Cores neutras

Branco, preto e cinza

As cores neutras são tonalidades que apresentam pouca intensidade, pouco reflexo e baixa energia. Elas são formadas pelo branco, preto e os diferentes tons de cinza.

Essa classificação é dada conforme a tabela da temperatura das cores, na qual as cores quentes transmitem sensação de alegria e calor, as cores frias são sóbrias e tristes, transmitindo a percepção de frio e as cores neutras não transmitem nenhum tipo de sensação.

Também podem ser consideradas como cores neutras os subtons de outras cores, afetadas pela mistura entre o branco e o preto, formando assim tonalidades mais claras. As mais comuns são: bege e marrom.

O branco e o preto são cores neutras.
Parede com paleta de cores neutras. (Foto: Pixabay)

Características das cores neutras         

As principais características das cores neutras são o baixo reflexo, a pouca intensidade e energia. Elas também são usadas para complementar outras cores.

No círculo cromático as cores complementares posicionam- se de maneira oposta umas às outras. Assim, as cores primárias são complementares às cores secundárias e vice-versa. Além de obter cores neutras, quando misturadas, as cores complementares servem para diminuir a intensidade de uma cor.

De modo geral, as cores possuem três principais características: a matiz, que determina a tonalidade das cores, logo, as matizes são todas as cores (primárias, secundárias, terciárias); a intensidade, que é medida através da presença de brilho na cor, podendo ser considerada de alta ou baixa intensidade.

E, por fim, a tonalidade, que consiste na quantidade de luz presente na cor.

Cores

A cor é uma percepção visual. Isso quer dizer que são pequenas impressões de faixas luminosas transmitidas as células dos olhos. Por isso, é dito que os objetos não possuem cor, eles apenas absorvem e refletem os diversos comprimentos de onda do espectro eletromagnético.

Sendo assim, a cor apresentada pelo objeto coincide com os comprimentos de onda que são refletidos e visíveis aos olhos humanos. Nesse caso, o branco representa a presença de luz, constituindo a soma de todas as cores no espectro, e o preto consiste na ausência de luz. A cor cinza, por sua vez, é obtida através da mistura da cor preta com o branca.

Nos casos em que já estamos acostumados com uma cor, por exemplo, o cérebro tem a capacidade de corrigi-la automaticamente. Isso acontece porque o sistema nervoso, a partir da radiação detectada pela retina, extrai aquilo que é invariante sob as mudanças de iluminação.

Então, ainda que mude a radiação, a mente humana é capaz de reconhecer os padrões constantes por meio dos estímulos perceptivos. Assim, ele é agrupa e classifica os fenômenos diferentes como se fossem iguais.

Teoria das cores

A teoria das cores é o termo usado para classificar os experimentos e estudos realizados por Leonardo Da Vinci, Isaac Newton, Goethe e outros, em relação a associação da luz com a natureza das cores.

Esses artistas e pesquisadores concluíram que as cores estão presente em todos os objetos que enxergamos. Leonardo da Vinci afirmou em seu livro “Tratado da pintura e da paisagem” que a cor é uma propriedade da luz e não dos objetos.

Tempo depois, Isaac Newton estudou a influência da luz do sol na formação das cores e descobriu que um feixe de luz, ao atravessar o prisma, divide-se em sete cores (vermelho, laranja, amarelo, verde, anil e violeta), que, inclusive, são as cores do arco-íris.

Para esse conjunto de cores, Newton deu o nome de espectro. Ele afirmou que as cores são faixas de ondas percebíveis ao olho humano e que o comprimento dessas faixas é quem define o tom das cores.

Ainda tem dúvidas sobre a Teoria das cores, veja o vídeo abaixo.

Círculo cromático

O círculo cromático ou “círculo das cores” é composto por doze cores no total, que contribuem para a visualização das cores primárias, secundárias e terciárias. Por isso, ele é utilizado como instrumento gráfico por muitos designers e arquitetos para ajudar a encontrar as melhores combinações de tons.

O formato mais utilizado por esses profissionais é o de pizza, dividido em 12 partes, onde cada parte representa uma cor diferente. Entre as matizes que compõe o círculo estão: amarelo, azul e vermelho (primárias); verde, violeta e laranja (secundárias); e as cores terciárias que são: roxo-avermelhado, vermelho-alaranjado, amarelo-alaranjado, verde-amarelado, roxo-azulado, verde-azulado.

Significado das cores

Para alguns estudiosos, as cores podem apresentar diferentes significados. A psicologia das cores estuda a maneira como elas interferem no humor das pessoas, provocando boas lembranças, sensações de alegria, bem-estar, ou até mesmo de tristeza.

É importante lembrar que tais significados podem variar conforme a cultura de cada região. Fato é que nas diferentes artes, como na pintura, escultura, arquitetura, artes gráficas, fotografia e cinema, elas são usadas com a intenção de gerar sensações e emoções.

Dessa forma, de acordo com o significado geral das cores, excluindo as particularidades de algumas culturas, as tonalidades apresentam as seguintes sensações:

  • Cinza: integrante do grupo de cores neutras, o cinza exibe elegância, humildade, respeito, reverência, sutileza;
  • Branco: transmite pureza, inocência, reverência, paz, simplicidade, esterilidade, rendição, união;
  • Preto: exibe sofisticação, formalidade, poder, modernidade; mas também é usada em casos de luto, ou para transmitir sensações de medo, anonimato, raiva, mistério, azar;
  • Azul: integrante do grupo de cores frias, o azul é usado para representar a harmonia, confidência, conservadorismo, austeridade, monotonia, dependência, tecnologia, liberdade, saúde, etc.;
  • Vermelho: integrante das cores quentes, transmite paixão, força, energia, amor, liderança, masculinidade, poder, alegria, perigo, fogo, raiva, revolução, para alertar sobre algo. Além disso, é um tom muito usado pelos fast foods;
  • Verde: natureza, primavera, fertilidade, juventude, desenvolvimento, riqueza, dinheiro, boa sorte, ciúmes, ganância, esperança;
  • Ciano: transmite sensação de tranquilidade, paz, sossego, limpeza, frescor;
  • Magenta: representa luxúria, sofisticação, sensualidade, feminilidade, desejo;
  • Amarelo: dá ideia de velocidade, concentração, otimismo, alegria, felicidade, idealismo, fraqueza, dinheiro;
  • Violeta: atribuída a espiritualidade, criatividade, realeza, sabedoria, resplandecência, dor;
  • Alaranjado: sensações de energia, criatividade, equilíbrio, entusiasmo, ludismo;
  • Castanho: solidez, segurança, calmaria, natureza, rústico, estabilidade, estagnação, peso, aspereza.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

MENDONÇA, Camila. Cores neutras; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/cores-neutras >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 15:14.

Copiar referência

Outros Artigos de Artes

Monumento à Terceira Internacional.

Construtivismo nas artes

O construtivismo nas artes está relacionado com o movimento artístico […]

A Commedia dell’arte fazia a utilização do humor e críticas à sociedade em palcos improvisados.

Commedia Dell’Arte

A Commedia Dell’Arte iniciou-se a partir do início do século […]

Circo armado

Circo

O circo é o lugar onde acontecem expressões artísticas que […]

características das cores matiz

Características das Cores

As características das cores podem ser descritas como matiz, tonalidade […]