Escolas Literárias

Marco do comportamento social e cultural expressado cronologicamente

A literatura brasileira teve início no país com as escolas literárias trazidas de Portugal. Como o Brasil estava em processo de colonização, a maioria dos artistas e autores era português.

Não diferente de outros movimentos sociais marcantes, as escolas literárias foram introduzidas por causa de grandes fatos históricos.

A divisão desse período em colonial e nacional define bem esse aspecto das escolas literárias. O colonial é chamado assim porque caracterizava uma sociedade que copiava os padrões e tendências de Portugal. Enquanto o nacional, mais autêntico e com a cara do Brasil, era formado por escritores com estilos próprios. Em todas as manifestações artísticas os acontecimentos da época estavam em destaque. 

Resumo das principais escolas literárias

Ao todo, existem 14 escolas literárias no mundo. Já no Brasil, aproximadamente 10 dessas escolas literárias fazem parte da história:

Trovadorismo, HumanismoClassicismo, Quinhentismo, Barroco, Arcadismo, Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parnasianismo, Simbolismo, Pré-Modernismo, Modernismo e Tendências Contemporâneas (Pós Modernismo).

Segue abaixo a lista e descrição das mais importantes.

Quinhentismo (século XVI) – Período quando tudo começou no Brasil. O Quinhentismo marcou os anos 1.500 quando o Brasil foi “descoberto” pela frota comandada por Pedro Álvares Cabral. O fato aconteceu no dia 22 de abril. Durante esse trecho das escolas literárias, foram escritas cartas, crônicas e sermões.

As manifestações culturais dessa escola literária eram baseadas nos interesses do povo de Portugal. Como o Brasil havia sido descoberto recentemente, das escolas literárias essa destaca-se pela exploração do ouro, da prata e outras especiarias brasileiras.

O primeiro documento da literatura brasileira foi escrito neste século, a carta de Pero Vaz de Caminha.

 Barroco (século XVII e XVIII)  –  Entre as escolas literárias, neste período o marco social foi o crescimento do comércio e a quebra da cana de açúcar. Em meio a um período em que a arte ganha espaço e a filosofia passa a questionar a existência do homem entre outros conflitos existenciais. Dualidades como pecado e perdão, fé e descrença, caracterizavam a sociedade.

 Arcadismo (Ainda no século VII) – O Barroco cai em total desuso e o Brasil segue a tendência europeia: volta do clássico dando luz ao Renascimento e a simplicidade. O  soneto fica em evidência, além da poesia épica.

Romantismo É marcado pela expressão e valorização dos sentimentos, destaque para dualidade entre o amor e o sofrimento. A liberdade para criar ganha espaço lado a lado com a fantasia. O primeiro documento que manifestou o estilo romântico foi Ensaio sobre a história da literatura brasileira publicado por Gonçalves Magalhães.

 Realismo e Naturalismo Esta escola literária se opõe ao Romantismo. Não se analisa o homem no mundo da fantasia, mas sim de forma direta e com julgamentos. Duas grandes obras foram lançadas neste período: O mulato, de Aluísio Azevedo, classificado como primeiro romance naturalista do Brasil, além de Memórias Póstumas de Brás Cubas o primeiro romance realista da literatura brasileira, escrito por Machado de Assis.

Pré-modernismo Grande movimento literário que caracteriza-se por reunir uma enorme produção literária. O norte e nordeste do país ganham destaque, mostrando o modo de vida dos caboclos dos subúrbios. O nordestino marginalizado, o mulato e o caipira, retratam o contexto político social do Brasil.

Iracema índia brasileira
A foto mostra a personagem do romance Iracema. (foto: Wikipédia)

 Autores que se destacaram nas escolas literárias

Para entender melhor o estilo de alguns autores, segue uma lista com grandes nomes acompanhados de suas obras e/ou feitos.

Quinhentismo

Pero Vaz de Caminha 

Teve ligação direta nas escolas literárias no Brasil, escrevendo um dos documentos que mais contribuíram para a linguística do país, a carta de Pero Vaz de Caminha, ao rei D. Manuel I.

Pero de Magalhães Gandavo 

Escreveu História da Província de Santa Cruz a que vulgarmente chamamos Brasil (1576). Neste livro estão documentados os “Tratado da Província do Brasil” e “Tratado da Terra do Brasil“. Essa obra retrata muitos detalhes sobre as riquezas naturais do país.

Barroco

Destacou-se na poesia lírica e religiosa, o poeta Gregório de Matos. Com influência poética no Brasil e em Portugal, essa personalidade também foi advogado. Baiano, ele apresentou linguagem singular, ao escrever termos populares em seus poemas, além de variações das línguas tupi e africana.

Sua obra foi marcada por sonetos satíricos, que criticavam e agrediam a sociedade baiana da época. Grande pensador, Gregório de Matos não aceitava os moldes impostos impostos pelo Governo e pela Igreja Católica.

A postura não linear desse poeta fez com que a igreja o acusasse de cometer crimes contra fé, o que gerou inquisição, na qual ele foi condenado na Angola.

Gonçalves Dias

Um dos maiores nomes do período. Era integrante da Academia Brasileira de Letras, além de advogado, jornalista e poeta. Principais obras: Os timbiras, Meditação, Canção do Exílio, I-Juca-Pirama, Seus Olhos .

Arcadismo 

O Arcadismo tem como principais nomes: Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, José de Santa Rita Durão e Basílio da Gama

Romantismo

Gonçalves de Magalhães

Se destacou pela obra “Suspiros poéticos e saudades”. Ele também escreveu o primeiro manifesto romântico da história brasileira, Ensaio sobre a história da literatura brasileira.

Aluízio de Azevedo e Machado de Assis também marcaram as escolas literárias. Foram responsáveis pelos primeiros romances de tendência naturalista e realista, como O mulato e Memórias póstumas de Brás Cubas, respectivamente.

Humanismo

Francesco Petrarca 

Petrarca era italiano, fez parte da criação de sonetos e produziu aproximadamente 300 deles. Entre suas obras destacam-se: Cancioneiro e o Triunfo, Meu Livro Secreto e Itinerário para a Terra Santa.

Dante Alighieri 

Também italiano, Dante deixou legado através de textos líricos, filosóficos e políticos. Obras que se destacam: Vida Nova, Monarquia e O Convívio.

Giovanni Bocaccio 

Bopcaccio inovou com seu estilo humanista, criando obras que refletiam a humanidade. Obras que merecem destaque: Mulheres Famosas, Filocolo e Teseida.

 Classicismo

Luís Vaz de Camões

Considerado um artista completo, criou peças teatrais além de escrever poesias líricas e épicas.

Tinha um olhar completamente lúcido sobre os desdobramentos da época.  Uma das suas maiores obras é Os lusíadas, que retrata como a sociedade se comportava no período do Classicismo.

Francisco de Miranda

 O autor escrevia poesia com leveza e bom humor. Captava fácil novas propostas artísticas, o que o fez inovar em Portugal. Ele trouxe o soneto, que se baseava na arte renascentista, modelo que aprendeu durante um período que passou na Itália.

 Álvares de Azevedo 

Grande poeta, suas obras são caracterizadas pela acidez e ironias. Era um autor sentimental, que escrevia sobre os extremos: amor e ódio, fantasias e desilusões além de alegrias e sofrimento.

Principais obras: Lira dos Vinte Anos, Noite na Taverna.

Castro Alves

Poeta memorável que denunciou em suas obras as injustiças e problemas sociais do período.

Principais livros: Espumas Flutuantes, Os escravos, A Cachoeira de Paulo Afonso, Hinos do equador, Tragédia no Mar, O Navio Negreiro.

 

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Luna, Fernanda. Escolas Literárias; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/escolas-literarias >. Acesso em 06 de dezembro de 2019 às 20:22.

Copiar referência

Outros Artigos de Língua Portuguesa

Trovadores apresentando em forma de cantiga o que foi escrito em seus textos com seus instrumentos.

Características do Trovadorismo

As características do Trovadorismo estão relacionadas com todas as particularidades […]

Chegada dos portugueses.

Características do Quinhentismo

As características do Quinhentismo, primeira manifestação literária do Brasil, estão […]

Características do Classicismo

As características do Classicismo eram baseadas na representação de elementos […]

Características do Arcadismo

As características do Arcadismo surgiram em meio ao período que […]