Al-Qaeda

Organização terrorista formada por militares fundamentalistas islâmicos

A Al-Qaeda é uma organização fundamentalista islâmica, criada por Osama bin Laden, na década de 1970, sob forte inspiração da Irmandade Muçulmana. Em árabe o nome significa “a base” ou “o alicerce”.

Ela tem como objetivo combater a influência da cultura ocidental sobre os países islâmicos, reunindo assim uma única nação regida pela Lei Islâmica (Sharia). Para isso, a Al- Qaeda combate tudo aquilo que ela considera como países anti-islâmicos e países corruptos, através de uma Jihad, que seria uma guerra santa em escala mundial voltada ao combate dos seus inimigos, principalmente os Estados Unidos da América. 

Contexto histórico – Criação da Al-Qaeda

Para ser mais exato, a sua construção aconteceu no fim da Guerra Fria, logo após a retirada das tropas soviéticas do Afeganistão.

No início, o foco da Al- Qaeda era expulsar as tropas russas do Afeganistão e, para isso, eles tiveram uma grande ajuda financeira dos Estados Unidos para compra de armas e realização de treinamentos militares. No entanto, com a Guerra do Golfo e a instalação das bases americanas na península arábica, nas principais sedes do Islã, Bin Laden começou a fazer uma campanha versus os EUA. Isso resultou na expulsão dele da Arábia Saudita.

Foi então que, nesse período,  recluso no Sudão, ele iniciou o seu ataque contra as instalações dos Estados Unidos. Em 1998, a organização assumiu a responsabilidade da destruição de embaixadas norte-americanas situadas na África, o que resultou na morte de 224 pessoas.

Bin Laden, criador da Al-Qaeda
Osama bin Laden foi o criador da grande organização Al-Qaeda. (Imagem: Wikipédia)

Então, Bin Laden começa a se apropriar de um discurso contra os americanos. Ele afirmava que eles utilizavam uma política opressora contra os muçulmanos, tornando-os assim seus principais  oponentes.

A organização ficou conhecida em todo mundo após se declarar responsável pelo atentado do dia 11 de setembro de 2001, em Nova York e em Pittsburgh, resultando na morte de aproximadamente três mil pessoas.

Após isso, a organização uniu-se ao regime Talibã, no Afeganistão, havendo assim um crescente número de pontos de treinamentos, bem como no número de soldados. Porém, em resposta ao ataque de 11 de setembro, as tropas americanas e britânicas invadiram o Afeganistão, bombardearam e destruíram os campos de treinamentos da Al- Qaeda. Com isso, o regime Talibã foi extinto.

Em maio de 2011 Osama Bin Laden foi capturado e morto em Abbottabad, próximo a Islamabad, capital do Paquistão.

Contudo, isso não fez com que as atividades da organização chegassem ao fim. Atualmente, a Al-Qaeda possui grupos seguidores na Somália, Argélia, Líbia, Chade, entre outros países. O foco de suas ações é voltado para nações ocidentes e em países muçulmanos que apoiam os Estados Unidos, como: a Arábia Saudita, a Turquia e a Indonésia.

Outros líderes atribuídos à Al-Qaeda incluem:

  • Saif al-Adel
  • Sulaiman Abu Ghaith
  • Abu Hafiza
  • Abu Faraj al-Libbi (preso no Paquistão em 2005)
  • Abu Mohammed al-Masri
  • Khalid Sheikh Mohammed (capturado em Rawalpindi, Paquistão em 2003)
  • Thirwat Salah Shirhata
  • Abu Musab al-Zarqawi
  • Ayman al-Zawahiri
  • Abu Zubaydah (capturado em 2002)

Outras ações realizadas pela Al-Qaeda

Além do atentado de 11 de setembro, a organização Al-Qaeda foi responsável pela realização de diversos ataques. Confira:

  • 1993: Explosão de uma Van no estacionamento do World Trade Center, com seis mortos e mais de mil feridos.
  • 1998: Ataque simultâneo a embaixadas dos Estados Unidos no Quênia e na Tanzânia, com um total de 224 mortos.
  • 2000: Explosão de partes de um navio de guerra dos Estados Unidos no Iêmen, com 17 soldados mortos.
  • 2002: Ato suicida em um hotel na cidade de Mombasa, no Quênia, com 13 mortos.
  • 2002: Explosão de uma bomba em um resort, em Bali, Indonésia, com 200 mortos.
  • 2004: Explosão de quatro trens com passageiros em Madrid, Espanha, com 191 mortos.
  • 2005: Três explosões operadas por “homens-bomba” em um metrô e um ônibus em Londres, Inglaterra, com 56 mortos (incluindo quatro terroristas).
  • 2008: Explosão de um carro-bomba na embaixada dinamarquesa em Islamabad, no Paquistão, com oito mortos.
  • 2015: Ataque ao jornal Charlie Hebdo em Paris, França, com 12 mortos.

Bin Laden

Nascido em 10 de março de 1957, em Riade, Osama bin Mohammed bin Awad bin Laden, conhecido como Osama bin Laden, era filho de Muhammed bin Laden, um homem bastante poderoso e o mais rico da Arábia Saudita.

Desde muito novo, Osama sempre teve uma educação mais severa, pois seu pai tinha o objetivo de criar “homens determinados”.  Ele era o décimo sétimo filho de uma linhagem da família mais rica do país.

Osama perdeu o pai aos dez anos de idade, sendo obrigado a conviver com sua mãe, a qual pouco conhecia. Em 1970, ele foi enviado para o Líbano, onde completou o ensino médio.

A sua juventude sempre foi repleta de luxo e libertinagens, com carros caros, festas, garotas de programa, entre outras coisas. Com o avanço da guerra civil no Líbano, ele precisou voltar para a Arábia Saudita, onde iniciou os estudos na área de Engenharia.

Segundo alguns historiadores, ele se arrependeu das aventuras vividas no Líbano e, a partir de então, decidiu se dedicar aos valores impostos pela religião muçulmana.

A paixão pela religião só aumentava, e cada vez mais lutava contra as ações comunistas. Foi então que ele resolveu se empenhar ativamente na guerrilha religiosa muçulmana.

Com o dinheiro que tinha da família, ele começou a financiar as ações de guerrilha, bem como construiu alguns campos de treinamento militar focados no fortalecimento das ações mulçumanas. Foi então que surgiu a Al-Qaeda, que era o nome dos campos.

Durante toda a vida Bin Laden atuou estrategicamente para levar seus ideais para o maior número de pessoas possível. E, claro, com objetivo de exterminar todos que iam contra suas doutrinas. Como alvo principal ele tinha os EUA.

Em 2011, mais precisamente no dia 1 de maio, uma equipe especializada da Marinha dos Estados Unidos encontrou Osama Bin Laden no Paquistão. Barack Obama, atual presidente dos EUA na época, anunciou que o líder da Al-Qaeda havia sido morto pelos americanos. Mas, as imagens da operação e do corpo de Bin Laden não foram divulgadas.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

BARBOSA, Elson. Al-Qaeda; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/al-qaeda >. Acesso em 12 de dezembro de 2019 às 13:27.

Copiar referência

Outros Artigos de História

A China antiga tem uma história muito rica.

China Antiga

A China Antiga tem uma vasta contribuição para o desenvolvimento […]

Causas da Segunda Guerra Mundial

As Causas da Segunda Guerra Mundial formaram um conjunto de […]

Todas as causas da Revolução Industrial foram importantes para o desenvolvimento tecnológico.

Causas da Revolução Industrial

As Causas da Revolução Industrial foram eventos que promoveram muitas […]

Monumento em homenagem aos mortos pelas causas da Primeira Guerra Mundial.

Causas da Primeira Guerra Mundial

Uma das Causas da Primeira Guerra Mundial, a razão que […]