Animais do pampa

Espécies que vivem na região Sul do país

São animais do pampa os seres que vivem no único bioma brasileiro pertencente a um único estado, o do  Rio Grande do Sul. Por ocupar mais da metade da região Sul, esse bioma ainda se estende pela Argentina e Uruguai.

A palavra pampa é de origem indígena, da língua quéchua, que significa “terra plana”. A escolha do termo está relacionada com as características do bioma, que consiste em uma planície típica da América do Sul e vegetação predominantemente rasteira (campestre).

Além disso, o pampa é um bioma de clima subtropical, ou seja, com as quatro estações do ano bem definidas, o que permite o desenvolvimento de diversas espécies de animais e vegetais.

A fauna é extremamente rica, o que o configura como um dos biomas mais diversos do país. Na região são encontradas mais de 100 espécies de mamíferos e 500 de aves, além de artrópodes, répteis e anfíbios.

Saiba mais sobre o bioma pampa no vídeo a seguir:

Animais do Pampa

Como foi possível perceber, o pampa tem uma fauna bastante diversificada. Inclusive, o bioma possui uma grande quantidade de animais endêmicos – espécies nativas que se desenvolvem somente naquela região do planeta. Segundo pesquisas, cerca de 40% dos animais que habitam o pampa são endêmicos.

São animais do pampa: caboclinho-de-barriga-verde, perdigão, perdiz, gavião-chimango, caminheiro-de-espora, gaturamo-verdadeiro, tiê-sangue, araponga, sanhaço, jacu, saíra, macuco, jacutinga, corruíra-do-campo, papa-mosca-do-campo, quero-quero, joão-de-barro, sabiá-do-campo, pica-pau do campo, pica-pau-chorão, beija-flor-de-barba-azul, ema, ratão-do-banhado, capivara, tatu-mulita, veado campeiro, lobo-guará, graxaim, zorrilho, furão, preá, tuco-tuco, sapinho-de-barriga-vermelha, entre outros.

Além deles, ainda existem os animais do pampa que estão ameaçados de extinção, a exemplo da onça pintada, gato dos pampas, jaguatirica, tamanduá, caxinguelê, macaco-prego, jacutinga, etc.

Veja as principais características de alguns dos animais que vivem no pampa.

Gavião chimango

O chimango é uma ave Falconiformes, da família Falconidae, que mede aproximadamente 38 centímetros. O pássaro é completamente pardo, com a cabeça e partes inferiores de cor clara. Já as penas superiores da cauda e algumas áreas das asas são brancas.

Outros nomes são atribuídos ao gavião-chimango, como caracará, caracaraí, chima-chima, chimango-carrapateiro e chimango-do-campo.

Araponga

Entre os animais do pampa que embelezam esse bioma está o pássaro araponga. No Brasil, existem três espécies dessa ave, mas o habitante do pampa é a espécie Procnias nudicollis.

O macho possui o corpo todo branco, com uma parte da garganta e da lateral da cabeça em tons de verde. Já a fêmea apresenta características totalmente esverdeadas.

No Brasil, essa ave também pode ser chamada de guiraponga, pássaro ferrador ou ferreiro devido ao som que reproduz, lembrando com perfeição o trabalho realizado por um ferreiro.

Ave araponga em no topo de galhos.
Araponga. (Wikipedia)

Jacutinga

A jacutinga é uma ave, popularmente conhecida como peru do mato. Embora seja um espécie endêmica entre os animais do pampa, atualmente encontra-se ameaçada de extinção.

A ave mede aproximadamente 70 cm e o seu peso pode ultrapassar 1 kg. No entanto, a grande diferença está na sua coloração. Ela possui penas predominantemente negras, com detalhes brancos nas pontas das asas e cabeça, papo avermelhado com tons de azul e bico azulado.

Tatu-mulita

O tatu-mulita é um típico campestre do pampa e, por isso, é encontrado com muita frequência no Sul do país, Argentina e Paraguai. Do gênero Dasypus, é a menor entre as espécies. Possui de 6 a 7 cintas móveis no meio do corpo, de 9 a 13 anéis no rabo e tem 4 dedos nas patas dianteiras.

Além disso, possui a cabeça comprida, com orelhas longas, enquanto a carapaça é alta e ovulada.

Macuco

Macuco é uma ave galinácea de grande porte da família dos tinamídeos. Mede entre 48 e 52 centímetros de comprimento e o peso pode variar entre 1,2 e 1,8 Kg. Sua coloração é acinzentada com matiz verde-oliva e desenho críptico nas penas traseiras.

Alimenta-se basicamente de frutas, sementes e bagas.

Jacu

Outra ave pertencente ao grupo de animais do pampa é a jacu. Chamada carinhosamente de Penélope, existem mais de sete espécies desse animal no Brasil. A ave tem os pelos escuros transpondo para a tonalidade cinza, quando vai chegando ao topo da cabeça, além do papo na cor vermelha- alaranjada.

Alimenta-se basicamente de folhas, frutos e brotos, mas dependendo do habitat pode adotar hábitos diferentes.

Preá

Préa é o nome popular do roedor Cavia Aperea. Sua aparência é bem semelhante à da capivara, porém em tamanho menor, com aproximadamente 25 cm de comprimento.

Embora seja pequeno, o preá pode pesar até 1 kg, o que o deixa com característica robusta. O corpo é coberto por uma pelagem que pode variar entre a tonalidade acinzentada ou castanho-escuro, ajudando-o na camuflagem.

Tuco-tuco

O roedor tuco-tuco é um dos animais do pampa
Tuco-tuco. (Foto: Wikipedia)

O tuco-tuco é outro mamífero roedor encontrado no Sul do país. Ao todo, são mais de 60 espécies existente no mundo. No Brasil, estima-se que existam apenas oito.

Os tuco-tucos são parecidos com ratos peludos. Possuem calda curta e medem entre 20 e 25 centímetros. A coloração costuma ser na mesma tonalidade da areia, o que ajuda na camuflagem desses animais contra os predadores, mas, dependendo da espécie, a cor dos pelos pode variar.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

MENDONÇA, Camila. Animais do pampa; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/animais-do-pampa >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 18:04.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

Celoma

O Celoma tem origem do latim “cele” que significa “cavidade”. […]

Cavalo Marinho

O Cavalo Marinho é da espécie do Hippocampus, um gênero […]

Cavalo

O Cavalo é um animal mamífero que pertence a um […]

Caule

O Caule é o órgão que conduz as seivas das […]