Dança

Expressão artística que utiliza o corpo

A dança é um expressão artística que consiste em movimentar o corpo por meio de movimentos ritmados, em geral, com auxílio de sons ou músicas. Essa atividade é praticada com fins artísticos, esportivos ou recreativos.

Dança como expressão
A dança é uma expressão artística. (Foto: Pxhere)

Assim com o teatro e a música, a dança é uma das três artes cênicas da Antiguidade e sua prática perdura até hoje. Deste modo, com o passar dos anos surgiram várias modalidades e estilos de dança, que podem ser classificadas de acordo com critérios como:

Modo

  • Solo (individual): coreografia de solista no balé, sapateado, samba, etc;
  • Em dupla: forró, tango, bolero, etc;
  • Em grupo: ciranda, danças de roda, carimbó, etc;

Origem

  • Folclórica ou típica: Bumba meu boi, frevo, maracatu, etc;
  • Histórica: sarabanda, bourré, gavota, etc;
  • Cerimoniais: rituais indianos, rituais xamãs, rituais da Umbanda, etc;

Finalidade

  • Erótica: pole dance, can can, strip-tease, etc.
  • Cênica ou performática: balé, dança do ventre, dança contemporânea, etc;
  • Coreografada: casamento, debutantes, bodas, etc;

História da dança

Antes do homem se comunicar por meio da linguagem oral, ele utilizou a linguagem gestual. É possível encontrar em cavernas do Paleolítico pinturas de pessoas dançando em roda e em filas. Geralmente tais gestos estavam ligados à ritos místicos.

Durante a História Antiga, civilizações como o Egito, a Mesopotâmia, a Roma e a Grécia adotaram a dança como uma das principais expressões artísticas. No Egito, dançava-se em casamentos, em funerais e para agradar aos deuses – assim como acontecia na Grécia.

Dança antiga Egito
Pintura dança egípcia. (Foto: Wikipédia)

Em Roma, a dança também era utilizada para rituais sagrados. Mas na época do Império ela sofreu um declínio, pois foi considerada uma prática barata usada para sedução.

Em aproximadamente ano 150 a.C., foi ordenado o fechamento de todas as escolas de dança, mas isso não coibiu a prática.

Na Cultura Medieval, a dança foi considerada profana pela Igreja, porém no século VI surgiram alguns estilos divertidos com grupos em torno de um cantor.

No Renascimento, a atividade ressurgiu com pompa e apreciada pela nobreza.

O século XVII foi considerado o ápice do balé, mas no século XIX tal estilo foi contraposto por meio da dança moderna, introduzida pela americana Isadora Duncan. Consequentemente surgiu a dança contemporânea, que não possui movimentos específicos e sim muita criatividade.

História da dança no Brasil

A dança no Brasil recebeu influências de vários países. Primeiro, ela começou a ser praticada em rituais indígenas e quando os portugueses colonizaram a região, as danças brasileiras, bem como a cultura, se desenvolveram com a mistura de influências nativas, europeias e africanas.

A Região Norte possui danças típicas como marujada, cirandas e carimbo. A Região Nordeste é conhecida tipicamente pelo frevo, maracatu e forró. Na Região Sudeste se desenvolveu o samba, o lundu e o pagode.

A Região Centro-Oeste é fruto da miscigenação de indígenas, paraguaios e bolivianos, sendo os ritmos mais marcantes o cururu, a polca de carão, e o sertanejo. Já a Região Sul teve influências europeia e ritmos mais tradicionais são o fandango, a milonga e o chamamé.

Elementos da dança  

A dança, independente da sua origem e estilo, possui três elementos básicos: movimento corporal, espaço e tempo.

Movimento corporal

Consiste a variação de posição de um corpo em relação a um ponto. No âmbito da dança, pode ser definido como movimentos básicos do corpo (translações e rotações) e as combinações entre eles.

O elemento movimento ainda ter outras classificações

  • Movimento potencial: são as pausas do movimento, ou seja, quando as partes do corpo não realizam nenhum tipo trajetória no espaço;
  • Movimento liberado: são movimentos realizados com o corpo no espaço;
  • Famílias de movimentos: os movimentos são organizados em grupos, as chamadas famílias da dança, que são: transferências, locomoções, saltos, voltas, quedas e elevações.

Espaço

Corresponde ao trajeto realizado pelo corpo, do início ao fim. Dentro do espaço existe a cinesfera ou Kinesfera (espaço individual do corpo que se movimenta), cujo limite de alcance é determinado pela extensão ou flexão dos membros superiores e inferiores.

Dentro do espaço é estudado as direções (cima, baixo, lado, frente, trás e diagonais), as dimensões (pequeno, médio e grande), os níveis (baixo, médio e alto) e as extensões (perto, médio e longe).

Tempo

Corresponde aos referenciais temporais que estabelecem a ligação entre a dança e a música. Os elementos de tempo formam o compasso musical, que pode ser lento, moderado ou rápido.

Danças no mundo

A dança é universal, por esse motivo ela é praticada em todo o mundo. Cada local com seu estilo próprio, características e representação cultural. Confira abaixo as principais danças praticadas em alguns países:

Argentina – Tango

Essa dança surgiu nos subúrbios de Buenos Aires e inicialmente presumiam que ela estava ligado aos cabarés e aos bordéis, mas depois espalhou-se para os países europeus e passou a ser mais aceito.

O tango mistura elementos como drama, paixão, sexualidade e agressividade, o que caracteriza a dança como altamente expressiva. Há diferentes estilos, os mais conhecidos são o tango-canção, o tango canyengue, o tango milonga e o tango romanza.

Dança tango
Tango. (Foto: Wikipédia)

Colômbia – Zumba

A Zumba foi criada pelo coreógrafo Beto Pérez, nos anos 90, e é caracterizada pela misturas de estilos como samba, salsa, mambo e merengue. Atualmente essa dança é praticada principalmente nas academias como uma forma divertida de praticar exercício físico e perde peso.

Egito – Dança do ventre

A dança do ventre caracteriza-se pela movimentação do tronco, dos quadris e do abdômen. Os movimentos realizados pelas dançarinas representam os animais, os quatro elementos e a natureza.

Essa modalidade é acompanhada por objetos como espada, véu, punhais, jarros e taças. Os instrumentos musicais mais utilizados são as flautas, clarinetes e trombetas.

Dança do ventre
Dança do ventre. (Foto: Flickr)

Espanha – Flamenco

O flamenco surgiu como uma mistura do canto, da guitarra e da dança. Ele é caracterizado pelos movimentos com braços e punhos, sapateado, forte expressão facial e movimentação das saias das dançarinas, que batem palmas no ritmo da música.

Índia – Bharatanatyam

O bharatanatyam é a dança mais tradicional e antiga da Índia e acredita-se que ela tenha mais de 6.000 anos. Ela é caracterizada pelos movimentos em linhas geometricamente, voltas, saltos e batidas dos pés que marcam o ritmo. Além disso é um dança conhecida pela elegância, sensibilidade e poses de esculturas.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

CAIUSCA, Alana. Dança; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/danca >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 16:47.

Copiar referência

Outros Artigos de Educação Física

Importância da atividade física para saúde

A importância da atividade física para a saúde

A importância da atividade física para a saúde está diretamente […]

esportes-paralimpicos-atletismo-pista

Esportes Paralímpicos

Os Esportes Paralímpicos melhoram a condição cardiovascular dos praticantes, aprimora […]

beisebol

Beisebol

Em uma partida de beisebol o objetivo  é pontuar batendo […]

ginástica laboral

Ginástica laboral

A ginástica laboral é o alongamento de várias partes do […]