Campos de Concentração Nazistas

Onde os judeus foram exterminados

Os Campos de Concentração Nazistas foram as construções elaboradas no período da Alemanha nazista para aprisionar e provocar o extermínio de judeus. Esse massacre aconteceu no decorrer da Segunda Guerra Mundial e os judeus eram executados em terríveis câmaras de gás.

Escultura feita em homenagem às vítimas dos campos de concentração nazistas.
Monumento artístico do campo de concentração de Dachau, feito para homenagear os mortos. (Foto: Wikimedia Commons)

Os Campos de Concentração Nazistas

Campo de concentração que em alemão quer dizer: Konzentrationslager ou KZ e em russo significa: Konzlager, é um centro de confinamento militar estabelecido em uma área de terreno livre e cercada por telas de arame farpado, ou então, um outro modelo de barreira. Todo o âmbito desse campo é constantemente vigiado e ele serve para deter os prisioneiros políticos ou de guerra.

Os campos de concentração nazistas foram criados entre os anos de 1933 e 1945. Eles ficaram conhecidos pelo fato de terem abrigado e executado milhares de judeus no Holocausto, durante a Segunda Guerra Mundial.

Esses campos de concentração nazistas se tornaram muito conhecidos porque se aproveitavam do trabalho dos judeus. Eles eram colocados em situações de extrema desumanidade, sendo vítimas de todos os tipos de abusos e maus-tratos.

Nesses campos de concentração nazistas, existiam os campos de extermínio, construídos na Polônia – Europa. Os judeus eram exterminados em câmaras de gás de Monóxido de Carbono ou de Zyklon B. O campo de Auschwitz Birkenau foi o maior campo de extermínio da época, culpado pela morte de 1,2 milhão de indivíduos.

A História dos Campos de Concentração

No decorrer de toda a história da humanidade, houveram vários campos de concentração em outros países e também em outros períodos históricos. Mas, os campos de concentração nazistas são os mais conhecidos, por causa da intensidade do massacre, causado pelos nazistas no decorrer do Holocausto.

A princípio, os campos de concentração nazistas foram criados para receber apenas os presos políticos, a exemplo dos comunistas e dos socialistas. No decorrer da Segunda Guerra Mundial, a quantidade de campos de concentração cresceu muito e cada um deles tinha a sua atividade específica.

O primeiro campo a ser edificado, no ano de 1933, foi o Campo de Dachau, próximo à cidade de Munique – capital da Baviera, na Alemanha. Outros campos foram construídos em países como: Áustria, Bielorrússia, Croácia, Estônia, França, Itália, Noruega, Países Baixos, Polônia, República Tcheca e Ucrânia.

Outros campos de concentração foram sendo construídos, com o passar do tempo, como:

  • África do Sul – no período da Guerra dos Bôeres.
  • Bósnia – No período da Guerra da Bósnia. Os sérvios construíram para aprisionar os bosníacos (bósnios muçulmanos).
  • Cuba – no Período Colonial.
  • Sudoeste Africano Alemão – atual Namíbia, onde era a antiga colônia alemã. Período do massacre articulado pelos alemães contra os hererós e os namaquas.
  • União Soviética – no período stalinista, que eram chamados de gulags.
O campo de Auschwitz é o mais famoso dos campos de concentração nazistas.
Campo de concentração de Auschwitz, localizados no sul da Polônia e eram operados pelo Terceiro Reich. (Foto: Pixabay)

Os Tipos de Campos de Concentração

Existiam três tipos diferentes de campos de concentração nazistas, são eles:

  • Campo de Trânsito – era o modelo de campo utilizado para centralizar uma grande quantidade de prisioneiros para serem conduzidos para os campos de extermínio, a maioria desses presos eram judeus. A maior quantidade desse tipo de campo estava em países que estavam ocupados pelos nazistas, como: Drancy – França e Theresienstadt – República Tcheca.
  • Campo de Trabalho Forçado – nesse modelo de campo os prisioneiros eram obrigados a trabalhar sem ter momento algum de descanso e ainda recebiam o extremo básico para sobreviver. Exemplo: Bor – Sérvia e Plazów – Polônia.
  • Campo de Extermínio – esse modelo de campo era o mais aterrorizante que existia, pois era onde os prisioneiros eram conduzidos diretamente para a morte, em terríveis câmaras de gás. Pouquíssimas pessoas conseguiram sobreviver e continuar no trabalho árduo. Exemplo: Sobibor e Treblinka – Polônia.

Os campos de concentração nazistas podiam ser utilizados para todos as finalidades sem problemas, ou seja, o campo de trabalho forçado podia também ser campo de extermínio e assim mutuamente. Em todos os campos, o índice de mortandade era muito alto, também por causa das péssimas qualidades de infraestrutura.

Os campos de extermínio foram idealizados com intuito de causar a eliminação dos povos judeus. Essa resolução foi definida na Conferência de Wannsee, no dia 20 de janeiro de 1942 e denominada de “solução final” pelos nazistas.

Depois do Campo de Dachau, que permaneceu em funcionamento por cerca de 12 anos, outros seis campos foram instalados para provocar um extermínio em massa. Só na Polônia foram construídos os seguintes campos: Chelmno – foi o primeiro a ser construído em 1941, especificamente para promover o homicídio em massa; Auschwitz Bikernau; Belzec; Majdanek; Sobibor e Treblinka.

O Holocausto

O Holocausto que para os judeus é “Shoah”, foi o título dado a um dos maiores genocídios de toda a história da humanidade. Uma média de seis milhões de pessoas, a maioria eram de origem judaica, mas haviam indivíduos de outras etnias, foram mortos pelo regime nazista, no início da década de 1940.

O Holocausto foi um evento terrível, que aconteceu durante o século XX, juntamente com os dois ataques com bomba atômica no Japão e os genocídios ocorridos na União Soviética, a exemplo do Holodomor – palavra ucraniana que significa “deixar morrer de fome” ou “morrer de inanição”; na China e no Camboja, pelos regimes comunistas.

O Holocausto foi programado pelo ditador nazista Adolf Hitler, no ano de 1920, quando ele estava preso e escrevendo um livro chamado “Minha Luta”. A terrível ideia fazia parte de um plano maior que o ditador tinha e pretendia colocar em prática assim que conseguisse assumir o poder.

A palavra Holocausto é também um termo hebraico que consistia no sacrifício animal, oferecido a Deus durante o Antigo Testamento. Depois da Segunda Guerra Mundial no ano de 1945, a expressão obteve outra interpretação. A palavra está diretamente relacionada ao genocídio praticado pelo Nazismo contra os povos judeus, da Alemanha, Holanda e Polônia.

De acordo com os historiadores e estudiosos do Holocausto, foi estabelecido aproximadamente, um número de vítimas fatais por extermínio, em cada um dos seis campos de concentração nazistas, especificados abaixo:

  • Auschwitz Birkenau – cerca de 1,2 milhão de pessoas.
  • Belzec – cerca de 600 mil pessoas.
  • Chelmno – cerca de 300 mil pessoas.
  • Majdanek – cerca de 80 mil pessoas.
  • Sobibor – cerca de 250 mil pessoas.
  • Treblinka – cerca de 800 mil pessoas.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Macedo, Márcia. Campos de Concentração Nazistas; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/campos-de-concentracao-nazistas >. Acesso em 21 de setembro de 2019 às 04:10.

Copiar referência

Outros Artigos de História

Castelos Medievais

Os Castelos Medievais foram construídos na época em que a […]

Votação do impeachment de Collor, com ajuda da pressão que os caras pintadas fizeram.

Caras Pintadas

Os Caras Pintadas foi a denominação dada ao movimento estudantil […]

Representação de Belerofonte e do cavalo pégasus.

Belerofonte

Belerofonte era um semideus da mitologia grega, que tinha como […]

Navio britânico HMS Sandwich disparando contra o navio-almirante francês Bucentaure durante a Batalha de Trafalgar.

Bloqueio Continental

O Bloqueio Continental foi uma determinação do imperador da França, […]