Badminton

Esporte semelhante ao tênis e ao vôlei

Badminton é um esporte semelhante ao tênis e ao vôlei de praia, mas no lugar na bola utiliza-se uma peteca que é lançada sobre a rede com o auxílio de uma raquete. Pouco popular no Brasil, esse esporte exige dos seus participantes agilidade e força física.

Achou o esporte fácil? Não se engane! O badminton exige dos atletas uma série de habilidades, pois a peteca pode atingir uma velocidade de até 300km/h em um único golpe e pode queimar cerca 400 calorias em uma partida.

Os benefícios não acabam por aí, o esporte também oferece:

  • Melhora na aptidão física;
  • Aumento do tônus muscular;
  • Redução do estresse e ansiedade;
  • Prevenção da osteoporose;
  • Equilíbrio e redução do colesterol ruim;
  • Auxilío no desenvolvimento de habilidades (reflexo, inteligência e produtividade).

História

A origem desse esporte é imprecisa, mas a teoria mais aceita é que o badminton surgiu na Índia com o nome poona, mas popularizou-se quando oficiais ingleses, que estavam em serviço neste país, levaram-no para a Europa por volta do século XIX.

Já no território inglês, o poona passou a se chamar badminton em 1870. O novo nome foi dado porque, supostamente, o esporte foi jogado pela primeira vez na Badminton House, propriedade que pertencia ao Duque de Beaufort’s.

Badminton Índia
O Badminton (poona) na Índia. (Foto: Wikipédia)

Em 1875, alguns oficiais fundaram um clube de badminton na cidade portuária Folkstone, na Inglaterra. Entre as regras, o esporte que antes era praticado com um até quatro jogadores de cada lado do campo, passou a ser jogado entre dois ou quatro adversários, pois desse modo funcionava melhor.

O badminton ficou cada vez mais popular. Da Inglaterra ele foi levado para outros países da Europa, Ásia e América. Em 1934, foi criada a International Badminton Federation (IBF) – em português, Federação Internacional de Badmninton-, que atualmente se chama Federação Mundial de Badminton (BWF).

Inglaterra, Escócia, Holanda, País de Gales, Dinamarca, Canadá, França, Irlanda e Nova Zelândia foram os fundadores iniciais da IBF. A Índia juntou-se como uma filial poucos anos depois, em 1936. Atualmente 130 países são membros da Federação.

Objetivo e regras

O badminton apesar de ser semelhante ao tênis e ao vôlei de praia possui algumas especificidades, mas antes de detalhar o objetivo e as regras é importante conhecer algumas denominações:

  • Simples: dois jogadores em lados opostos da quadra;
  • Duplas: dois jogadores de cada lado da quadra;
  • Serviço: saque;
  • Servidor: quem tem o direito de servir;
  • Recebedor: o oposto ao lado do servidor;
  • Golpe: movimento da raquete para a frente.

O badminton é baseado em dois movimentos: saque e defesa. O jogo é iniciado com uma moeda ou com a própria peteca, por meio de um sorteio. O vencedor tem a prioridade de servir, receber ou escolher um dos lados da quadra.

A partida é dividida em três games, cada um com 21 pontos. Um ponto é marcado quando a peteca toca o campo do adversário, passando por cima da rede. Mas quando um participante joga a peteca para fora da quadra, o ponto é contabilizado para o adversário.

Penalizações

Algumas situações são consideradas falta:

  1. se o atleta, a raquete ou a roupa encostar na rede durante o jogo;
  2. se a peteca atingir o jogador, a roupa, o teto ou os arredores da quadra;
  3. se a peteca cair fora dos limites da quadra;
  4. se o jogador invade ou acerta a peteca no lado adversário;
  5. se a peteca for golpeada duas vezes por um jogador;
  6. se houver interferência com a peteca ou comportamentos inadequados, o jogador perde direto ao saque ou o adversário ganha um ponto;
  7. se o recebedor não receber o serviço, mas sim o seu parceiro;
  8. se o servidor fazer o movimento e errar.

Equipamentos

  • Peteca: a “bola” do jogo possui penas ou são sintéticas (nylon) e pesam entre 4g e 6g. Em outros países, esse equipamento também é chamado de pluma, volante, bird ou shuttlecock;
  • Raquete: esse é o principal equipamento do badminton e a sua escolha é muito importante para um bom desempenho no esporte. O material da raquete pode ser aço, alumínio ou grafite;
  • Quadra e rede: a quadra do badminton é retangular com aproximadamente 13m de comprimento e 6m de largura. Já a rede fica a 1,52m do chão no centro da quadra;
  • Uniforme: em competições oficiais é obrigatório o uso de uniforme, no caso uma camisa, com nome ou sobrenome do atleta e país que está representando.
Badminton equipamentos
Peteca e raquete. (Foto: Wikipédia)

A prática do esporte também exige outros equipamentos:

  • Tênis: devem ser confortáveis, acolchoados e flexíveis;
  • Cotoveleiras, tornozeleiras e joelheiras: esse grupo de equipamentos serve para proteger parcialmente as articulações;
  • Bolsa de badminton: usada para proteger a raquete e peteca, além de carregar toalhas, camisetas, materiais de higiene, etc.;
  • Óculos: pouco utilizado em competições, os atletas usam óculos com um Equipamento de Proteção Individual (EPI).

Competições de badminton

BWF Thomas Cup, também chamado de World Men’s Team Championships, foi criada em 1948 e é uma competição internacional entre equipes masculinas dos países membros da BWF. Os principais campeões são: Indonésia (48%), China, (21%) e Malásia (17,2%).

Badminton competição
Competição no Pan 2007. (Foto: Wikipédia)

O mundial de equipes femininas é o BWF Uber Cup, que acontece simultaneamente com as competições masculinas. Já o BWF Sudirman Cup é o mundial de equipes mistas que acontece a cada dois anos, com sede em um país membro da BWF.

O BWF World Championship define os campões mundiais. Apesar de não receberem dinheiro, os líderes de cada categoria ganham títulos e medalhas de ouro. A versão júnior dessa competição premia os melhores jogadores juvenis (até 19 anos) do mundo.

Na festa dos esportes, os Jogos Olímpicos, o badminton é disputado desde a edição de Barcelona em 1992. Em Olimpíadas, o Brasil disputou o esporte pela primeira vez no Rio de Janeiro em 2016, mas não conseguiu ganhar medalhas. Confira abaixo o quadro geral:

Ordem País Ouro Prata Bronze
China 18 5 15
Indonésia 7 6 6
Coreia do Sul 6 7 6
Dinamarca 1 3 4
Japão 1 1 1
Espanha 1
Malásia 6 2
Grã-Bretanha 6 2
Índia 1 1
10º Países Baixos 1
11º Rússia 1

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

CAIUSCA, Alana. Badminton; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/badminton >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 23:36.

Copiar referência

Outros Artigos de Educação Física

Importância da atividade física para saúde

A importância da atividade física para a saúde

A importância da atividade física para a saúde está diretamente […]

esportes-paralimpicos-atletismo-pista

Esportes Paralímpicos

Os Esportes Paralímpicos melhoram a condição cardiovascular dos praticantes, aprimora […]

beisebol

Beisebol

Em uma partida de beisebol o objetivo  é pontuar batendo […]

ginástica laboral

Ginástica laboral

A ginástica laboral é o alongamento de várias partes do […]