Aranha Armadeira

Também conhecida como aranha-de-bananeira, essa espécie é muito agressiva

A aranha armadeira adquiriu esse nome por sua principal característica. Quando encontra uma presa, ou tenta se defender, essa espécie “arma” o ataque.

Sua estratégia consiste em ficar ereta, se apoiar com as patas traseiras e manter as da frente elevadas, deixando expostos os ferrões.

Ela fica em movimento constante, aguardando o momento certo para atacar. Suas quelíceras, um par de apêndices que ficam ao lado da boca e servem para predação, possuem um canal para a injetar a toxina.

A aranha armadeira é um animal do gênero Phoneutria, palavra que traduzindo do grego significa “assassina”. A armadeira é uma espécie caçadora e seu ataque pode ser repentino.

Aranha armadeira preparando o bote.
Os machos jovens da armadeira apresentam um ventre laranja. ( Foto: Wikipedia)

Origem da armadeira

A aranha armadeira é endêmica da região brasileira. Hoje ela também pode ser encontrada na América Central e demais países da América do Sul. Essa migração se deve aos fatores naturais, como a própria locomoção do animal, mas também aos elementos ligados à intervenção humana, a exemplo da invasão do seu habitat.

Outra forma muito comum que torna a espécie presente nos ambientes urbanos é a “viagem” que ela faz através dos alimentos. A armadeira também é conhecida como aranha da banana porque ela se abriga nos cachos da fruta. Daí elas acabam parando nos supermercados, nas casas, nos abastecedores e pode ser exportada através das caixas que transportam banana.

Como identificar a aranha armadeira

A aranha armadeira é araneomorfa, essa classificação pertence às aranhas que são muito comuns e venenosas. Elas se caracterizam por ter os olhos dispostos em três filas (2-4-2). As aranhas em geral possuem aspectos físicos muito parecidos, o que torna difícil identificá-las.

Não são raros os casos em que a aranha armadeira é confundida com a aranha de jardim, que também é uma espécie muito comum. De longe, a identificação delas se torna impossível, mas examinando-a de perto, pode-se perceber que ela se distingue das demais.

Ambas são acinzentadas, mas enquanto a aranha de jardim possui um desenho parecido com uma seta, a aranha armadeira tem um formato que se assemelha com três pequenos corações na parte superior, e suas pernas têm alguns espinhos escuros e manchas claras.

Além das características físicas, a aranha armadeira possui algumas particularidades que torna possível sua identificação, como o aspecto reprodutivo, seus hábitos de alimentação, como e onde elas se abrigam e como elas preparam seu ataque.

Aspectos da aranha armadeira

  • A aranha armadeira gosta de se alimentar de pequenos insetos, répteis e anfíbios. Também fazem parte da sua alimentação os camundongos e lagartos.
  • Locais como guarda-roupas, vestimentas, sapatos, espaços escuros em geral, são os mais utilizados para a espécie se esconder, elas também gostam de depositar seus ovos nesses espaços.
  • A aranha armadeira se reproduz entre o mês de março e abril. Por isso que o número de casos de picada nesses meses são mais altos. Ovíparas, estima-se que as fêmeas da espécie podem colocar até mil ovos.
  • Para atrair a fêmea, o macho faz a “dança” do acasalamento.
  •  O período de vida da armadeira é de até dois anos.
  • O veneno da aranha armadeira é neurotóxico e cardiotóxico, isso significa que essa substância pode prejudicar o sistema nervoso e o coração.
  • Os ataques da aranha armadeira podem acontecer pela manhã ou ao entardecer.

Sintomas e tratamento

Geralmente, as vítimas da picada da aranha armadeira podem apresentar hipertensão arterial, aumento dos batimentos cardíacos, vômito, diarreia, e muita dor no local da picada.

São raros os casos de óbitos por causa do envenenamento desse animal, mas é sempre bom ficar atento aos sintomas, principalmente idosos e crianças que fazem parte do grupo de risco.

O tratamento para esse caso depende do grau de classificação:

Leve – Quando os sintomas são dor, vermelhidão e inchaço, o tratamento pode ser feito com o uso de analgésicos, antieméticos e anestésicos (sempre recomendados por um médico).

Moderado – Se além dos sintomas comuns, a vítima apresentar o aumento da pressão sanguínea e dos batimentos cardíacos, o uso do soro antiaracnídico é o mais recomendado, pois ele interrompe os efeitos do veneno.

Grave – Nesse caso, quando os pacientes também apresentam ereção contínua, taquicardia, choque e edema pulmonar, além do soro outros tratamentos podem ser indicados, isso pode variar de acordo com os sintomas e as condições do paciente. Em todos os casos, é imprescindível que o médico seja consultado.

Algumas curiosidades da espécie

Juntamente com a aranha marrom, a aranha armadeira é uma das que mais causam acidentes no Brasil, seu veneno é muito veloz e as reações são as mais diversas. A toxina que sai da armadeira pode causar até o priapismo, uma ereção longa e dolorosa.  

Mas é justamente essa toxina que tem despertado o interesse de indústrias farmacêuticas. Essas corporações têm tentado melhorar essa toxina para fabricar medicamentos que auxiliem ou resolvem o problema da disfunção erétil.

A mensagem do estímulo sexual é encaminhada pelo cérebro até as células do endotélio. As artérias penianas liberam neurotransmissores, e esses se encarregam de relaxar a musculatura dos vasos sanguíneos.

O principal dentre esses neurotransmissores é o óxido nítrico, e o “Tx2-6”, componente encontrado no veneno da aranha armadeira, que aumenta a concentração de óxido nítrico.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Santana, Esther. Aranha Armadeira; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/aranha-armadeira >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 22:15.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

Celoma

O Celoma tem origem do latim “cele” que significa “cavidade”. […]

Cavalo Marinho

O Cavalo Marinho é da espécie do Hippocampus, um gênero […]

Cavalo

O Cavalo é um animal mamífero que pertence a um […]

Caule

O Caule é o órgão que conduz as seivas das […]