Fisiologia

Funcionamento dos organismos vegetais e animais

Fisiologia é um ramo da biologia que tem como foco o estudo das funções física, orgânica, mecânica e bioquímica presentes nos seres vivos. É uma ciência dividida em: fisiologia vegetal (se concentra nos vegetais) e a fisiologia animal (que inclui a humana).

O termo de origem grega, onde ‘phýsis’ quer dizer natureza e ‘logos’ estudo, significa ‘conhecimento da natureza’.

Fisiologia
O sistema nervoso é um dos principais sistemas do corpo humano. (Foto: Pixabay).

História da Fisiologia

Os estudos da Fisiologia começaram por volta de 2500 atrás, na Grécia. Alguns nomes importantes contribuíram para o conhecimento e desenvolvimento da fisiologia, dentre eles: Cláudio Galeno, médico romano famoso.

Uma das suas concepções se fundamentava na formação do corpo humano, que segundo ele, era composto por ‘fluídos’ (quatro humores), e os principais eram os seguintes órgãos:  fígado, coração e cérebro. Seu estudo consistia na dissecação de animais.

Outra referência nesse estudo foi o médico belgo Andreas Versalius, considerado o pai da Anatomia Moderna (1514-1564).

Versalius foi o autor da publicação De Humani Corporis Fabrica (1543), na qual o médico abordou a Anatomia Humana e a fisiologia através de ilustrações. A prática de examinar cadáveres humanos naquela época era permitida, e isso promoveu progressos na medicina.

Além de Versalius, William Harvey (1578-1657), médico britânico, também foi destaque na pesquisa da Fisiologia. Autor do livro “Exercitatio Anatomica de Motu Cordis et Sanguinis in Animalibus”, foi o primeiro a descrever corretamente os detalhes do sistema circulatório do sangue e seu bombeamento pelo corpo humano.

Suas contribuições foram importantes para o que se conhecia sobre a produção do sangue no corpo. Harvey deduziu e comprovou que o coração é um músculo e a partir disso alavancou os estudos fisiológicos do órgão.

Com a evolução tecnológica a partir do século XIX, muitas mudanças ocorreram, como o entendimento da teoria celular, além do desenvolvimento da Fisiologia Experimental. Os trabalhos do médico e fisiologista francês Claude Bernard, considerado o pai da Fisiologia Contemporânea, consistiam na experimentação.

Nesse período, também foi sugerido a definição de homeostasia que passou a ser essencial para o estudo da Fisiologia. Além dela, outra descoberta marcante feita pelos cientistas da área, demonstrava e comprovava que somos muito semelhantes a nível de DNA.

Ficou com dúvida e quer dar uma revisada no vídeo? Acesse o link:

Fisiologia Humana

A Fisiologia Humana é voltada para o estudo dos seres humanos. Boa parte da evolução dessa ciência se deve às dissecações feitas em animais.

A Anatomia se relaciona com a fisiologia, visto que é um campo também muito importante para as análises do corpo humano. Ela se concentra na forma, enquanto a fisiologia se ocupa da função de cada parte do corpo, sendo as duas complementares e importantes.

O organismo é organizado e constituído da seguinte forma:

  • molécula: união dos átomos. Essencial para as reações químicas do corpo;
  • célula: união das moléculas, menor unidade estrutural;
  • tecido: conjunto de células que desempenham funções diferentes;
  • órgão: grupo de tecidos que executam funções distintas;
  • sistema: é a união de órgãos que exercem uma função comum. Para o funcionamento do corpo é necessário que todos estejam em sincronia.

Os principais sistemas fisiológicos do corpo humano são:

  • sistema digestório: responsável por processar todo alimento ingerido. Os órgãos que fazem parte desse processo são ânus, reto, intestino grosso, intestino delgado, duodeno, estômago, esôfago, faringe e boca;
  • sistema excretor: consiste em remover as substâncias tóxicas para o organismo, além daquelas que não foram aproveitadas. Elimina resíduos como ureia, ácido úrico e amônia. Esse sistema conta com bexiga, uretra e rins.
  • sistema respiratório: formado pelos pulmões e vias respiratórias, o sistema é responsável pela expiração e respiração através das narinas.
  • sistema circulatório: é um sistema fechado. O sangue arterial e o venoso não se misturam. O coração é o responsável por coordenar esse processo.
  • sistema linfático: rede complexa formada por linfonodos, linfa, vasos linfáticos e órgãos linfoides;
  • sistema endócrino: conjunto de glândulas responsável pela produção dos hormônios;
  • sistema nervoso: é responsável por transmitir sinais entre as diferentes partes do corpo e coordena as ações voluntárias e involuntárias.
  • sistema genital ou reprodutor : órgão reprodutor dos homens e mulheres. Composto por testículo, nos homens, e vagina, útero, tubas uterinas e ovários nas mulheres;
  • sistema muscular: conjunto de músculos que permite a movimentação do esqueleto, produção de calor e postura;
  • sistema articular: uniões funcionais dos diferentes ossos do esqueleto;
  • sistema esquelético: responsável pela sustentação do corpo. Formado por ossos e cartilagens;
  • sistema tegumentar: formado por pele e anexos.

Fisiologia Vegetal

A fisiologia vegetal se ocupa em estudar as funções dos organismos vegetais.

Assim como nos humanos, os vegetais também são formados por moléculas, células, tecidos, órgãos, sistemas e organismo com características distintas.

As plantas são eucarióticas (presença de células com núcleo delimitado), multicelulares (possuem mais de uma célula) e não móveis. As paredes celulares da planta são formadas por celulose, principal componente desse organismo.

As plantas são as principais fontes de alimento de qualquer ecossistema. Elas têm capacidade para converter a energia do sol em moléculas orgânicas. Além disso, elas produzem produtos como remédios, madeira, fibras, etc.

Fisiologia Vegetal
A Fisiologia Vegetal estuda a estrutura e o funcionamento das plantas. (Foto: AMC Terceirização e Serviços).

Homeostase

A homeostase está relacionada diretamente com a fisiologia. Consiste na capacidade do organismo em manter o corpo em condições de equilíbrio para a manutenção da saúde. Os responsáveis pelo controle da homeostase são: o sistema nervoso e as glândulas endócrinas.

A homeostase garante que ocorra mudanças no organismo, internamente ou externamente, através da constância do meio interno (líquido intersticial). Permanecendo na temperatura 37º, que é a apropriada, ela assegura trocas que são necessárias para e para o desenvolvimento das células.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

MENDES, Maria. Fisiologia; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/fisiologia >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 23:15.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

O corpo humano possui muitos pontos com cartilagem.

Cartilagem

A Cartilagem também chamada de tecido cartilaginoso, é um tecido […]

A carta da Terra tem o objetivo de socorrer e salvar o planeta Terra.

Carta da Terra

A Carta da Terra é um documento de declaração dos […]

Pseudoceros Dimidiatus é um dos platelmintos.

Platelmintos

Os Platelmintos são animais invertebrados, que possuem o corpo achatado […]

O canibalismo acontecia com mais frequência na antiguidade.

Canibalismo

O Canibalismo é um tipo de relação ecológica que são […]