Florence Nightingale

Criadora da Enfermagem Moderna

Florence Nightingale se destacou bastante sendo enfermeira inglesa e fundando a primeira escola de enfermagem da Inglaterra, a qual foi dado o nome de Hospital Saint Thomas, localizado em Londres.

No período da Era Vitoriana, por todo o bem que prestou, ela recebeu a Ordem do Mérito, no ano de 1901.

Outro ponto de grande relevância foi a sua atuação na Guerra da Crimeia, pois ela cuidava dos participantes que voltavam machucados das batalhas.

Florence Nightingale costumava andar pelas enfermarias do hospital à noite, quando ia cuidar dos doentes da guerra com uma lanterna na mão e ficou reconhecida pelo jornal The Times como A Dama da Lâmpada.

Biografia 

Florence Nightingale nasceu no dia 12 de maio de 1820, em Florença, na Itália. Pertencente a uma família rica, ela teve boa educação escolar.

Filha de William Shore Nightingale, um grande milionário da época, Florence Nightingale estudou no King’s College, em Londres.  O seu pai também foi um dos colaboradores diretos para o seu crescimento intelectual, a instruiu em disciplinas como história, filosofia, matemática, latim, francês, grego, italiano e alemão.

Por ter boas condições financeiras, ela conseguiu viajar e conhecer vários outros países, dentre eles o Egito, onde visitou alguns hospitais e sentiu-se chamada para trabalhar na área de enfermagem, ainda que não tivesse muito reconhecimento pela sociedade e o preconceito fosse tão alto.

Quando retornou da viagem foi que despertou o interesse pelo trabalho. Ela precisou fazer divisões no seu tempo, conciliando as aulas de anatomia e o período que passava no hospital do distrito.

Florence Nightingale também se disponibilizava para poder fazer atendimento em aldeias vizinhas que tinham pessoas doentes e que se encontravam em condições precárias de saúde, o que também despertou na garota uma insatisfação muito grande pelo descaso que ocorria.

Quando decidiu-se firmemente pela carreira da saúde e a cuidar de doentes pobres, sua família não gostou da ideia. A sociedade em que ela vivia na época era preconceituosa e achava que esse trabalho era desempenhado somente por mulheres pobres ou que tivessem chamado a vida religiosa dentro da Igreja, mas ainda assim ela não desistiu.

A sua primeira experiência concreta como profissional na área aconteceu em 1851, quando ela foi para Alemanha e passou a frequentar a Escola de Enfermagem Fliedner juntamente com algumas religiosas de Kaiserswerth.

Depois de um tempo fora, ela retornou para Londres em 1856, e pouco tempo depois recebeu a indicação para ser superintendente de um hospital de caridade. Em seguida, teve a oportunidade de conseguir atender os que estavam na Guerra da Crimeia em um hospital na Scutari.

Florence Nightingale faleceu em 13 de agosto de 1910, em Londres, quando já tinha 90 anos de idade. Nos seus últimos dias de vida ficou em um grande repouso por conta da febre tifoide que a vinha maltratando.

Florence Nightingale é um grande nome da enfermagem.
Florence Nightingale foi a fundadora do primeiro hospital de enfermagem da Inglaterra. (Imagem: Wikipedia)

Florence Nightingale no Hospital Militar

Quando foi enviada para o hospital militar para cuidar dos pacientes da guerra, ela precisou desempenhar um trabalho bem pesado e também ir de encontro ao que muitos médicos faziam no local, principalmente não negligenciar atendimento.

Ela cumpriu seu trabalho de uma forma que conseguiu, mesmo com uma equipe pequena, atender a todos da melhor forma. Além disso, conseguiu fazer com que o ambiente se tornasse propício para que acontecessem todos os exames e atendimentos corretos.

Desde que chegou ao hospital e passou a dedicar sua vida para os doentes, Florence Nightingale conseguiu ajudar na diminuição das mortes que vinham acontecendo no local.

Quando retornou para a Inglaterra foi recebida com muita festa e alegria por todo o serviço prestado, e toda a sua população estava feliz pelo papel que desempenhou. Mas ela não estava bem. Retornou muito fraca e com problemas avançados de saúde.

Ainda que debilitada, continuava a lutar pela criação de novas escolas de enfermagem e também por uma melhoria nos hospitais militares e quartéis, para que o número de mortos pudessem continuar diminuindo e o local pudesse se tornar mais apropriado para a recepção dos doentes.

Quando indagada sobre todo o trabalho que desenvolvia e o modo respeitoso com que se dirigia aos enfermos, Florence Nightingale não hesitou e logo respondeu:

Escolhi os plantões porque sei que o escuro da noite amedronta os enfermos. Escolhi estar presente na dor porque já estive perto de muito sofrimento. Escolhi servir ao próximo porque sei que todos nós um dia precisamos de ajuda. Escolhi o branco porque quero transmitir paz.

Guerra da Crimeia 

Aconteceu entre os anos de 1853 e 1856 na península da Crimeia, que fica localizado no mar negro, ao sul de onde está localizada a Ucrânia. Os conflitos começaram a partir das invasões russas feitas por Czar Nicolau I, no local que hoje é conhecido como Romênia.

A Guerra da Crimeia corresponde a várias batalhas que ocorreram para disputas de terras do império turco-Otomano. Para os militares, o desenvolvimento desse confronto ficou no intermédio entre o Waterloo e a Primeira Guerra Mundial, pois os combatentes utilizavam uniformes e táticas que eram retiradas das práticas napoleônicas. Porém, o material bélico que eles usavam no combate eram bem mais avançados.

O fim da Guerra da Crimeia aconteceu após a derrubada do cerco de Sevastopol, no dia 8 de setembro de 1855.

Homenagem a Florence Nightingale

O Dia Interncional da Enfermagem ficou estipulado para ser comemorado todo ano no dia 12 de maio, data em que Florence Nightingale nasceu. Já no Brasil, essa data é festejada durante uma semana, no período que vai do dia 12 até o dia 20.

O escritor Lytton Strachey teve grande reconhecimento popular por escrever histórias que desmascaram pessoas que se diziam heróis no período do século XIX, e Florence Nightingale também recebeu um capítulo com comentários sobre o que fez.

Mas, ao invés de falar algo no sentido pejorativo e que a prejudicasse, ele fez o contrário. Mostrou tudo de positivo e todos os serviços que ela prestou na área da saúde.

Citações

"Escolhi os plantões porque sei que o escuro da noite amedronta os enfermos. Escolhi estar presente na dor porque já estive perto de muito sofrimento. Escolhi servir ao próximo porque sei que todos nós um dia precisamos de ajuda. Escolhi o branco porque quero transmitir paz".

"Viva a vida quando você a tiver. A vida é um presente maravilhoso - não há nada de pequeno nisso".

"O primeiro requisito de um hospital é que ele jamais deveria fazer mal ao doente".

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Lima, Vinicius. Florence Nightingale; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/florence-nightingale >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 19:14.

Copiar referência