Fases da Lua

Mudanças no satélite natural da Terra

As fases da lua são causadas pelas movimentações da Terra em relação ao Sol. Como a Lua é um satélite natural, pode ser vista no céu de várias formas, a depender desses deslocamentos. 

A mudança completa de fases chama-se lunação. Elas duram 29 dias, têm relação com as marés e,  para quem acredita, com a astrologia.

Como tudo está ligado com os movimentos da Terra em relação ao Sol, quando existe alinhamento entre os três elementos acontecem os eclipses.

A Lua tem quatro fases: nova, crescente, cheia e minguante. Ela também se movimenta, fazendo rotação  em torno do seu eixo e translação ao redor da Terra.

A Lua

Fases da Lua
Registros da lua em um eclipse. (Foto: Pixabay)

A lua não é um planeta, nem estrela, mas sim um satélite natural – corpos soltos que ficam em órbita ao lado dos planetas, ou seja, flutuam no espaço. 

A luz que a lua emite sobre o planeta Terra à noite às vezes é visível durante o dia. Isso ocorre por causa do próprio reflexo da luz solar. 

O satélite está a 384.400 km de distância da Terra,  possui um raio de 1.737,1 km, gravidade de 1,6 m/s² e densidade de 3,34 g/cm².

Fases da lua

Então, agora que já sabe o que é a Lua, porque ela aparece na Terra e a existência dos eclipses, conheça abaixo suas fases. 

Os períodos variam entre nova, crescente, cheia e minguante. A crescente e a minguante são chamadas de quarto crescente ou quarto minguante. O termo quarto é para explicar que o satélite está parcialmente iluminado.

Lua nova

Nessa primeira fase alguns nem conseguem vê-la, o máximo que aparece é uma sombra. Não existe iluminação direta do sol e o que é visto é uma sombra escura, confundido com o tom do céu. 

Lua crescente

Conforme os movimentos giratórios da Terra no solo e nela mesma, e da lua para com a Terra e nela mesma, uma parte do satélite fica iluminada e em formato crescente. 

Lua cheia

A mais bela, talvez a mais amada, das fotos e histórias. Nesta fase a Lua está completamente iluminada pelo Sol, surgindo no início da noite.

Existem fenômenos que a aproximam da Terra e, então, ela fica aparentemente maior, mais brilhante.

Lua minguante

Com o fim da lua cheia, o Sol diminui a incidência, fazendo a parte brilhante da Lua também diminuir. É uma espécie de aviso para a chegada da lua nova e as fases de escuridão.

E este ciclo permanece cerca de vinte e nove dias.

Superlua

As fases da lua acontecem em virtude dos movimentos de rotação e translação e, por isso, existe o fenômeno chamado de superlua

Os eclipses e luas de sangue também são episódios raros, sendo necessário o auxílio de equipamentos e lugares específicos para serem vistos.

A superlua, na verdade, é uma ilusão de ótica , pois a lua e a Terra ficam um pouco mais próximas, tornando possível a visualização a olho nu. 

Eclipse

Existe o eclipse solar e lunar . Ambas não acontecem de forma recorrente, mas as lunares são mais comuns. Já os solares são extremamente raros  e vistos em apenas um ponto da Terra. 

Os lunares são mais fáceis de acontecer do que os solares, mas também não é um tipo de fenômeno que acontece todo dia, por isso chama tanta atenção.

Entenda melhor no vídeo abaixo:

Lua e mar

Algumas forças regem os planetas, estrelas, satélites e tudo mais que existe no universo. Além da conhecida gravidade, que ajuda cada coisa ficar no seu lugar, existem atrações que ajudam a mantar a harmonia do universo.

As variações (altas e baixas) das marés, por exemplo, sofrem  influências direta da lua.  A atração do satélite natural com a Terra afeta a superfície dos oceanos, na sua fluidez e movimentos. 

Quanto mais alinhamento com Terra, maior será as massas de água nos oceanos. Esse efeito acontece, principalmente, na fase de lua nova, no qual as marés ficam mais altas. 

Calendário Lunar

O calendário lunar é usado por alguns povos antigos em paralelo ao calendário Gregoriano (usado por todo mundo).

Um desses povos são os muçulmanos, que tem a religião regida por esse calendário. Um mês equivale ao ciclo entre duas luas novas, com 29 dias e algumas horas, sendo no total 354 ou 355 dias, com 12 meses (6 meses têm 29 dias e 6 meses têm 30 dias).

A primeira contagem desse calendário na cultura israelita é de quando o profeta Mohamed migra de Meca para Medina.

A cultura chinesa também usa o calendário Lunar misto ao solar. A contagem de dias e meses é muito parecida com a dos muçulmanos, porém mudam os feriados e alguns detalhes variantes por causa da cultura.

O calendário lunar também é usado para ajudar pessoas que têm atividades ligadas ao mar. Conhecer os meses lunares ajudam a calcular as horas das marés, quando ela está cheia ou vazia, ou as melhores horas para a pesca e o surf.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Oliveira, Ana Cláudia. Fases da Lua; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/fases-da-lua >. Acesso em 19 de novembro de 2019 às 09:06.

Copiar referência

Outros Artigos de Geografia

As Cataratas do Iguaçu é uma das mais exuberantes belezas naturais da bacia Platina.

Bacia Platina

A Bacia Platina, também chamada de bacia do rio da […]

A bandeira do Chile representa o país internacionalmente.

Bandeira do Chile

A Bandeira do Chile possui duas listras de igual tamanho, […]

Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste

A Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste está entre as doze […]

A folha de bordo compõe a bandeira do Canadá.

Bandeira do Canadá

A Bandeira do Canadá é formada por uma tribanda de […]