Anorexia

Um dos transtornos alimentares

A anorexia, também conhecida como anorexia nervosa, é caracterizada como um transtorno alimentar que causa uma perda excessiva de peso. Essa análise é feita de acordo com a idade e altura de cada pessoa. A doença resulta no medo extremo de ganhar peso, mesmo quando o Índice de Massa Corporal (IMC) está abaixo do indicado.

Com isso, as pessoas que sofrem com anorexia podem buscar todas as formas de emagrecer, podendo acarretar em outros tipos de doenças ainda mais graves.

Causas da anorexia

Não há um estudo específico que certifique a causa da anorexia, porém muitos acreditam que seja resultado de um distúrbio de imagem, onde a pessoa não aceita o peso do próprio corpo, achando que está sempre acima do peso ideal.

Acredita-se também que fatores psíquicos, biológicos e ambientais possam favorecer o agravamento da doença. Além disso, as questões sociais, que determinam o tipo de corpo perfeito, podem ser agravantes para quem já possui os primeiros sintomas da doença.

Principais sintomas

Os sintomas apresentados por uma pessoa que possui anorexia podem ser diversos, confira a lista abaixo de alguns deles.

  • Medo excessivo de ganhar peso;
  • Recusar o peso que é considerado ideal para a idade e altura;
  • Ausência do ciclo menstrual por três ou mais vezes;
  • Pele manchada ou amarelada, seca e coberta por pelos finos;
  • Pensamento confuso ou lento, junto com memória ou julgamento deficientes;
  • Depressão;
  • Boca seca;
  • Extrema sensibilidade ao frio (vestir várias camadas de roupas para ficar aquecido);
  • Perda de resistência óssea;
  • Desgaste dos músculos e perda de gordura corporal.

Além desses sintomas, as pessoas com a doença podem evitar drasticamente o consumo de comida, inclusive provocando o vômito após a ingestão de qualquer tipo de alimento. Outros comportamentos incluem:

  • Ir ao banheiro logo após as refeições;
  • Cortar a comida em pequenos pedaços ou movê-los no prato em vez de comê-los;
  • Recusar se alimentar perto de outras pessoas;
  • Usar comprimidos para reduzir apetites.

Tratamento de anorexia

O primeiro passo para o tratamento satisfatório da anorexia é o reconhecimento da existência da doença. Na maioria dos casos, o paciente não admite que possui o transtorno alimentar, o que agrava ainda mais as circunstâncias da doença.

Mesmo com o apoio familiar, a maioria das pessoas só buscam ajuda quando a anorexia já atinge um estágio bastante avançado.

Não há tratamento específico, pois pode variar de acordo com cada caso. O principal objetivo do tratamento é fazer com que haja uma recuperação do peso corporal. O indicado é que se tenha um ganho de peso de 0,5 a 1,4 kg semanalmente.

Anorexia
Na maioria dos casos, a anorexia acontece em mulheres jovens. (Imagem: Pixabay)

Algumas alternativas para o tratamento podem incluir:

  • Aumento das atividades sociais;
  • Redução da atividade física;
  • Uso de  programas para alimentação;
  • Internação para acompanhamento diário da reeducação alimentar.

Importante destacar que a permanência por um grande período no hospital pode acontecer nos seguintes casos:

  • Se a pessoa estiver com 70% abaixo do peso ideal;
  • Se a perda de peso continuar mesmo após outros tratamentos;
  • Nos casos em que surgem problemas cardíacos em virtude da doença;
  • Quando há indícios de depressão em nível grave.

O apoio da família é fundamental durante o tratamento, pois é um processo difícil para os pacientes. Vale ressaltar que o processo pode não ser tão rápido quanto o esperado, portanto, é preciso paciência e persistência.

Em muitos casos, os tratamentos terapêuticos são indicados, podendo ser individual ou em grupo. Eles têm o objetivo de contribuir para a melhora psicológica e de comportamento dos pacientes, encorajando-os a mudar a rotina alimentar.

Outra forma de tratamento são os grupos de apoio, que contam com outras pessoas e familiares que passam pela mesma doença. Com essa troca de experiências, medidas em conjunto podem contribuir para evolução do tratamento.

Em alguns casos, sob orientação médica, alguns medicamentos antidepressivos e estabilizadores de humor podem ser utilizados para facilitarem o processo.

Complicações possíveis da doença

A anorexia pode causar diversas complicações em outras áreas do corpo, algumas delas podem ser fatais. Em alguns casos, os danos podem ser permanentes, mesmo com o avanço do tratamento. Confira algumas das complicações:

Complicações psicológicas

  • Depressão e ansiedade;
  • Transtornos de personalidade;
  • Desordem obsessionante;
  • Emprego errado do álcool e da substância.

Complicações hormonais

  • Hormônio estrogênio reduzido nas mulheres;
  • Testosterona reduzida nos homens;
  • Dehydroepiandrosterone reduzido (DHEA);
  • Hormonas de tiroide reduzidas;
  • Hormonas de crescimento reduzidas;
  • Hormonas de esforço aumentadas.

Complicações cardiovasculares

As complicações do sistema cardiovascular acabam sendo as mais preocupantes. As arritmias podem ser fatais em casos mais graves, afetando a função do coração e o ritmo normal da pulsação do coração.

Outras complicações que envolvem o coração incluem:

  • Hipotensão;
  • Anemia;
  • Bradicardia;
  • Arritmia;
  • Reduza o músculo de coração;
  • Desequilíbrio dos eletrólitos (por exemplo potássio, cálcio, magnésio ou fosfato).

Complicações para mulheres grávidas

  • Aborto;
  • Nascimento prematuro;
  • Baixo peso ao nascimento;
  • Cesariana.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

BARBOSA, Elson. Anorexia; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/anorexia >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 17:51.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

Celoma

O Celoma tem origem do latim “cele” que significa “cavidade”. […]

Cavalo Marinho

O Cavalo Marinho é da espécie do Hippocampus, um gênero […]

Cavalo

O Cavalo é um animal mamífero que pertence a um […]

Caule

O Caule é o órgão que conduz as seivas das […]