Bronze

Metal resistente composto pela combinação de outros metais

O bronze é o resultado da combinação de ligas metálicas de cor acastanhada. Os metais que o formam são o estanho, juntamente com o zinco, alumínio, antimônio, níquel, fósforo e chumbo. Normalmente esse metal está associado à ligação do cobre (Cu) com o estanho (Sn).

A composição química do bronze é influenciada pela presença dos elementos químicos que o compõe.

A fórmula química do bronze não é fixa, pois ele não é um elemento puro mas, sim, uma combinação de ligas metálicas. Isso explica o porquê de não estar na tabela periódica.

Diferença entre cobre e bronze

A diferença entre cobre e bronze está na composição das suas respectivas ligas e aplicações no dia a dia. Eles são confundidos porque os dois possuem características semelhantes. Além disso, ambos são metais e têm a mesma cor acastanhada, o que dificulta a identificação à primeira vista.

O cobre é condutor de eletricidade, maleável e dúctil (pode ser esticado sem se romper facilmente). Normalmente, ele é combinado a outros elementos químicos para ser utilizado na indústria. Do cobre derivam as ligas de latão que são isentas de ferro em sua composição química.

Tanto o cobre quanto o bronze são confundidos com o latão, que também é uma liga metálica. A composição do latão é 70% cobre e 30% zinco, podendo ter outros elementos adicionais como estanho, alumínio ou chumbo.

O latão é um grande condutor de energia elétrica e térmica, pois tem alta resistência à corrosão. Esse metal é maleável, o que possibilita que ele seja forjado, fundido, laminado ou estirado a frio.

Esse material é usado na produção de peças prensadas e fabricação de diversos objetos como moedas, bijuterias, torneiras, parafusos, instrumentos médicos, itens de decoração, panelas etc.

Para que serve o bronze?

O bronze é uma liga resistente à corrosão e possui a propriedade de conduzir calor e eletricidade. Assim, esse material pode ser usado para diversos fins, sendo muito aproveitado nas indústrias, nas artes plásticas e na música. 

Existem diversas formas de usar o bronze na indústria, sendo as utilidades mais comuns para a fabricação de parafusos, ferramentas e equipamentos para usinas. Está presente, também, em aparelhos elétricos, conexões hidráulicas, revestimento de motores e engrenagens.

Estátua de bronze
O bronze não é um elemento químico, pois não é puro. (Foto: Pixabay).

O bronze nas artes plásticas pode ser usado para diversas criações, inclusive para a fabricação de sinos, enquanto que na música contribui para a composição de instrumentos musicais.

Essa liga é usada, ainda, para fabricação de objetos de decoração e, devido a sua capacidade de condutibilidade elétrica e resistência mecânica, é usado em componentes de aparelhos de telecomunicação, molas condutoras, tubos flexíveis, varetas de soldagem etc.

Na arquitetura  também tem o seu valor, sendo usado na parte elétrica da construção como componentes de interruptores, tomadas e chaves de contatos.

Por causa da resistência ao desgaste, o bronze é usado nas formas de chapas, barras, fios e tubos para águas ácidas de mineração. É, ainda, um dos componentes essenciais para a indústria têxtil.

Descoberta 

Registra-se que a fabricação do bronze teve início há mais de três mil anos, sendo considerada como uma das ligas metálicas mais antigas do mundo.

Esse material possibilitou a fabricação de armas e ferramentas metálicas, além das primeiras estátuas. A descoberta do bronze permitiu o acesso a um material muito resistente, não corrosivo e fácil de ser fundido.

Características 

O bronze é um metal que, quando polido, chega à cor do amarelo ouro, cuja aplicação é mais voltada para esculturas.

Esse material possui características acústicas, gera ondas sonoras que apresentam um timbre diferente, o que torna- o um material propício para a fabricação de instrumentos musicais como de percussão, a exemplo dos sinos e sinetas, e instrumentos de sopro, como as boquilhas para saxofones e bocais para trompetes e trombones.

O bronze tem sua composição alterada de acordo com os seus elementos.

Exemplos:

Cu + Sn + Mn: possui 15% de manganês. É usado na indústria química e para fabricação de equipamentos utilizados no tratamento da água.

Cu + Sn + Zn: possui 2% de zinco. É usado na fabricação de parafusos, porcas e válvulas, após ser submetido a tratamento térmico adquirem resistência elevada.

Cu + Sn + Pb: possui variação de 7%, 8%, 12% e 15% de chumbo. É utilizada na fabricação de peças industriais.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Chérolet, Brenda. Bronze; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/bronze >. Acesso em 30 de janeiro de 2020 às 02:21.

Copiar referência

Outros Artigos de Química

formula estrutural condensada linear

Fórmula Estrutural

A fórmula estrutural é uma das fórmulas da química orgânica […]

Forças intermoleculares

Forças Intermoleculares

As forças intermoleculares é um dos assuntos que mais caem […]

Filtração

Filtração

Filtração é um dos métodos da química utilizada para fazer […]

Explosão causada por elementos radioativos

Fissão Nuclear

A fissão nuclear é o processo de divisão de núcleos […]