Cérebro

Pertencente ao Sistema Nervoso Central

O cérebro pertence ao encéfalo, que é dividido em várias partes e é responsável pelo recebimento, processamento e pelas respostas das mensagens que chegam até ele. É o principal órgão do sistema nervoso e fica localizado na parte interior da caixa craniana. 

O cérebro pesa aproximadamente 1,3 kg e recebe 25% do sangue bombeado pelo coração. Ele está relacionado como a área responsável pelo aprendizado do corpo e compõe 80% da massa total do encéfalo.

O órgão é dividido em duas partes, hemisfério cerebral esquerdo e direito, cada um com funções distintas. O esquerdo está relacionado à linguagem, realização de cálculos, algumas memórias, resolução de problemas e a fala. Já o direito, realiza o papel de interpretação de imagens, habilidades manuais não verbais, intuições, percepções musicais, entre outras coisas. 

Importante destacar que, normalmente, os hemisférios são responsáveis pelo comando dos lados opostos do corpo (o hemisfério esquerdo comanda os movimentos e sentidos do lado direito do corpo, e o hemisfério direito comanda os movimentos do lado esquerdo).

Além disso, os hemisférios podem ser divididos em quatro lobos, que são nomeados de acordo com o osso craniano situado acima dele.

Cérebro
Representação do cérebro humano, composto por quatro lobos cerebrais. (Imagem: Pixabay)

Lobos do Cérebro

Lobo frontal

Situado na parte da frente do cérebro, mais precisamente na região da testa, o lobo frontal é responsável pelo planejamento de ações e movimentos. Nessa área contém o córtex motor e o córtex pré-frontal.

O córtex motor realiza o controle dos movimentos voluntários ou automáticos do corpo. Traumas causados nessa região do cérebro podem causar fraqueza muscular ou paralisia. Já os movimentos mais precisos são executados pelo córtex pré-frontal. Lesões nesta área podem ocasionar problemas na fala e nos gestos.

Lobo Occipitais

Também conhecido como córtex visual, ele fica localizado na parte inferior do cérebro e é responsável pelo processamento dos estímulos visuais. Essa é a menor entre os quatro lobos existentes e funciona atrelada a diversas outras áreas do cérebro, que possibilitam a visão e construção de uma imagem.

Uma lesão nesta área provoca agnosia, que é doença que impede o reconhecimento de objetos, palavras e, em alguns casos, os rostos de pessoas conhecidas ou de familiares. Além disso, alguns dos efeitos que uma lesão no lobo occipitais pode causar são: visão cega, alucinações visuais ou até mesmo epilepsia, que acontece quando o paciente, em consequência de ser exposto a um clarão de luz intensa, pode sofrer um ataque epiléptico ao estimular demais os neurônios dessa área.

Lobo Temporal

Localizado na região acima das orelhas, os lobos temporais possuem a função de gerar lembranças e emoções, além de processar eventos imediatos em memória recente e compreender sons e objetos, facilitando o reconhecimento de pessoas e objetos, integrado a audição e a fala.

Normalmente, uma parte esquerda do lobo temporal é responsável pela compreensão da linguagem. Se essa região sofrer algum tipo de lesão, a memória das palavras pode sofrer danos, bem como a capacidade de entendimento da linguagem. Já se houver esse dano do lado direito, a memória para sons e música pode ser afetado.

Além disso, uma lesão ou alteração no lobo temporal pode causar diferentes tipos de surdez e até mesmo uma grande depressão.

Lobo parietal

Localizado na região superior do cérebro, o lobo parietal é subdivido em duas áreas: a anterior, chamada de córtex somatossensorial, e a posterior. A primeira é responsável por permitir as sensações como tato, dor e calor. É a zona mais sensível, pois isso ocupa mais espaço do que a zona posterior, afinal ela analisa informações obtidas pelos lábios, língua e garganta.

A zona posterior é uma área secundária e analisa, interpreta e integra as informações recebidas pela anterior, que é a zona primária.

Doenças Cerebrais

As doenças cerebrais correspondem a um grande problema de saúde pública, em virtude do aumento no índice de pessoas afetadas de forma direta ou indireta. Entre elas destacam-se:

  • Alzheimer
  • Parkinson
  • Esclerose Múltipla
  • Huntington
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC)
  • Epilepsia
  • Tumor cerebral

Curiosidades

  • Mesmo sendo uma afirmação feita por muitas pessoas, o ser humano não usa apenas 10% do seu cérebro. Uma grande porção dessa parte do Sistema Nervoso funciona para que haja um desempenho adequado para o corpo, porém não se pode definir uma porcentagem para o seu funcionamento.
  • O cérebro de Albert Einstein foi retirado após a sua morte para estudos. O órgão foi fotografado e várias lâminas foram montadas com o intuito de analisar o motivo da inteligência do cientista;
  • Cientistas afirmam que o uso excessivo de armazenamento de informações em celulares, tablets e computadores está comprometendo a capacidade de funcionalidade da memória.
  • Existe a possibilidade do aumento da memória, da concentração e da agilidade mental com treinamentos regulares do cérebro.
  • O cérebro em repouso produz energia suficiente para acender uma lâmpada de 25 watts.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

BARBOSA, Elson. Cérebro; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/cerebro >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 18:51.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

Celoma

O Celoma tem origem do latim “cele” que significa “cavidade”. […]

Cavalo Marinho

O Cavalo Marinho é da espécie do Hippocampus, um gênero […]

Cavalo

O Cavalo é um animal mamífero que pertence a um […]

Caule

O Caule é o órgão que conduz as seivas das […]