Brasil República

Período que teve início com a Proclamação da República e vai até os dias atuais

O Brasil República é um período da História do Brasil que teve início em 15 de novembro de 1889 com a Proclamação da República e permanece até os dias atuais. Após a ação de alguns militares, liderados por Deodoro da Fonseca, teve início o regime republicano que pôs fim ao antigo Império.

Com a Proclamação da República no Brasil, instituiu-se de imediato um governo provisório, chefiado por Marechal Deodoro da Fonseca, que assumiu a presidência do país até que fosse promulgada uma nova Constituição.

Desde o início do Brasil República, já houve cinco diferentes fases da república brasileira: República Velha, Era Vargas, República Populista, Ditadura Militar e Nova República.

Proclamação da República

A Proclamação da República foi resultado de um golpe de Estado político-militar, ocorrido em 15 de novembro de 1889, que derrubou a monarquia, implantando o regime republicano presidencialista. O golpe foi fruto da insatisfação de grupos políticos da época. Isso fez com que a monarquia perdesse o apoio das elites econômicas do país.

O país vivia uma crise política com insatisfação das elites agrárias com o modelo político que existia desde a Independência do Brasil. Nos últimos anos da década de 1880, com a abolição da escravidão a crise se agravou. Nesse período, a conspiração contra a monarquia ganhou força no Exército.

Assim, com o apoio dos militares, em 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca destituiu o imperador e assumiu o poder no país, instituindo um governo provisório republicano. Algumas mudanças foram feitas imediatamente, como a mudança da Bandeira Nacional e a elaboração de uma nova Constituição.

Deodoro da Fonseca governou o país até 1891, quando foi promulgada uma Constituição. Após a promulgação da Constituição, forma eleitos pelo Congresso Nacional o presidente e o vice-presidente. Nos cinco anos seguintes, o Brasil foi governado por militares.

A Proclamação da República tornou o Brasil um país federalista, nos quais os estados passaram a ter mais autonomia em relação ao Governo Federal. Assim, o país saiu do Brasil Império para Brasil República, sistema de governo, no qual o presidencialismo foi adotado.

Fases do Brasil República

O Brasil República iniciou em 1889 e vigora até os dias atuais. Durante esse período, o país por mudanças de governo, inclusive, passou por um período de Ditadura Militar.

O Brasil República se divide em: República Velha, Era Vargas, República Populista, Ditadura Militar e Nova República.

República Velha (1889 a 1930)

A primeira fase do Brasil República conhecida como República Velha ou República Oligárquica teve início com Proclamação da República, em 1889. Esse período foi marcado pelo domínio político das elites agrárias.

A República Velha se dividiu em dois períodos:

República da Espada (1889-1894): esse período recebeu esse nome devido ao fato de os dois primeiros presidentes do Brasil terem sido militares. Durante a República da Espada, o Brasil foi governado por Deodoro da Fonseca (1891) e Floriano Peixoto (1891-1894).

Brasil República: Marechal Deodoro da Fonseca
O Marechal Deodoro da Fonseca foi o primeiro presidente do Brasil. (Foto: Wikipedia)

República das Oligarquias (1894-1930): durante esse período as oligarquias agrárias dominavam o Brasil. Também chamada de Política do Café com Leite, a política nessa fase era dominada pelas elites mineira e paulista que se alternavam no poder. Durante o período, apenas três presidentes não eram de Minas Gerais ou de São Paulo. A dominação oligárquica mineira e paulista só terminou com a Revolução de 1930.

Nesse período, o Brasil foi governado por: Prudente Moraes (1894-1898); Campos Salles (1898-1902), Rodrigues Alves (1902-1906), Affonso Pena (1906-1909), Nilo Peçanha (1909-1910), Marechal Hermes da Fonseca (1910-1914), Wenceslau Bráz (1914-1918), Delfim Moreira da Costa Ribeiro (1918-1919), Epitácio Pessoa (1919-1922), Artur Bernardes (1922-1926), Washington Luiz (1926-1930).

Era Vargas (1930-1945)

A Era Vargas teve início com a Revolução de 1930 que expulsou a oligarquia cafeeira do poder. Na segunda fase do Brasil República, o país foi governado por Getúlio Vargas durante 15 anos. Essa fase se divide-se em:

Governo Provisório (1930-1934): o Governo Provisório buscou reorganizar a vida política do país. Neste período, o presidente Getúlio Vargas iniciou processo de centralização do poder, eliminando os órgãos legislativos. Em oposição às ambições centralizadoras de Vargas, as oligarquias paulistas convocaram o povo para exigir a realização de eleições para a elaboração de uma Assembleia Constituinte. A partir desse movimento, teve origem a chamada Revolução Constitucionalista de 1932.

Embora, tenha derrotado as forças oposicionistas, Vargas convocou eleições para a Constituinte. Em 1934 uma nova Constituição foi promulgada que dava maiores poderes para o executivo e adotava medidas democráticas. Essas medidas e o apoio do Congresso garantiram mais um mandato para Vargas.

Governo Constitucional ou Presidencial (1934-1937): no segundo mandato, Getúlio Vargas continuou com a política de centralização do poder, perseguiu seus oponentes e desarticulou o movimento comunista brasileiro. Com o discurso de ameaça comunista, Vargas conseguiu cancelar a eleição que deveria acontecer em 1937, anulou a Constituição de 1934 e acabou com o Poder Legislativo. A partir de então ele passou a governar com amplos poderes, dando início ao chamado Estado Novo.

Brasil República: Getúlio Vargas. (Foto: Wikipedia)
Getúlio Vargas governou o Brasil durante 15 anos consecutivos.

Estado Novo (Regime Ditatorial de 1937-1945): no dia 10 de novembro de 1937, o presidente Getúlio Vargas anunciou o Estado Novo, dando início à ditadura militar. Vargas fechou o Congresso Nacional e implantou uma nova Constituição. O golpe de Vargas teve apoio dos militares e de grande parcela da população. Ele impôs a censura aos meios de comunicação, reprimiu a atividade política, perseguiu e prendeu seus inimigos políticos.

Nesse período, ele adotou medidas econômicas e deu prosseguimento à política trabalhista com a criação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Vargas também publicou o Código Penal e o Código de Processo Penal, que ainda hoje estão em vigor. Com a luta pela democratização do país ganhando força, Vargas foi obrigado constituir eleições gerais, que foram vencidas pelo candidato apoiado pelo governo, o general Eurico Gaspar Dutra. Assim chegou ao fim a Era Vargas.

República Populista (1945-1964)

A Quarta República, também conhecida como República Populista teve início em 1946 com a posse de Eurico Gaspar Dutra. No mesmo ano houve promulgação da quinta Constituição do Brasil, que garantia direitos civis e eleições livres.

Brasil República: Juscelino Kubitschek
Juscelino Kubitschek foi o primeiro presidente civil a cumprir integralmente seu mandato. (Foto: Wikipedia)

Essa fase do Brasil República foi marcada por fortes tensões políticas e pela política desenvolvimentista. Nesse período, o Brasil foi governado por: Eurico Gaspar Dutra (1946-1951); Getúlio Vargas (1951-1954); Café Filho (1954-1955); Carlos Luz (1955); Nereu Ramos (1955-1956); Juscelino Kubitschek (1956-1960); Jânio Quadros (1961); e João Goulart (1961-1964).

Em 1965, deveria ter havido uma nova eleição presidencial, no entanto, em passagem abril de 1964, o Golpe Civil-Militar colocou fim à fase democrática do Brasil, dando início à Ditadura Militar.

Ditadura Militar (1964-1985)

O Regime Militar foi instaurado no Brasil em abril de 1964. Durante essa fase do Brasil República, atos institucionais foram promulgados provocando a cassação de mandatos políticos, a retirada da estabilidade de funcionários públicos, a suspensão de direitos políticos dos cidadãos, ampliação da repressão, uma severa política de censura foi colocada em prática, entre outros. Em duas décadas de Ditadura Militar no Brasil, o país foi governado por militares que estabeleceram um regime totalitário e centralizador.

Os presidentes desse período foram: Marechal Castelo Branco (1964-1967); General Costa e Silva (1967-1969); General Médici (1969-1974); General Ernesto Geisel (1974-1979); General Figueiredo (1979-1985).

O Regime Militar foi derrubado após campanhas da sociedade brasileira pelas Diretas Já, para realização de eleições presidenciais. A campanha culminou com a eleição Tancredo Neves, em 15 de janeiro de 1985, que foi eleito presidente pelo Congresso Nacional.

Brasil República: Ditadura Militar
Manifestantes na Marcha da Família com Deus pela Liberdade, em 1964, no contexto da Ditadura Militar. (Foto: Wikipedia)

Nova República (a partir de 1985)

Brasil República: José Sarney
José Sarney foi o primeiro a assumir a presidência, após a Ditadura Militar. (Foto: Wikipedia)

A Nova República teve início em 1985, quando o deputado oposicionista Tancredo Neves foi eleito presidente pelo Congresso Nacional. Tancredo morreu antes de tomar posse e quem assumiu o cargo foi o vice-presidente José Sarney. Esse período do Brasil República foi marcado pela democratização política e pela estabilização econômica.

Durante o seu governo, foi promulgada a Constituição de 1988, que instituiu o Estado democrático e a república presidencialista. Em 1989 ocorreram as primeiras eleições diretas para presidente, que elegeram Fernando Collor.

Durante a Nova República, houve o movimento pelo impeachment que culminou com o afastamento de Collor, dois anos após o mandato. O seu vice, Itamar Franco, assumiu a presidência. 

Em 1994 Fernando Henrique Cardoso foi eleito, em 1998 foi reeleito. Ele permaneceu no poder até 2002 quando Lula assumiu a presidência do país. Em 2010 foi eleita a primeira mulher para a presidência, Dilma Rousseff. Menos de dois anos após o segundo mandato, Dilma sofreu um impeachment e presidência foi assumida pelo seu vice-presidente Michel Temer.

Dilma Rousseff, eleita em 2010, foi a primeira mulher a assumir a Presidência da República. (Foto: Wikipedia)

Em 2018 houve novas eleições presidenciais que elegeram para presidência o deputado federal Jair Bolsonaro.

Nessa fase do Brasil República passou a ter eleições presidenciais a cada quatro anos. Atualmente o cargo de presidente é um cargo eletivo com direito a uma reeleição.

Os presidentes do Brasil nesse período foram: José Sarney (1985-1990); Fernando Collor (1990-1992); Itamar Franco (1992-1994); Fernando Henrique Cardoso (1995-2002); Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010); Dilma Rousseff (2011-2016); Michel Temer (2016-2018).

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

DIAS, Fabiana. Brasil República; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/brasil-republica >. Acesso em 11 de dezembro de 2019 às 23:20.

Copiar referência

Outros Artigos de História

A China antiga tem uma história muito rica.

China Antiga

A China Antiga tem uma vasta contribuição para o desenvolvimento […]

Causas da Segunda Guerra Mundial

As Causas da Segunda Guerra Mundial formaram um conjunto de […]

Todas as causas da Revolução Industrial foram importantes para o desenvolvimento tecnológico.

Causas da Revolução Industrial

As Causas da Revolução Industrial foram eventos que promoveram muitas […]

Monumento em homenagem aos mortos pelas causas da Primeira Guerra Mundial.

Causas da Primeira Guerra Mundial

Uma das Causas da Primeira Guerra Mundial, a razão que […]