Animais Carnívoros

Alimentam-se de carne

Animais Carnívoros são aqueles que integram um esquema de animais mamíferos placentários, encontrados em boa parte do planeta Terra. Existem carnívoros representados em todas as classes. Eles se alimentam principalmente da carne de outros seres.

As caraterísticas mais comuns entres eles são: os pés com quatro ou cinco dedos, com garras; os dentes adaptados para cortar, com a presença de caninos fortes, cônicos e pontiagudos; os machos com báculo – osso presente no pênis da maioria dos mamíferos, exceto dos humanos e algumas espécies. 

O leão é um dos maiores animais carnívoros.
O leão é o segundo maior felino do mundo. (Foto: Pixabay)

Animais Carnívoros

Os carnívoros são originados do latim científico “carnivora” e a classificação superior é “carnivoramorpha”. O termo “carnívoro” significa comedor de carne, do latim “carne”, mais “volare”, que significa “devorar”.

De acordo com a zoologia (que estuda os animais), os carnívoros são aqueles que se alimentam predominantemente de carne provenientes de animais vivos ou mortos. Eles são predadores que atacam e matam suas presas, geralmente animais de outras espécies, com objetivo de se alimentar da carne. 

Boa parte dos mamíferos carnívoros possuem vida terrestre ou arborícola – vivem nas árvores. Alguns carnívoros necessitam literalmente de carne para sua nutrição, como os felinos – família de mamíferos digitígrados – e os pinípedes – superfamília de mamíferos aquáticos.

Outros animais dependem do habitat natural em que estão inseridos para definirem se são mais onívoros, como os guaxinins e os ursos, ou se são quase que exclusivamente herbívoros como os pandas, que também comem insetos, ovos e peixes. O urso polar, por exemplo, se alimenta principalmente de focas.

Os animais carnívoros possuem dentes e garras adaptados para capturar e mastigar a carne de outros animais. Uns estão habituados a perseguirem suas presas sozinho, porém muitos são animais sociais e costumam caçar em bando, ganhando vantagem sobre as presas de maior porte.

Os dentes são pré-molares superiores e o primeiro molar inferior tem cúspides – extremidade aguda em formato de lâminas – todo um aparato carniceiro para facilitar a mastigação.

O tigre siberiano é um dos animais carnívoros com hábitos noturnos.
O tigre siberiano é um caçador solitário e noturno. (Foto: Public Domain Pictures)

Características

Os animais carnívoros possuem diversas características, a mais expressiva é o poder de caça e predatismo, pois  necessitam matar outros animais para alimentação e sobrevivência.

Eles têm aspectos físicos distintos e algumas particularidades auxiliam na alimentação, já que mantêm  um organismo diferenciado. Seguem algumas informações importantes:

  • A saliva e a urina são ácidas;
  • As garras e os bicos são bem afiados;
  • Boa parte do ácido clorídrico existente no estômago é usado para fazer a digestão da carne;
  • Não têm ptialina – enzima responsável pela digestão dos cereais;
  • Normalmente têm a mandíbula alongada e para frente; 
  • O estômago é simples e com formato arredondado;
  • Os músculos inferiores são melhores desenvolvidos para atingirem maior velocidade;
  • Possuem dentes fortes e afiados;
  • Possuem os sentidos mais aguçados, audição, olfato e visão noturna são mais sensíveis;
  • Têm glândulas salivares pequenas;
  • Têm habilidade da camuflagem de acordo com o ambiente que está inserido.

Cadeia Alimentar dos Animais Carnívoros

Os animais carnívoros não têm necessidade de consumir grandes quantidades de alimentos, porque a carne é um tipo rico em nutrientes. Isso acaba facilitando a digestão, que se torna mais rápida. Por esse motivo, costumam ter um intestino mais curto.

Esses animais exercem importante função na cadeia alimentar, pois equilibram o ecossistema através do controle  das espécies que se alimentam.

Na cadeia alimentar, os carnívoros ocupam o terceiro nível trófico, sendo o consumidor de segunda ordem. Também chamados de predadores, esses consumidores são identificados de duas maneiras:

  • Consumidores secundários: caso a fonte de alimentação seja de animais herbívoros.
  • Consumidores terciários: caso a fonte de alimentação seja de outros animais carnívoros.
Jacará em seu habitat natural.
O jacaré tem a cabeça mais curta e mais larga do que seu primo crocodilo. (Foto: Public Domain Pictures)

Classificação 

De acordo com a forma de alimentação dos animais, é possível classificá-los. Para a zoologia, os carnívoros são representantes da ordem “Carnivora”, assim como o cão, o gato e a foca. Existem carnívoros de outros táxons (sistema de classificação científica), como crocodilo, falcão e tubarão.

Cada grupo apresenta cadeia alimentar própria e alguns animais consomem a mesma alimentação de outras espécies, provocando assim uma relação ecológica chamada de competição.

Nem todos os animais são exclusivamente carnívoros, existem outras classificações:

  • Canibais – se alimentam de indivíduos da mesma espécie. Exemplos: aranhas, besouros, caracóis.
  • Carnívoros – se alimentam de outros animais. Exemplos: cobras, crocodilos, lobos.
  • Detritívoros – se alimentam por meio da ingestão de material orgânico ou restos de animais e vegetais mortos. Exemplos: abutres, hienas, urubus.
  • Frutívoros – também chamados de frugívoros, comem principalmente frutas.
  • Granívoros – se alimentam de sementes e grãos. Exemplos: araras, galinhas, pombos.
  • Hematófagos – se alimentam de sangue. Exemplos: morcegos, mosquitos, piolhos.
  • Herbívoros – se alimentam exclusivamente de plantas. Exemplos: bois, coelhos, veados.
  • Hipercarnívoros – sua dieta possui mais de 70% de carne.Exemplos: águias, crocodilos, jacarés.
  • Hipocarnívoros – consomem menos de 30% de carne em sua dieta. Exemplos: seres humanos, juparás, ursos.
  • Insetívoros – se alimentam de insetos. Exemplos: aranhas, sapos, tatus.
  • Invertívoros – peixes que se alimentam de invertebrados.
  • Mesocarnívoro – sua dieta consiste em 30% a 70% de carnes e o restante de não-vertebrados. Exemplos: cangambás, guaxinins, raposas.
  • Nectatívoros – dieta baseada exclusivamente no néctar produzido pelas plantas com flores.
  • Omnívoros – se alimentam de animais e vegetais. Exemplos: seres humanos, porcos, ursos.
  • Perifitívoros – se alimentam de perifíton.
  • Piscívoros – se alimentam essencialmente de peixes. Exemplo: pelicanos.
  • Planctonívoros – peixes que se alimentam exclusivamente de plâncton.
  • Predadores – se alimentam de outros animais, procuram ativamente, perseguem as suas presas ou armam emboscadas. Exemplos: leões, onças, tubarões.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Macedo, Márcia. Animais Carnívoros; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/animais-carnivoros >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 20:45.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

O corpo humano possui muitos pontos com cartilagem.

Cartilagem

A Cartilagem também chamada de tecido cartilaginoso, é um tecido […]

A carta da Terra tem o objetivo de socorrer e salvar o planeta Terra.

Carta da Terra

A Carta da Terra é um documento de declaração dos […]

Pseudoceros Dimidiatus é um dos platelmintos.

Platelmintos

Os Platelmintos são animais invertebrados, que possuem o corpo achatado […]

O canibalismo acontecia com mais frequência na antiguidade.

Canibalismo

O Canibalismo é um tipo de relação ecológica que são […]