Economia da Região Norte

Baseada na extração de minério e vegetais

A economia da região norte é, basicamente, baseada no extrativismo mineral (garimpos de ouro, cassiterita, diamantes, estanho) e vegetal (látex, madeiras, açaí, castanha). A agricultura, a pecuária e o turismo também são atividades que movimentam a economia dessa região.

A Região Norte é a maior região do Brasil tendo uma extensão territorial igual a 3.853.676,948 km². É formada por sete estados: Acre (capital Rio Branco), Amazonas (capital Manaus), Rondônia (capital Porto Velho), Roraima (capital Boa Vista), Pará (capital Belém), Amapá (capital Macapá) e Tocantins (capital Palmas).

A agricultura da região Norte é focada, principalmente, na plantação de feijão, milho e mandioca. Outros alimentos também aparecem no cenário como o coco, a pimenta-do-reino, a juta e o café.

Atividades Econômicas e Produtos

Os estados mais que mais contribuem para a economia da região norte é o Amazonas e o Pará. Com tudo, os outros estados também se desenvolvem em áreas específicas. O Tocantins se destaca no Agronegócio o Amapá se destaca na produção de manganês.

O Pará se destaca na produção de grande parte do minério de ferro exportado e junto com Rondônia, se destaca na agropecuária (estima-se que os dois estados juntos abrigam mais de 14 milhões de cabeça de bovino). Rondônia também se destaca na produção de café. O Amazonas se destaca na extração de petróleo em terra firme e em produção de gás.

Indústria

As poucas industrias que existem na região norte são bem isoladas e isso faz a região ser uma das menos expressivas do Brasil nessa área. A Zona Franca de Manaus é a indústria de maior destaque. Foi criada do ano de 1967 com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento comercial e econômico no Amazonas.

A Zona Franca de Manaus é um polo industrial que abriga uma série de diferentes atividades, entre elas a produção de equipamentos eletrônicos, óculos, calculadoras, televisores, câmeras e aparelhos de som. No ano de 2017 foi responsável por 3% de toda indústria do país.

Através de diversos incentivos fiscais, o centro conseguiu uma série de feitos. Recebeu várias empresas norte-americanas, francesas, alemãs, japonesas (Sony, Toshiba, Honda, Yamaha), além de empresas nacionais.

Extrativismo Mineral e Vegetal

O extrativismo mineral e vegetal é a principal atividade econômica da região Norte. A região possui imensos recursos minerais, mas ainda sofre com a falta de infraestrutura energética.  Ob, a madeira, a castanha e o açaí são alguns dos principais materiais retirados do extrativismo vegetal.

Já no extrativismo mineral, os principais materiais são o ouro, o estanho, o diamante, com destaque para a cassiterita (de onde se extrai o alumínio) que tem maior recorrência em Rodônia. A Serra dos Carajás, localizada no Pará, se destaca na exploração do ferro e a Serra do Navio, localizada no Amapá, se destaca na exploração do manganês.

Também merece destaque a Bacia do Rio Negro e Solimões que é rica em petróleo e gás natural. A Serra do Navio, localizada no Amapá, se destaca pela enorme exploração do manganês. Marabá é considerada a cidade centro do maior fluxo de exportação de castanha-do-pará. Essa iguaria é exportada por todo mundo, principalmente para o Japão e Estados Unidos.

No ano de 1990 foi criada a primeira reserva extrativista de seringueiros e castanheiros em Xapuri, localizada no Acre. A reserva foi criada após a morte de Chico Mendes, um seringueiro e sindicalista que, em vida, militava a favor da melhoria de vida dos seringueiros.

Dados sobre a região Norte

  • PIB R$ 320,773 bilhões
  • PIB PER CAPITA: R$ 19.038
  • Participação no PIB Nacional: 5,4%
  • Rendimento médio mensal real dos trabalhadores: R$ 1.693 (pessoas de 15 anos ou mais ocupadas)
  • Índice de Gini: 0,539
  • Taxa de desemprego: 12,5%

Turismo

O turismo é outra área bastante positiva na economia da região norte, considerando algumas condições. Com tudo, as atividades ligadas ao ecoturismo são as que mais crescem, já que a região abriga algumas das áreas mais bem preservadas do país. Manaus se destaca entre as demais cidades.

A Festa do Círio de Nazaré, que acontece no Pará, o Festival de Parintins, que acontece no Amapá e o Festival Amazonas de Ópera, no Amazonas são alguns dos principais eventos que atraem os turistas para a região. O estado do Amazonas e do Pará são os que mais atraem turistas do mundo todo.

Festa de Parintins
A Festa de Parintins é uma das festas folclóricas mais famosas do norte do Brasil. (Foto: Wikipedia)

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Maria Azevedo, Amanda. Economia da Região Norte; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/economia-da-regiao-norte >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 19:46.

Copiar referência

Outros Artigos de Matemática

O sistema da Blockchain possibilita o uso de Bitcoins no mundo todo.

Bitcoin

Bitcoin é uma criptomoeda utilizada em transações financeiras virtuais sem […]

Engenho de açúcar

Sistema Plantation

Sistema plantation é um sistema descendente do período colonial europeu […]

Colheita de plantação

Sistemas agrícolas

Os sistemas agrícolas formam o conjunto de atividades técnicas, econômicas […]

Setores da economia

Os setores da economia existem para medir o desenvolvimento econômico […]