Dante Alighieri

Maior escritor da literatura medieval

Escritor, poeta e político, Dante Alighieri nasceu em Florença, na Itália, no ano de 1265. Não há registro oficial da sua data de nascimento, mas acredita-se que tenha sido por volta de 25 de maio.

Filho de Alighiero di Bellincione e de Dona Bella degli Abati, fazia parte de uma abastada e influente família florentina envolvida politicamente com o partido dos guelfos, uma aliança constituída de facções políticas que estiveram em luta na Itália, especialmente na República Florentina.

Graças as boas condições familiares, teve uma boa educação. Estudou as disciplinas básicas do ensino medieval, Trivium (gramática, retórica e dialética) e Quadrivium (aritmética, geometria, música e astronomia). Em torno de 1285, estudou na universidade de Bologna.

Dante Alighieri ficou órfão ainda jovem. Sua mãe faleceu quando tinha apenas cinco ou seis anos de idade, e o pai quando tinha apenas dezoito anos. 

Retrato de Dante Alighieri
Retrato de Dante Alighieri (1265-1321). (Foto: Wikipédia)

Casamento e inspiração

Como era de costume naquela época, teve um casamento arranjado aos 12 anos de idade. Sua família impôs o casamento com Gemma Donati, com quem teve quatro filhos. No entanto, jamais se referiu a eles em seus escritos.

Apesar de ter construído uma família, nutria uma paixão platônica por Beatrice Portinari, filha de um nobre da cidade de Florença. Dante conheceu Beatrice durante a infância, mas não há dados que comprovem quantas vezes eles se encontraram e em que consistiu essa paixão.

A morte súbita da amada, em 1290, causou desespero no poeta florentino, que procurou refúgio espiritual na filosofia da literatura latina. No entanto, essa paixão teve uma importância significativa para a cultura italiana, tornando-se a razão da poesia e da própria vida de Dante.

Após esse complicado período, Dante Alighieri concluiu a obra “Vita Nuova” (em português: Vida Nova), uma coleção de poesias escritos entre 1292 e 1293, dedicadas à sua amada. Além disso, Beatrice Portinari tornou-se um personagem presente em diversas obras do autor.

Carreira política

Além de escritor e poeta, Dante Alighieri também participou da vida militar da época. Em 1289, participou da batalha contra os Arezzo, mais tarde fez parte do grupo de soldados que escoltavam Carlos I, Conde de Anjou.

Dante entrou na guilda (associação) dos boticários, trabalhando como farmacêutico para acrescer na política, na qual teve importante atuação. De 1295 a 1300, Dante Alighieri fez parte da na vida de Florença, aderindo ao partido moderado.

Fez parte do Conselho da Comuna De Florença, chegando a chefiar a delegação enviada para Roma, que lhe rendeu o título de “priore”, na época o maior da política. Contudo o envolvimento político de Dante acarretou-lhe vários problemas.

Em novembro de 1301, Carlos de Valois entrou em Florença com os guelfos negros que massacraram grande número de partidários da facção branca, da qual a família Alighieri fez parte.

Após a instalação de um governo apoiante dos guelfos negros, Dante Alighieri foi acusado de corrução no desempenho de cargo público e condenado ao exílio por dois anos, além de ser condenado a pagar uma elevada multa em dinheiro.

Por não pagar a multa, sua condenação foi estendida para o exílio perpétuo. Além disso, se fosse capturado por soldados de Florença, seria sumariamente executado, queimado vivo.

Exílio e morte

A partir de então, passou a viver e vagas nas cidades de Verona, Bolonha e Ravenna. Mas o exílio de Dante Alighieri não se tratou apenas da separação física de sua terra natal, o poeta italiano também foi abandonado por sua família.

Apesar dessa condição, o autor deu continuidade à sua escrita que o transformou no mais importante pensador de sua época. No anos seguintes escreveu duas importantes obras: “Il Convivio“, composta de quatro tratados, que no primeiro, defende o uso da língua vulgar e explica que nela escreveu a obra para que todos pudessem lê-la.

E “De Vulgari Eloquentia” (sobre a vida do povo), escrita em latim, na qual retraça a origem e a história da linguagem e debate o problema dos dialetos. Tamanha foi a importância e consistência das produções de Dante que elas se tornaram a base da língua italiana moderna e culminou a afirmação do modo medieval de entender o mundo.

Por seus méritos literários, Dante Alighieri pensava obter revogação do exílio, mas não conseguiu. Concentrou-se então, na elaboração de um tratado sobre o poder secular e religioso, um dos temas mais controversos da sua época, intitulado “De Monarchia”.

Dante Alighiero degli Alighieri morreu no dia 14 de setembro de 1321, aos 56 anos, em Ravenna, Itália. Dante, é uma abreviação de seu real nome, Durante.

Principais obras de Dante Alighieri

Dante Alighieri é considerado o primeiro e maior poeta da língua italiana. Elogiado pelo poeta francês Victor Hugo, como um dos que “marcam os cem graus de gênio”, escreveu diversas obras de teor literário, filosófico e histórico.

Dante foi bastante consagrado em vida, tendo sido celebrado como o maior poeta da região da Toscana. Entre seus escritos, destaca-se “A Divina Comédia”, um poema épico da literatura italiana, protagonizada pelo próprio Dante, que percorreu uma jornada espiritual em que atravessa o inferno e o purgatório, com destino ao paraíso.

Outras obras importantes do autor são:

  • “De vulgari eloquentia” (Sobre a Língua vulgar):  ensaio escrito em latim defendendo a língua italiana;
  • “Vita Nuova” (Vida Nova): utilizando a língua toscana, a coletânea de poesias narra a história do seu amor por Beatrice;
  • “Le Rime” (As rimas, também chamadas de “Canzoniere”): reúne vários textos de cariz lírico, como sonetos, canções, baladas, sextinas. Novamente Dante aborda seu amor por Beatrice, além de citar a ciência, a filosofia e a moral;
  • “Il Convivio” (O Convívio): reúne canções e comentários que pretendem a língua vulgar italiana.

Curiosidade

Em julho de 2008, o Comitê Cultural de Florença revogou o exílio decretado a Dante Alighieri e como forma de compensação, concedeu a seus herdeiros a mais alta honraria da cidade, Il Fiorino D’Oro.

Citações

No inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade em tempo de crise.

Muito pouco ama, quem com palavras pode expressar quanto muito ama.

Não deve o homem, pelo maior amigo, esquecer os favores recebidos do menor.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

BRITO, Samara. Dante Alighieri; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/dante-alighieri >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 19:40.

Copiar referência