Animais da caatinga

Espécies que vivem no bioma exclusivamente brasileiro

São considerados animais da caatinga os seres que vivem nesse tipo de espaço geográfico. A caatinga é o único dos biomas a existir exclusivamente no Brasil.

Ao todo, são animais da caatinga 95 espécies de répteis, 45 de anfíbios, 240 de peixes e 975 de aves, resultando em 1225 espécies de animais vertebrados. O bioma se estende pelos estados da região Nordeste, chegando até a região Sudoeste.

São tipos de animais da caatinga o gambá, a ararinha-azul, o veado-catingueiro, o sapo cururu, a cutia, o beija-flor, o tatu-bola, o urubu-rei, a onça-parda, o macaco-prego-amarelo, a perereca-verde-pequena, o soldadinho-do-araripe, o camaleão, o jacaré do papo amarelo, e vários outros.

A caatinga

A caatinga é o único dos biomas brasileiros a existir apenas no país. 

Caatinga deriva do Tupi "ka'a", que significa "mata", e "tinga", que quer dizer branca. O bioma tem cerca de 850.000 quilômetros quadrados, resultando em cerca de 10% do território nacional.

A caatinga passa pelos estados da Bahia, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Maranhão, Sergipe, Piauí, Alagoas e uma parte de Minas Gerais. O bioma é o mais seco, sendo considerado do clima semiárido.

Animais da Caatinga

Existem diversas espécies de animais da caatinga. Os vertebrados se dividem entre aves, mamíferos, anfíbios e peixes. Vamos conhecer um pouco sobre elas:

Ararinha-azul

Um dos animais da caatinga mais conhecidos é a ararinha-azul. A ave, única do gênero Cyanopsitta, tem a plumagem em tons de azul, sendo as pontas das asas pretas, e mede em torno de 55 a 60 centímetros. Seu peso pode variar de 286 a 410 gramas.

Nos adultos, a íris é amarela, enquanto nos jovens é cinza. Os mais velhos possuem ainda a causa mais longa do que os animais mais jovens. Os bicos são pretos e os pés marrom-escuros ou pretos. Os machos são literalmente maiores do que as fêmeas.

Ararinha-azul, ave que vive na caatinga
A Ararinha-azul é uma das espécies de animais da caatinga (Foto: Wikipédia)

Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), a ararinha-azul está em perigo de extinção e, provavelmente, já não existe na natureza. Isso aconteceu devido ao tráfico ilegal, perda do habitat e até por disputa de espaço com abelhas africanizadas.

Atualmente os animais são cultivados em cativeiros brasileiros e em outros países. A ararinha-azul já foi tema de dois filmes de animação internacional. A sequência "Rio" e "Rio 2" mostram a vida da ararinha-azul chamada Blu e sua família.

Arara-azul-de-lear

A arara-azul-de-lear é outra das espécies de animais da caatinga que está ameaçada de extinção. A arara da família Psittacidae e gênero Anodorhynchus leari vive na caatinga baiana e é vista principalmente nas cidades de Canudos, Uauá, Sento sé, Campo Formoso, Paulo Afonso e Euclides da Cunha.

A ave pode ter entre 70 e 75 centímetros e se alimenta do licuri, um fruto da palmeira. A arara-azul-de-lear é considerada pela IUCN como “em perigo”, mas já esteve “em perigo crítico”. As medidas de conservação ajudaram os animais a se reproduzirem.

Veado-catingueiro

O veado-catingueiro, que também pode ser chamado de viado-virá, guaçutinga e virote, é uma das espécies de animais da caatinga que também é encontrado em outros biomas. Além do Brasil, o animal é visto em países da América do Sul.

De nome científico Mazama Gouazoubira, o animal é da família dos cervídeos, tem pequeno porte e pode pesar entre 11 e 25 quilos. Tem entre 50 e 65 centímetros de altura e entre 85 a 105 de comprimento. O animal não está em ameaça de extinção e é uma das espécies de cervídeos encontrada em maior número no Brasil.

Jandaia-coquinho

A jandaia-coquinho é uma ave encontrada na caatinga brasileira e em outros tipos de biomas.  Apesar disso, o Brasil é o país que abriga o maior número da ave. Ela mede em torno de 27 centímetros e seu peso chega a 84 gramas.

A ave, que tem a pelagem verde, se alimenta, preferencialmente, das sementes encontradas nas frutas, como laranjas, mamões, goiabas e jabuticabas. Apesar de existir em quantidade no Brasil, a ave já desapareceu em várias regiões da Argentina. O comércio ilegal é um dos fatores de risco para a espécie.

Sapajus libidinosus

Dois macacos da espécie sapajus libidinosus.
Sapajus libidinosus, um macaco que vive na caatinga. (Foto: Wikipédia)

O sapajus libidinosus é uma espécie da família do macaco-prego. No Brasil, o animal vive nos estados do Maranhão, Alagoas, Paraíba, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte. Pode ser encontrado ainda na Bolívia.

O sapajus libidinosus habita as regiões com plantas adaptadas a climas semiáridos, como é o caso da caatinga. Tem entre 34 e 44 centímetros de comprimento no corpo, e de 38 a 49 de cauda. Seu peso pode variar de 1,3 a 4,8 kg.

Frutas e insetos são os seus principais alimentos. O animal não está em ameaça de extinção, pois existe em várias regiões. Entretanto, a larga escala de desmatamento é uma ameaça. 

Sapo-cururu

O sapo-cururu é outra das espécies de animais da caatinga brasileira. Apesar de ser encontrado nesse habitat, o animal é visto em outros biomas e em países como Argentina, Uruguai e Paraguai. Seu nome científico é rhinella schneideri.

O macho é literalmente menor que as fêmeas, tendo cerca de 3 centímetros, enquanto as fêmeas têm em torno de 15. Se alimenta de invertebrados e até pequenos vertebrados, como aves ou roedores.

O animal possui veneno, porém não é capaz de laçar o líquido ou de morder. O veneno do sapo cururu só é liberado quando as glândulas são pressionadas e oferece riscos ao ser humano se houver  ingestão. Caso isso aconteça, pode provocar náuseas, tonturas, vômito, paralisia e até a morte.

Outros animais da caatinga:

  • Azulão
  • Iguana-verde
  • Maracanã-nobre
  • Jaguatirica
  • Tamanduá-bandeira
  • Tamanduá-mirim
  • Carcará
  • Periquito-da-caatinga
  • Bem-te-vi
  • Preguiça-comum
  • Calango-de-cauda-verde
  • Sagui-de-tufos-brancos
  • Periquito-de-bochecha-parda
  • Melipona fuliginosa
  • Arara-vermelha
  • Cardeal-do-nordeste
  • Periquitão-maracanã
  • Melipona interrupta
  • Puma concolor ou onça-parda
  • Jandaia-coquinho
  • Cardeal-do-nordeste
  • Jaguarundi
  • Tiziu

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Fernandes, Ruan. Animais da caatinga; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/animais-da-caatinga >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 20:14.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

O corpo humano possui muitos pontos com cartilagem.

Cartilagem

A Cartilagem também chamada de tecido cartilaginoso, é um tecido […]

A carta da Terra tem o objetivo de socorrer e salvar o planeta Terra.

Carta da Terra

A Carta da Terra é um documento de declaração dos […]

Pseudoceros Dimidiatus é um dos platelmintos.

Platelmintos

Os Platelmintos são animais invertebrados, que possuem o corpo achatado […]

O canibalismo acontecia com mais frequência na antiguidade.

Canibalismo

O Canibalismo é um tipo de relação ecológica que são […]