Cristianismo

Religião mediada pela vida e ensinamentos de Jesus Cristo, o filho de Deus

O Cristianismo começa na região que hoje está localizada a Palestina, no século I. Criada por Jesus de Nazaré, filho da virgem Maria, a religião surge quando o antigo Império Romano dominava toda aquela região.

Estima-se que, atualmente, o Cristianismo continua sendo a doutrina religiosa com maior número de seguidores no mundo. Seus principais ensinamentos encontram-se na Bíblia, o chamado Livro Sagrado. Ele é dividido em dois momentos: Antigo e Novo Testamento.

Os adeptos são reconhecidos como cristãos (“pertencente a Cristo”). O Cristianismo segue a doutrina do Monoteísmo, acreditando na existência de um único Deus, todo-poderoso e criador do céu e da terra, e em Jesus – o “salvador dos homens”.

Início do Cristianismo

O Cristianismo tem sua origem com a chegada de Jesus Cristo. Para a fé cristã, Deus ordenou que seu único filho descesse à terra para ser o salvador (Messias) da humanidade.

Cristo seria responsável por pregar o amor e a palavra do pai.

Cristianismo
Jesus em meio aos pobres e doentes (Foto: Wikimedia Commons)

Jesus doutrinou, realizou milagres e capacitou algumas das pessoas (apóstolos) que acreditavam em seus ensinamentos para serem propagadoras da palavra de Deus.

Entretanto, foi perseguido e assassinado pelos romanos, que não aceitavam seu evangelho.

Após sua morte na cruz, ressuscitou no terceiro dia e voltou para o reino do céus ao lado do pai. Com esse renascimento, concedeu a chance da salvação e vida eterna para todos que seguem os mandamentos de Deus.

Algum tempo depois da ressurreição, os 12 apóstolos começaram a difundir as ideias de Jesus pelo mundo, conquistando novos adeptos. Esse período marca o nascimento do Cristianismo e, em seguida, da Igreja Católica.

A crença conseguiu conquistar tantos seguidores que, no ano de 313 d.C, o Édito de Milão permitiu a liberdade de culto e proibiu o assédio aos cristãos.  A partir de então, o Cristianismo passou a ser a religião oficial de Roma.

Na fase das grandes navegações, séculos XV e XVI, a religião chegou até a América pelas Cruzadas e padres jesuítas, que durante a colonização do Brasil foram responsáveis pela catequização dos índios.

Vertentes do Cristianismo

Algumas transformações históricas acabaram originando outras doutrinas dentro do próprio Cristianismo, como o catolicismo, o protestantismo e as igrejas ortodoxas.

Ortodoxos

O patriarca de Constantinopla Miguel Keroularios, em 1054, rompeu com o papa e criou uma nova doutrina: a Igreja Ortodoxa.

A maior parte dos fiéis moravam no leste europeu e em pequenas partes do continente asiático.

Protestantes

Provocada pelo teólogo Martinho Lutero, membro da ordem religiosa dos Agostinianos, a Reforma Protestante foi o movimento de enfrentamento às doutrinas do Cristianismo.

Com isso, Lutero resolve fundar a Igreja Luterana e invalida algumas práticas: devoção aos santos, reconhecimento da soberania papal, confissão obrigatória e castidade dos padres e seguidores.

Após a reforma várias igrejas cristãs surgiram, como a Metodista, a Presbiteriana, e a Anglicana. Cada uma com ensinamentos e características distintas.

Fé Cristã

Dentro do Cristianismo é possível achar diferentes crenças, entretanto, boa parte daqueles que seguem o evangelho de Jesus Cristo acredita:

  • Deus criou o homem à sua imagem e semelhança para reinar sobre a terra.
  • Todo cristão deve ser batizado.
  • Deus é a Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo.
  • Para alcançar o reino dos céus, o sujeito precisa se arrepender dos pecados e crer em Jesus. 

Os Dez Mandamentos

De acordo com a história do Cristianismo, Moisés – líder religioso que libertou os hebreus da escravidão no Egito – recebeu de Deus duas tábuas feitas de pedra com os seguintes dizeres:

  • Amar a Deus acima de todas as coisas
  • Não falar seu santo nome em vão
  • Guardar os domingos
  • Honrar pai e mãe
  • Não matar
  • Não cometer adultério
  • Não roubar
  • Não levantar falso testemunho
  • Não cobiçar a mulher e os bens do próximo

Símbolos do Cristianismo

Apesar dos contrastes entre as igrejas que nasceram do Cristianismo, o símbolo mais conhecido por todas elas é a cruz.

No tempo do Império Romano a cruz era instrumento de tortura usado para punir e matar criminosos.  Mesmo sendo inocente, Jesus morreu em uma delas.

Por conta disso, passou de símbolo do sofrimento para o ícone da esperança, lugar onde Jesus sacrificou a própria vida para salvar a humanidade.

O pão (corpo de Cristo) e o vinho (sangue de Cristo) simbolizam a consagração da Eucaristia (última ceia de Jesus antes da crucificação) e o alimento da vida espiritual humana.

Já o terço, uma corrente com várias contas usada para rezar o rosário de Nossa Senhora, mãe de Jesus, é comum entre os católicos.

Símbolo do Cristianismo
Representação do terço de Nossa Senhora (Foto: Pixabay)

Durante a oração, a cada 10 Ave Marias reza-se 1 Pai Nosso. No total são 150 Ave Marias.

Outros grupos cristãos adotam símbolos diferentes, como o peixe, cordeiro, pomba, pelicano, lírio, chaves cruzadas e a cruz de São Pedro.

Curiosidades do Cristianismo

  • Mais de 2 bilhões de seguidores no mundo, isto é, 33% da população da Terra.
  • Predomina na América, Europa e Oceania.
  • Existe uma seita, a Igreja do Deus Todo-Poderoso, que defende a ideia de que Jesus vive atualmente na China e é uma mulher.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

SANTOS, Thamires. Cristianismo; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/cristianismo >. Acesso em 12 de dezembro de 2019 às 02:14.

Copiar referência

Outros Artigos de Religião

Dez Pragas do Egito 7

Dez Pragas do Egito

As Dez Pragas do Egito foram dez desastres que ocorreram […]

catolicismo

Catolicismo

O catolicismo é uma religião cristã que se tornou oficial […]

Sincretismo e Religiões Afro-brasileiras

O sincretismo é definido como a fusão de várias religiões. […]

Igreja Ortodoxa

Igreja Ortodoxa

A Igreja Ortodoxa reúne a segunda maior comunidade cristã do […]