou Rio 92).

Neste segundo encontro, os representantes dos 178 países perceberam que era necessário planejar formas sustentáveis de desenvolvimento que garantisse o equilíbrio ecológico e a preservação dos recursos naturais para as gerações futuras.

Desta forma, foi criada a Agenda 21. O documento lança as bases para o planejamento de ações que contribuam para a preservação do Planeta Terra e para que cada país crie sua própria agenda.

A Agenda 21 propõe que o planeta seja cuidado pelas mãos de todos
Agenda 21 propõe o desenvolvimento integrado da sociedade, economia e meio ambiente. (Imagem: Pixabay)

Objetivos da Agenda 21

A Agenda 21 é um documento que apresenta os caminhos que devem ser trilhados para que os países alcancem a sustentabilidade. O plano deve ser adotado em escala global, nacional, local e deve ser adaptado aos contextos socioeconômicos dos países e comunidades.

As políticas devem ser discutidas entre os cidadãos, entidades e governos com o objetivo de encontrar as melhores soluções para o tripé da sustentabilidade: economia, sociedade e meio ambiente.    

Os objetivos do documento são:

  • Realizar parcerias entre governo e sociedade civil para criar os próprios planejamentos e implantação de políticas;
  • Conscientizar sobre a necessidade de preservação para garantir os recursos naturais para as gerações futuras;
  • Fortalecer os mecanismos participativos para garantir a mobilização social e a participação democrática;
  • Os países devem se comprometer em refletir como os governos, empresas e organizações devem se comprometer para solucionar os problemas socioambientais;
  • Os países, estados e municípios devem definir suas prioridades para realizar seus planejamento e criar suas próprias agendas;
  • Focar nas questões sociais, ambientais e econômicas de forma integrada em que os fatores contribuam para enfrentar a pobreza social e a degradação ambiental;
  • Compromisso do governo em facilitar a implantação da agenda nos diversos setores sociais.

Temáticas abordadas

O documento assinado pelos representantes dos países apresenta as metas necessárias para que a sociedade alcance os caminhos do desenvolvimento sustentável. A agenda 21 é, então, dividida em quatro seções com 40 capítulos que focam a preservação ambiental, modelos econômicos sustentáveis e como os governos e sociedade podem contribuir para o projeto.

A primeira seção do documento fala sobre as “Dimensões Econômicas e Sociais” e faz uma análise das questões ambientais, da pobreza, saúde e consumo.

A Seção II discute a “Conservação e Gestão dos Recursos para o Desenvolvimento”. A terceira parte fala sobre o “Fortalecimento do Papel dos Grupos” e como o trabalho destes contribui para a sustentabilidade do planeta.

Já a última parte apresenta os “Meios de Implantação da Agenda” e o papel das ciências, tecnologias, sociedade civil e entidades.   

Entre as temáticas abordadas no documento estão:

  • Colaboração internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável;
  • Enfrentamento da pobreza;
  • Mudança nos hábitos de consumo;
  • Proteção da saúde humana;
  • Proteção da atmosfera;
  • Combate ao desmatamento;
  • Gerenciamento dos recursos naturais;
  • Promoção da agricultura sustentável;
  • Preservação da diversidade biológica;
  • Proteção dos mares, rios e zonas costeiras;
  • Fortalecimento das ações governamentais e não-governamentais;
  • Fortalecimento dos trabalhadores e sindicatos;
  • Incentivo a comunidade tecnológica e científica;
  • Promoção do ensino.

Agenda 21 Brasil

O documento lançado pela Rio 92 propôs que os países participantes criassem suas próprias agendas a partir de seus contextos sociais.

Assim, entre 1996 e 2002, foi construída a Agenda 21 Brasileira. O documento é o resultado de várias consultas populares coordenada pela Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 21 Nacional (CPDS).  

O instrumento é baseado na agenda global e se compromete com o desenvolvimento ambiental, social, econômico e cultural das diversas regiões do brasileiras.  

Os desafios atuais do programa no Brasil são:

  • Fazer com que as diretrizes e ações sejam conhecidas, entendidas e aplicadas;
  • Promover o monitoramento e integração de políticas públicas;
  • Orientar para que o projeto seja elaborado e implantado a nível local;
  • Promover a educação sustentável e o intercâmbio de informações e experiências através de cursos.

A agenda 21 Brasileira já foi aplicada em diversos municípios do país. Os resultados são positivos têm contribuído para o fortalecimento da sociedade e das ações de sustentabilidade.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Rosa, Joseane. Agenda 21; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/agenda-21 >. Acesso em 30 de janeiro de 2020 às 00:52.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

Celoma

O Celoma tem origem do latim “cele” que significa “cavidade”. […]

Cavalo Marinho

O Cavalo Marinho é da espécie do Hippocampus, um gênero […]

Cavalo

O Cavalo é um animal mamífero que pertence a um […]

Caule

O Caule é o órgão que conduz as seivas das […]