Animais extintos no Brasil

A ação humana ainda é a principal causa

Os animais extintos no Brasil alertam para a falta de preservação ambiental no país. Entre as principais causas da extinção estão: o tráfico de animais, o desmatamento, as queimadas, a caça, a poluição, a mudanças climáticas, a pesca ilegal, entre outros.

Com relação aos animais extintos no Brasil não há como reverter o problema, porém com maior fiscalização florestal e campanhas de educação ambiental é possível evitar que outras espécies que estão ameaçadas de extinção desapareçam.

A extinção total de uma espécie é um processo que leva algum tempo até acontecer. Os animais extintos no Brasil desencadeiam uma série de consequências. As mais graves são: perda da biodiversidade, redução do fundo genético do país, queda de recursos naturais, baixa variedade de alimentos, desequilíbrio dos ecossistemas.

Além desses fatores, com o aumento de animais extintos no Brasil, cria-se um caminho para que alguns tipos de plantas também entrem em extinção. As pragas acabam se proliferando por consequência da falta de predadores.

Refletindo ainda mais à frente, a extinção pode ameaçar diretamente a vida dos humanos. Os animais selvagens sem habitat precisam de local para se abrigar, então podem invadir as cidades.

Animais extintos no Brasil

De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), os animais extintos no Brasil e os que estão em processo de extinção somam 633 espécies. Ainda de acordo com o Ibama, esse número é a soma de 395 animais terrestres e 238 aquáticos.

Os números que mostram animais extintos no Brasil comprovam o grave problema que a fauna brasileira apresenta na atualidade e ainda mais em um futuro próximo.

Lista e características dos animais extintos

Os números apresentados pela pesquisa foram baseados em diferentes tipos de situação: animais extintos no Brasil, extintos na natureza, criticamente em perigo, em perigo, vulnerável e quase ameaça.

Do total de animais terrestres presentes na lista, alguns deixaram de existir, entre eles a arara-azul-pequena.

Segue lista de dez animais extintos no Brasil:

  1. Arara-azul-pequena – O maior motivo que fez essa ave entrar em extinção foi a caça. Além disso, o desmatamento também foi outro fator que contribuiu. Foi encontrada pela última vez na década de 1960. Habitava o sul do Paraná.
  2. Caburé-de-pernambuco – Esse pássaro deixou de existir em meados do ano 2000. Suas últimas aparições foram em florestas na região de Pernambuco e Alagoas. O desmatamento é apontado como principal fator do seu desaparecimento.
  3. Gritador-do-nordeste – Pássaro famoso pela forma que atraia suas presas: gritando. Ele era comum em Frei Caneca (PE), em alturas de aproximadamente 500 metros. Uma das principais causas da extinção foi a destruição da região que vivia na Mata Atlântica para fins agropecuários. Essa espécie foi encontrada pela última vez em 2007, na reserva de Murici (AL).
  4. Limpa-folha-do-nordeste – Encontrado em regiões de Murici (AL) e Frei Caneca (PE), a última vez que esse pássaro foi visto aconteceu no ano de 2011. Assim como o Gritador-do-nordeste, o motivo de seu desaparecimento foi o desmatamento da Mata Atlântica.
  5. Maçarico-esquimó – Esse pássaro não é visto desde 1963. Ele media 34 cm e era comum nas regiões do sul do Brasil.
  6. Mutum-do-nordeste – Essa ave, mutum-do-nordeste, costumava ser encontrada na Mata Atlântica brasileira. Ela foi extinta depois de perder seu habitat que se transformou em plantação de cana-de-açúcar. A caça também é apontada como um fator.
  7. Peito-vermelho-grande – Esse pássaro também entrou em extinção devido a perda do habitat natural. Era encontrando no Rio Grande do Sul.
  8. Perereca-verde-da-fimbria – Essa espécie era característica do “Alto da Serra”, em Paranapiacaba, distrito do município de Santo André (SP), em regiões com mais de 1.000 metros de altura. Foi vista pela última vez em 1923. Não se sabe ao certo o motivo que esse anfíbio deixou de existir.
  9. Rato-de-Fernando-de-Noronha – Tem esse nome por causa da região em que era encontrado em quantidade: a Ilha de Fernando de Noronha (PE). Essa é uma espécie que deixou de existir há muitos anos. Foi exterminado com a chegada da espécie exótica Rattus rattus à ilha no século 16, junto com as embarcações europeias.
  10. Tubarão-lagarto – Visto por último em 1988 essa espécie foi deixando de existir devido ao aumento da pesca e provável derrame de petróleo nas água, na região em que vivia.
arara azul
Arara azul em habitat natural (Foto: Wkipedia)

Classificação das extinções

  • Extinção em massa: eliminação da mesma espécie em alta escala. Às vezes é necessário devido às espécies serem endêmicas, nocivas aos seres humanos, mas também pode ocorrer por causa de atividades ilegais como pesca com bombas ou caças.
  • Extinção de fundo: essa é caracterizada quando as espécies perdem seu habitat.
  • Extinção filética: em sua maioria ocorre naturalmente, quando ao longo do tempo as espécies mudam geneticamente.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Luna, Fernanda. Animais extintos no Brasil; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/animais-extintos-no-brasil >. Acesso em 30 de janeiro de 2020 às 01:01.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

Celoma

O Celoma tem origem do latim “cele” que significa “cavidade”. […]

Cavalo Marinho

O Cavalo Marinho é da espécie do Hippocampus, um gênero […]

Cavalo

O Cavalo é um animal mamífero que pertence a um […]

Caule

O Caule é o órgão que conduz as seivas das […]