Esgrima

Esporte de armas brancas

A esgrima é um esporte cujo os atletas utilizam armas, como a espada, o florete e o sabre para competir. A origem da esgrima remonta desde os tempos da Pré-História, período em que os homens saiam para caçar, combater e se defender do inimigos.

Contudo, somente com o surgimento dos metais é que foram desenvolvidas, de fato, as primeiras armas para combates e o esporte adquiriu a forma que tem hoje.  

Como surgiu a esgrima?

Os primeiros indícios da esgrima apareceram por volta do ano de 1190 a.C., como mostram os desenhos encontrados em templos egípcios, na época, sob o comando do faraó Ramsés III.

Em algumas civilizações antigas, a esgrima já era praticada como uma forma de combate comum. Estudos relatam que esse esporte era praticado tanto no Egito como na Grécia Antiga.

A partir do século XII, a esgrima alcançou espaço entre as mais variadas formas de luta como defesa. Já no início do século XVI, nos tempos do rei Henrique VIII, da França, os nobres começaram a frequentar as salas de armas do rei.

Dessa maneira, o rei ordenou a formação de uma corporação de todos os mestres de armas, no qual estes ensinavam as primeiras noções teóricas do esporte aos jovens da nobreza. Nessa mesma época, os esgrimistas de uma escola espanhola ganharam fama na Europa pelo domínio que tinham com as espadas.

Ao longo de dois séculos, o esporte foi se moldando. Com isso, os materiais passaram por uma evolução, onde a esgrima se tornou bastante parecida como a que é vista hoje. Foram desenvolvidas luvas, máscaras, punhais, coletes para os mestres e o florete, espada leve com golpes não letais.

O país responsável pela criação do florete foi a Espanha. A espada deu origem a uma nova forma de luta e, consequentemente, a elaboração de novas regras. Após isso, a luta se espalhou por outros países, chegando à Itália, onde surgiu o estudo do esporte e as primeiras regras.

No entanto foi na França, por volta de 1852, que o esporte ganhou o formato que possui hoje. Os mestres das escolas francesas estabeleceram as primeiras regras e desenvolveram a esgrima dos dias atuais.

Os aprimoramentos do esporte foram surgindo ao longo do tempo. Ainda na França, foram desenvolvidos novos golpes, o que fez surgir uma grande rivalidade entre a espada, cujo golpe principal era o de ponta, e o sabre, onde o principal golpe era o de corte.

No início do século XVIII, as lâminas das armas ficaram mais curtas e as defesas mais eficazes. A utilização da perna passou a ser permitida e os golpes passaram a ser de ponta. Assim, surgiram os duelos, o que  tornou a espada um meio de vida ou morte.

No final do século, a fim de evitar ferimentos nos olhos durante os treinos, nasceram as primeiras convenções da esgrima. Com isso, os esgrimistas não podiam atacar simultaneamente, ou seja, se um deles atacasse, era preciso que o adversário primeiro se defendesse para só depois atacar.

No fim do século XIX, embora ainda existissem alguns duelos, a esgrima perdeu a sua característica bélica, ficando restrita apenas ao caráter esportivo.

Modalidades

A prática do esporte envolve três modalidades que são definidas com base no uso das armas: florete, sabre e espada. Veja as características de cada uma:

  • Florete: essa modalidade é a forma mais pura da esgrima, sendo a mais difícil das armas. O objetivo é fazer pontos exclusivamente através de golpes de ponta sobre a superfície válida do adversário que é apenas o tronco. Por ser uma arma mais leve, a modalidade apresenta uma técnica complexa e elegante. A arma pesa 500 g e mede 0,90 m;
  • Sabre: consiste em uma arma mais leve e rápida. Nessa modalidade o sabrista pode tocar o seu adversário com a ponta ou com a lateral da lâmina. A superfície válida para o toque compreende cabeça, tronco e membros superiores, com exceção das mãos. O sabre foi muito popular no final do século XIX, na Itália. A arma mede 0,88 m e pesa 500 g;
  • Espada: as ações da espada são mais conservadoras do que as do florete, pois ela valoriza mais as regras do jogo e a ampla área de toque. O objetivo é tocar ou golpear o adversário exclusivamente com a ponta da arma. Diferente do florete, nessa modalidade os espadistas podem tocar qualquer área do corpo do adversário, e os oponentes podem marcar toques simultâneos. A espada mede 0,90 m e pesa 770 g, sendo a arma mais utilizada nos duelos dos séculos XIX e XX.
A esgrima é um esporte
Competição de esgrima. (Foto: Wikimedia)

Além disso, a esgrima também integra a lista de esportes dos Jogos Paralímpicos, sendo uma das modalidades em cadeira de rodas mais antiga da edição, presente desde 1960. Embora no Brasil a adaptação não tenha muita tradição, o esporte reúne medalhistas mundiais na Ásia e no leste da Europa.

Regras do esporte

Atualmente, a esgrima é disputada em um pista que mede 14 metros de comprimento por 2 metros de largura, e é composta por duas fases: a classificatória e a eliminatória. Na primeira fase, os combates são realizados entre todos os atletas até um deles conseguir marcar 5 pontos.

Na fase eliminatória, a disputa é feita num intervalo de três saltos com três minutos cada. A cada salto, existe uma pausa de 1 minuto. Ganha a disputa o esgrimista que tiver mais pontos, somando um total de 15.

Os pontos são marcados de forma eletrônica. Isso acontece porque a roupa dos esgrimistas possui sensores.

Esgrima de cadeira de rodas

Na esgrima de cadeiras de rodas, como sugere o próprio nome, apenas pessoas com deficiência locomotora podem competir. Nessa variação do esporte, as cadeiras são fixadas na pista de competição com o uso de trilhos. A pista mede 4m de comprimento, por 1,5m de largura e possui piso antiderrapante.

As competições individuais têm no máximo quatro minutos durante a primeira rodada, logo, vence o esgrimista que fizer cinco pontos primeiro. Já nas competições por equipe, vence o grupo que marcar 45 pontos ao final do combate.

Além disso, durante a competição, os esgrimistas são proibidos de movimentar a cadeira. Se isso acontecer, a competição será suspensa e retornada para a posição adequada. Tanto mulheres quanto homens podem praticar o esporte.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

MENDONÇA, Camila. Esgrima; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/esgrima >. Acesso em 23 de janeiro de 2020 às 19:14.

Copiar referência

Outros Artigos de Educação Física

Importância da atividade física para saúde

A importância da atividade física para a saúde

A importância da atividade física para a saúde está diretamente […]

esportes-paralimpicos-atletismo-pista

Esportes Paralímpicos

Os Esportes Paralímpicos melhoram a condição cardiovascular dos praticantes, aprimora […]

beisebol

Beisebol

Em uma partida de beisebol o objetivo  é pontuar batendo […]

ginástica laboral

Ginástica laboral

A ginástica laboral é o alongamento de várias partes do […]