Campo de Aushwitz

Maior campo de extermínio da Segunda Guerra Mundial

O Campo de Aushwitz, localizado na Polônia, ficou famoso por ser o maior local de extermínio dos judeus pelos nazistas, durante a Segunda Guerra Mundial. Ele foi construído, a princípio, para aprisionar uma quantidade de dez mil pessoas, depois expandido para vinte mil e em seguida ficou pequeno para o número de prisioneiros que eram levados para o campo.

No local, prisioneiros de guerra, soviéticos, judeus, homossexuais e qualquer tipo de pessoa que fosse contra a base moral Alemã da época, eram submetidas a momentos de muita dor e sofrimento. O destino deles, em sua maioria, era para a câmara de gás e o crematório.

Aushwitz é apenas um dos diversos centros de concentrações que osalemães construíram em seu território. Ele foi o mais conhecido, pois foi o maior campo de extermínio da Segunda Guerra. Mais de um milhão de pessoas morreram no local. 90% deles eram judeus.

Sob a administração de Rudolf Hoss (1894 – 1947), o campo foi o palco das mais conhecidas barbaridades nazistas, como os assassinatos em escala industrial nas câmaras de gás, torturas, experimentos médicos e trabalho escravo.

Momento histórico

Tudo começou quando Adolf Hitler assumiu as questões políticas da Alemanha. Ele instituiu que era necessário exterminar alguns grupos da sociedade alemã, com o intuito de recuperar o país da humilhação sofrida após a Primeira Guerra Mundial e em virtude da crise econômica que assolava no mundo, em 1929.

Sempre apresentando uma postura radical, Hitler foi visto como uma esperança para reerguer a Alemanha. E ele conseguiu. Porém, para isso acontecer, ele tomou medidas drásticas em diversos setores do país.

Em 1939, uma nova guerra mundial foi instaurada. Já no ano seguinte, campos de concentração e de extermínio de inimigos começaram a ser criados. Ao todo foram construídos três campos principais, apoiados por mais trinta e nove áreas auxiliares. Eles ficavam localizados nas cidades Auschwitz e Birkenau, próximos da capital polonesa Cracóvia.

O Campo de Aushwitz

O Campo de Aushwitz tornou-se a referência do período do Holocausto causado pelos nazistas durante o período da guerra. Porém, o campo não foi criado apenas com o intuito de exterminar pessoas, mas também para realização de trabalhos e pesquisas.

O Campo de Auschwitz I foi o primeiro a ser criado, sendo inaugurado em 20 de maio de 1940. No local ficava situado o setor administrativo dos campos, além de servir para a utilização do trabalho forçado dos prisioneiros, e foi lá que foi testado a primeira câmara de gás para torturar os encarcerados.  O primeiro teste com o gás Zyklon B resultou a morte de 850 prisioneiros, em 1941.

Estima-se que aproximadamente 70 mil pessoas foram mortas no Aushwitz I.

Quase um ano depois, foi realizada a construção do Auschwitz II, situado em Birknau, a 3 km do primeiro campo. Nesse espaço, o principal objetivo era exatamente o extermínio. Ele era equipado por quatro crematórios e câmaras de gás, as quais podiam receber, cada uma, cerca de 2.500 pessoas por vez. Nele, foram mortos aproximadamente um milhão de judeus e 19 mil ciganos.

Campo de Aushwitz
Na entrada do Campo de Aushwitz havia a irônica frase “O Trabalho Liberta”. (Imagem: Wikipedia)

Já em 1942 foi criado o terceiro campo com o mesmo nome. Nele, o espaço era utilizado somente para o trabalho escravo, instaurado pela empresa IG Farben.

Os demais campos auxiliares eram utilizados para a produção militar, metalúrgica e mineradora.

Todos os campos eram coordenados pela SS, que era uma organização voltada ao Nazismo, composta por homens de elite, selecionados pela fidelidade ao Partido Nazista. Esse grupo era composto por aproximadamente 7.300 pessoas.

Quando a guerra foi chegando ao fim, os nazistas decidiram destruir as câmaras de gás, bem como evacuar os campos para que a situação vivenciada no local não fosse descoberta. Em 27 de janeiro de 1945, o exército dos soviéticos liberou ainda cerca de 7.500 prisioneiros.

Holocausto

Holocausto é o nome dado a todo o processo de extermínio em massa que aconteceu durante a Segunda Guerra Mundial, resultando na morte de cerca de seis milhões de judeus, nos campos de concentração.

Para os alemães, eles eram os únicos que poderiam ser considerados europeus puros, inclusive, sendo classificado por Hitler como “raça superior”. Alguns decretos e leis foram instaurados nos primeiros anos da atuação de Hitler, para regulamentar a discriminação contra os judeus em toda a Alemanha.

Entre outras determinações:

  • Proibia os judeus de serem atendidos em hospitais;
  • Os estudantes universitários judeus não podiam mais fazer exames de doutorado;
  • Nenhum judeu podia ser considerado alemão;
  • Eles não podiam trabalhar em qualquer agência governamental;
  • Não era permitido que se relacionassem com os cidadãos.

Dia Internacional da Lembrança do Holocausto

O Dia Internacional da Lembrança do Holocausto acontece no dia 27 de janeiro, dia em que alguns prisioneiros que resistiram ao massacre foram libertados pelos militares da Soviética.

Em 2015, ano em que a libertação do campo completou 70 anos, o fato foi relembrado pelo mundo. As 300 pessoas ainda vivas que viveram o terror, regressaram à Polônia em uma cerimônia que deu testemunho do seu sofrimento.

Livros sobre o Holocausto

  • Holocausto – Uma História (Robert Van Pelt)
  • Uma Criança de Sorte (Thomas Buergenthal)
  • O Homem que Venceu Auschwitz (Denis Avey)
  • Cidadão do Mundo-Brasil e Holocausto (Maria Luiza Carneiro)
  • Ensinando sobre o Holocausto (Nilton Mullet Pereira)
  • O Filho do Holocausto-Memórias (Jorge Mautner)
  • Holocausto-Impacto na Vida de Pessoas (Angela Wood)
  • A História de Irena Sendler (Anna Mieszkowksa)
  • Sob o Fantasma do Holocausto (Rebecca Boehling)
  • Baú de Lágrimas (Denise George)
  • Holocausto-Judeus na Segunda Guerra (Martin Gilbert)
  • Holocausto Brasileiro (Daniela Arbex)
  • Depois de Auschwitz (Eva Schloss)
  • Fuga de Sobibor (Richard Rashke)
  • Diário de Anne Frank (Anne Frank)

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

BARBOSA, Elson. Campo de Aushwitz; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/campo-de-aushwitz >. Acesso em 19 de outubro de 2019 às 10:43.

Copiar referência

Outros Artigos de História

Todas as causas da Revolução Industrial foram importantes para o desenvolvimento tecnológico.

Causas da Revolução Industrial

As Causas da Revolução Industrial foram eventos que promoveram muitas […]

Monumento em homenagem aos mortos pelas causas da Primeira Guerra Mundial.

Causas da Primeira Guerra Mundial

Uma das Causas da Primeira Guerra Mundial, a razão que […]

Causas da Independência do Brasil

As Causas da Independência do Brasil foram uma série de […]

As cavernas eram muito utilizadas antes do período de transição.

Características do período mesolítico

Para entender as características do período mesolítico é necessário compreender, […]