Figuras de Linguagem

Recursos que produzem expressividade no texto

As figuras de linguagem são artifícios linguísticos que os escritores costumam utilizar para despertar reações no leitor ao interpretar o texto.  É comum que esse recurso seja carregado de palavras expressivas que expõem a sensibilidade do autor.

Uma das características das figuras de linguagem é expor pensamentos que não esboçam o sentido literal do termo.

Denotação e conotação

Antes de abordar mais detalhes sobre as figuras de linguagem é preciso revisar os termos de conotação e denotação. O primeiro remete a palavras no sentido figurado. Apresenta como aspecto a riqueza em sentidos, com utilização de expressões artísticas e criativas.

Já a denotação diz respeito a palavras no sentido literal, ou seja, remete o significado exato do dicionário. Portanto, a denotação expressa uma linguagem exata, precisa de modo objetivo. 

Tipos de figuras de linguagem

As figuras de linguagem possuem quatro classificações. Elas podem ser figuras de palavras. Esse corresponde ao significado das palavras.Já as figuras de pensamento consistem em combinação de ideias. Há ainda as figuras de sintaxe nas quais abrangem a estrutura sintática da linguagem e, por fim, as figuras de som que dizem respeito a sonoridade das palavras.

As figuras de harmonia

As figuras de harmonia ou de som dizem respeito a figuras de linguagem relacionadas a sonoridade. Elas são caracterizadas pelo uso da repetição ou alternância de letras. São exemplos: onomatopeia e a paronomásia.

Onomatopeia

Figura de linguagem que representa o sons de objetos, pessoas, natureza, dentre outros. Por exemplo: o trecho da canção de Sandy e Júnior, “quando você passa”.

Esse turu, turu, turu aqui dentro
Que faz turu turu quando você passa

O “turu” é representado pelo som da batida do coração.

Onomatopeia: representação do barulho de uma bomba.
A onomatopeia é uma das figuras de linguagem que representa o som. (Foto: Pixabay)

Paronomásia

A paronomásia consiste na figura de linguagem que apresenta palavras que possuem significados diferentes mas a pronúncia e a escrita são parecidas. Por exemplo:

  • Tráfego e tráfico;
  • Eminente e iminente;
  • Cumprimento e comprimento.

Figuras de palavras

Existem várias figuras de linguagem classificadas como figura das palavras ou semânticas. Exemplos: metáfora, metonímia, comparação, sinestesia, catacrese, dentre outros.

Metáfora

A metáfora é uma figura de linguagem caracterizada pelo emprego de uma palavra que não lhe é comum no sentido real. Observe o trecho da música “Fogo e Paixão” do cantor Wando.

Você é luz
É raio, estrela e luar
Manhã de sol
Meu iaiá, meu ioiô

Nessa canção, as palavras “luz”, “raio”, “estrela”, “luar” e “manhã de sol” não estão empregadas no sentido literal da palavra.

Metonímia

A metonímia consiste na substituição de um termo por outra palavra por aproximação. Portanto, trata-se de uma palavra usada no lugar de outra que traze afinidade de significação. Exemplo:

“Cássia gosta de ler Jorge Amado”.

O que acontece na frase é a substituição da obra pelo autor. Portanto, Cássia gosta de ler a obra de Jorge Amado.

Outro exemplo de metonímia acontece quando utiliza-se a marca pelo produto, exemplo: “Sophia aplicou no banheiro Quiboa”, ou seja, “Sophia aplicou no banheiro água sanitária”.

Comparação

A comparação é uma figura de linguagem que consiste no ato de estabelecer semelhanças entre dois ou mais seres. Os elementos utilizados são:  “como”, “assim”, “que nem”, “tal qual”, “igual a”, “assim como”, dentre outros.

Sinestesia

A sinestesia consiste no cruzamento de sensações por órgãos de sentidos distintos.

“Roberto sentiu o gosto do calor de um abraço apertado”.

O calor é sentido pelo tato, mas na frase acima o termo está aplicado no sentido de paladar.

Catacrese

Catacrese é uma figura de linguagem utilizada para a nomeação de algo que não possui um termo específico. Por exemplo:

“A camisa de manga coube perfeitamente nele”.

“O pé da mesa está quebrado”.

Figuras de pensamento

Podem ser citadas como figuras de linguagem de pensamento a hipérbole, eufemismo, ironia, antítese, paradoxo, prosopopeia, dentre outros.

Hipérbole

A hipérbole expressa um exagero. Observe o trecho abaixo da música “por você” da banda Barão Vermelho:

Por você eu dançaria tango no teto
Eu limparia os trilhos do metrô
Eu iria a pé do Rio a Salvador

Sabe-se que as cidades são distantes uma da outra e que ir a pé de um local ao outro é muito difícil.

Eufemismo

O eufemismo é um tipo de figura de linguagem que consiste na utilização de uma expressão suave para explicar ou informar algo grave ou chocante.

“Dona Celma descansou para sempre”. (descansar no sentido de morte).

“Lucas faltou com a verdade”. (sentido de mentir).

Ironia

A ironia diz respeito a expressão que reflete o sentido contrário do significado. Por exemplo:

“A memória dele é tão boa que esqueceu a carteira em casa”.

Antítese

A antítese refere-se ao emprego de termos com sentidos opostos, ou seja: alto e baixo, guerra e paz, amor e ódio, dormir e acordar, claro e escuro, dentre outros. Uma frase clássica exemplo de antítese:

“(…) na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte nos separe”.

Paradoxo

O paradoxo trata-se de ideias que demonstram falta de coerência. O trecho da música “tiranizar” de Caetano Veloso expressa o exemplo dessa figura de linguagem:

Se você quiser me prender
Vai ter que saber me soltar (…)

Dessa forma podemos perceber que a palavra “prender” que quer dizer “privar da liberdade” é atribuída na canção com o sentido de liberdade.

Obs.: é de costume confundir o paradoxo com a antítese. Por isso, é importante fixar que o paradoxo diz respeito a ideias que se anulam.

Personificação ou prosopopeia

A prosopopeia é uma figura de linguagem que diz respeito a atribuição de sentimentos e ações humanas a elementos irracionais.

Exemplo abaixo do trecho da música “de repente, Califórnia” do cantor Lulu Santos:

O vento beija meus cabelos
As ondas lambem minhas pernas
O sol abraça o meu corpo

Essa canção expressa a personificação do vento, das ondas e do sol.

O vídeo abaixo apresenta explicações sobre figuras de linguagem como: paradoxo, antítese e hipérbole.

As figuras de sintaxe

Como citado, as figuras de sintaxe abrangem a estrutura sintática da linguagem. São exemplos: elipse, pleonasmo, zeugma, anáfora, silepse, dentre outros.  

Elipse

É a omissão de uma ou mais palavras que podem ser identificadas facilmente

“Lucas tem uma casa na cidade e uma no interior. Prefere morar no interior”.

Ou seja, a palavra “Ele” de “prefere morar no interior” ficou oculta, mas pode ser identificada de forma fácil. 

Pleonasmo

O pleonasmo diz respeito ao ato de reforçar a expressão. Consiste, portanto, na repetição de uma ideia ou palavra.

“Ela vai retornar de novo”.

A palavra retornar implica que vai ser de novo.

Zeugma

A zeugma consiste na omissão de uma palavra que já foi mencionada antes. Por exemplo:

“Daniela gosta de português, Luana de matemática”.

Ou seja, a frase implica “Daniela gosta de português, Luana gosta de matemática”.

Anáfora

Um dos tipos das figuras de linguagem é a anáfora. Ela compreende a repetição de palavras em diferentes frases. O trecho da música “À primeira vista” de Daniela Mercury é um exemplo de anáfora.

Quando não tinha nada eu quis
Quando tudo era ausência, esperei
Quando tive frio, tremi
Quando tive coragem, liguei

Quando chegou carta, abri
Quando ouvi Prince, dancei
Quando o olho brilhou, entendi
Quando criei asas, voei

Silepse

A silepse trata-se da figura de linguagem que diz respeito a concordância ideológica e não com o que está escrito. Por exemplo:

“A turma do terceiro ano era muito barulhenta. Falavam alto”.

O verbo “falavam” não concorda com o termo “turma” e sim com “estudantes” que está implícito na frase “estudantes falavam alto”. 

Existem três tipos de silepse são elas: gênero, número e pessoa.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

ALVES, Jéssica. Figuras de Linguagem; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/figuras-de-linguagem >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 14:47.

Copiar referência

Outros Artigos de Língua Portuguesa

Trovadores apresentando em forma de cantiga o que foi escrito em seus textos com seus instrumentos.

Características do Trovadorismo

As características do Trovadorismo estão relacionadas com todas as particularidades […]

Chegada dos portugueses.

Características do Quinhentismo

As características do Quinhentismo, primeira manifestação literária do Brasil, estão […]

Características do Classicismo

As características do Classicismo eram baseadas na representação de elementos […]

Características do Arcadismo

As características do Arcadismo surgiram em meio ao período que […]