Elvis Presley

O rei do rock

Elvis Presley (1935-1977) foi  ator e um dos mais populares cantores de Rock’n and Roll de todos os tempos, sendo considerado o pai deste ritmo musical.

De origem humilde, alcançou a fama repentinamente e conquistou o público com seu estilo único. Dono de um rebolado exagerado, alcançou o sucesso mundial e, mesmo após a morte, permanece entre os artistas mais consagrados da história do rock.

Origem humilde

Elvis Aaron Presley nasceu em 8 de janeiro de 1935, em Tupelo, no Mississippi. Sobrevivente ao parto de gêmeos univitelinos, no qual o irmão nascera morto, cresceu como filho único em uma família pobre e em meio aos destroços de um furacão que devastou a cidade em abril de 1936.

Em 1945, Elvis participou de um concurso de novos talentos na “Feira Mississippi-Alabama”, conquistando o segundo lugar da disputa com a canção “Old Shep”. No mesmo ano ganhou o primeiro violão, que virou sua companhia constante.

Em 1948, sua família mudou-se para Memphis, Tennessee, onde Elvis se formou na Humes High School em 1953. Criado na doutrina religiosa, assistia cultos com os pais e participava do coro da igreja evangélica local.

Mais tarde, a música gospel tornou-se importante para sua carreira artística. Durante a juventude, Elvis Presley também recebeu influência da música country e do blues (típico da região sul dos Estados Unidos).

No tempo livre gostava de cantar e tocar violão, mas a música ainda não gerava renda e ele precisava ajudar a família. Antes de alcançar o sucesso, trabalhou em várias atividades, como lanterninha de cinema e motorista de caminhão.

Começo da carreira profissional

As influências musicais de Elvis Presley foram o country, o gospel e o pop da época, em especial Dean Martin e J. D. Sumner, além sua admiração pela música erudita, particularmente a ópera. O tenor Mario Lanza era um de seus maiores ídolos.

Perseguindo seu sonho musical, Elvis gravou algumas canções de forma experimental no Memphis Recording Service (filial da Sun Records). Nessa época, Sam Phillips, produtor musical da Memphis, estava em busca de um cantor branco que cantasse blue e resolveu apostar em Elvis.

Assim, em 1954, Elvis iniciou sua carreira musical no lendário Sun Records. Começou a gravar suas primeiras músicas e duas das que compunham seu primeiro disco single começaram a tocar nas rádios locais.

As canções “That’s all right” e “Blue Moon of Kentucky”se tornaram sucesso imediato, espalhando-se rapidamente por outras cidades. Em 17 de julho daquele ano, Elvis fez seu primeiro show na cidade de Memphis e três meses depois fez a primeira apresentação fora de seu estado, em Atlanta, Geórgia.

Cantor e ator, Elvis Presley
Cantor e ator, Elvis Presley (1935-1977). (Foto: Wikipédia)

O sucesso de Elvis Presley

No fim de 1955, seu contrato foi vendido para RCA Victor. As novas músicas logo alcançaram as paradas de sucesso e as apresentações daquele jovem artista fora do comum, com roupas extravagantes e uma performance cheia de rebolado, fascinava o público.

“É preciso rebolar para atrair uma multidão. Se eu só ficasse lá parado, cantando, sem me mexer, as pessoas diriam que poderiam ficar em casa, ouvindo os meus discos. É preciso montar um show para as pessoas.”

Com um estilo único, que combinava as diversificadas influências e desafiava as barreiras raciais da época, ele conduziu uma nova era da música e cultura pop americana.

No ano de 1956, Elvis Presley já era uma sensação internacional e se tornou um fenômeno de sucesso e venda de discos. Seu álbum “Heartbreak Hotel” alcançou em apenas um ano a marca de nove milhões de cópias vendidas.

Mas Elvis não limitou seu talento artístico apenas ao campo musical. Ainda em 1956, atuou no filme “Love me Tender”, o primeiro de uma série de 33 gravações, fazendo grande sucesso também nas telas dos cinemas.

O cantor fez história com suas aparições na televisão. Foi muito aclamado por suas apresentações que frequentemente quebravam recordes. Globalmente, ele já vendeu mais de um bilhão de discos, mais do que qualquer outro artista.

Entre seus prêmios estão:

  • Prêmios de ouro, platina e multi-platina por seus 149 álbuns e singles;
  • 14 indicações ao Grammy (3 prêmios) da National Academy of Recording Arts & Sciences;
  • O prêmio Grammy por sua obra, aos 36 anos;
  • A nomeação como um dos 10 Jovens Homens Mais Proeminentes da Nação em 1970 nos EUA.

Exército e casamento

O ano de 1958 marcou a vida de Elvis em dois acontecimentos. O primeiro foi a morte de sua mãe, Gladys Presley, em agosto do mesmo ano. Tal fato tornou-se o marco mais dramático de sua vida, afetando  o lado pessoal e profissional.

O segundo foi a convocação para servir ao exército do seu país. Em outubro de 1958, Elvis Presley foi transferido para uma base militar dos Estados Unidos na Alemanha, onde permaneceu até março de 1960.

Ao sair do exército, a carreira musical voltou com toda força. Nos anos 60, Elvis era um dos maiores ídolo do rock. De volta a sua cidade, retornou aos palcos e ao cinema. No dia 1 de maio de 1967, casou-se com Priscilla Beaulieu, com quem teve sua primeira e única filha, Lisa Marie Presley (1969).

Virada na carreira

A década de 70 não foi agradável para a estrela americana. Embora estivesse no auge da carreira, Elvis Presley enfrentou algumas dificuldades pessoais, entre eles a crise em seu casamento que culminou no divórcio.

Nesse período, Elvis também apresentou sérios problemas de saúde. Acima do peso e viciado em remédios controlados, vivia recluso em sua mansão e raramente aparecia em público. Apesar desses obstáculos, o rei do rock se manteve popular e realizou uma grande quantidade de shows.

Sua última apresentação ocorreu no dia 21 de junho de 1977, em Indianápolis. Em seguida, o astro retornou para sua mansão em Memphis, a Graceland, para se preparar para outra turnê.

Mas na manhã de 16 de agosto de 1977, não resistiu a uma insuficiência cardíaca aos 42 anos. A morte foi causada pelo uso abusivo de remédios. Elvis Presley foi enterrado na sua propriedade em Graceland, próximo aos túmulos da mãe, pai e avó.

Citações

Nunca esperei ser alguém importante. Talvez não o seja, mas o que quer que eu seja, o que quer que eu faça, será o que Deus escolheu pra mim. Sinto que Ele observa cada passo meu.

Antes que você me acuse, critique ou explore, ande uma milha nos meus sapatos.

A imagem, o mito é uma coisa e o homem é outra. É muito difícil viver no dia a dia essa imagem, esse mito.

As pessoas pensam que você é louco se você falar sobre coisas que elas não entendem.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

BRITO, Samara. Elvis Presley; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/elvis-presley >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 14:24.

Copiar referência