Floresta Amazônica

Maior floresta tropical do mundo

A Floresta Amazônica possui uma extensão aproximada de 5,5 milhões de km², sendo considerada a maior floresta tropical do mundo. Localizada na região norte da América do Sul, ela abrange, além do Brasil, o Peru, Venezuela, Colômbia, Bolívia, Guiana, Suriname, Guiana Francesa e Equador.

Em território brasileiro, ela perpassa os estados do Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia, Pará e Roraima.

A importância da Floresta Amazônica é imensa, não só para os países onde está localizada, mas para todo o mundo. Para compreender essa relevância, o Guia Estudo listará os principais aspectos e características dessa que é a maior reserva natural do Planeta.

Floresta Amazônica
A Floresta Amazônica tem uma grande importância ambiental para o mundo. (Foto: Wikipédia)

Características da Floresta Amazônica

A Floresta Amazônica possui uma enorme biodiversidade. Por conta da sua localização – próxima à Linha do Equador – ela apresenta um clima equatorial, com temperaturas elevadas (entre 22ºC e 28ºC) e bastante umidade (chega a ultrapassar 80%).

As árvores que compõem a floresta podem chegar a 40 metros de altura, o que impede a entrada dos raios solares. Dessa forma, por não receber muita luz solar, o solo é considerado pobre, com pouca cobertura verde e apenas uma fina camada de nutrientes.

Entretanto, o húmus que se forma a partir da decomposição de animais, frutos, flores e folhas permite que esse solo seja nutrido o suficiente para o desenvolvimento da flora, que é bastante diversificada.

Flora

Outra característica importante da Floresta Amazônica diz respeito à sua flora. São aproximadamente 2.500 espécies de árvores de grande porte e 30 mil espécies de plantas. Sua vegetação é dividida em:

  • Mata de igapó: encontra-se nas regiões mais baixas e por conta disso os solos estão quase sempre alagados por conta das inundações frequentes. Alguns exemplos dessas espécies são a palmeira jauari (Astrocaryum jauari), a vitória-régia, as orquídeas e buritis.
  • Mata de terra firme: diferentemente da igapó, as vegetações de terra firme encontram-se em áreas mais elevadas e não chegam a ser atingidas por enchentes nos períodos chuvosos. Suas árvores são de grande porte, como o mogno, castanheira, angelim, cedro, além de ser composta de também de plantas herbáceas e epífitas, palmeiras, cipós e musgos.
  • Mata da várzea: também localizam-se nas áreas mais baixas e propensas a inundações. As vegetações brotam quando a água baixa e dão frutos quando a água sobe. Possuem solos férteis por conta dos sedimentos depositados pelas águas dos rios. Alguns exemplos são o cumaru, andiroba, jatobá, seringueira e samaúma.
Vegetação Floresta Amazônica
A vitória-régia é uma espécie encontrada na mata igapó. (Foto: Wikipédia)

Fauna

A fauna da Floresta Amazônica é bastante variada. As espécies mais populares são os macacos, como os guaribas, macaco-aranha, coatás, entre outros. Além disso, existem muitos tipos de répteis e anfíbios, além de uma grande variedade de outros mamíferos aquáticos e terrestres, aves e insetos. Alguns exemplos desses animais são os pirarucus, peixes-boi, onças, ariranhas, tucanos, araras, sucuri, jiboia, suçuaranas, entre outros.

Vale destacar que os rios amazônicos abrigam 85% das espécies de peixes da América do Sul. Por conta do processo conhecido como piracema, quando os peixes nadam contra a correnteza no período de desova e enfrentam muitos obstáculos naturais, a pesca predatória durante esse período prejudica a cadeia alimentar e gera um desequilíbrio ambiental, visto que causa o desaparecimento de algumas espécies e o aumento de outras.

Essa variedade de fauna e flora encontrada na Floresta Amazônica pode ser comprovada através de números aproximados: são mais de 2,5 milhões de espécies de insetos, cerca de 40.000 espécies de plantas, 2.000 aves e mamíferos.

Rios

Considerada a maior bacia hidrográfica da Terra, a Floresta Amazônica possui como maior e principal rio o Amazonas. Com mais de mil afluentes, ele nasce na Cordilheira dos Andes, no Peru, e atravessa todo o norte da América do Sul. Ao todo, são 6992,06 km de extensão.

Além dele, pode-se destacar também:

  • Rio Negro: maior afluente e mais extenso rio de água negra do mundo e segundo maior em volume d’água;
  • Rio Solimões: possui aproximadamente 1.700 km de comprimento. Nele são realizadas as principais atividades do Norte, como pesca, transporte, lazer, comércio e pesquisas.
  • Rio Araguaia: nasce na divisa entre Mato Grosso e Goiás e chega a fazer um percurso de 2.000 km até desaguar no Rio Tocantins.
  • Rio Nhamundá: divide os estados do Amazonas e Pará, é bastante utilizado para atividades esportivas, incluindo a pesca, pois nele se encontra um dos peixes mais famosos para os pescadores, o Tucunaré.
  • Rio Tocantins: nasce no Maranhão e percorre 2,6 mil km até desaguar no Oceano Atlântico, muito utilizado para o abastecimento das populações ribeirinhas.
  • Rio Tapajós: percorre 795 km de extensão, é um dos principais afluentes do Amazonas. Suas águas são cristalinas e também é muito utilizado para a pesca esportiva.
  • Rio Xingu: possui 1.979 km de extensão e percorre 35 municípios onde vivem cerca de 25.000 índios ao longo desse rio. É constantemente ameaçado de desmatamento.

Importância da Floresta Amazônica

Por conta de toda essa variedade de espécies, de recursos animais, vegetais e minerais, além da água doce em abundância encontrada em seus rios, responsável pelo controle hídrico e climático, a Floresta Amazônica é de extrema importância para o mundo.

Entretanto, muitos são os problemas ambientais que afetam o maior dos seis biomas brasileiros: queimadas, desmatamento, caça e pesca ilegal, disputa de terras, ocupação e uso inadequados do solo, entre outros.

Esses fatores podem causar consequências como o surgimento de diversas doenças, extinção de espécies de plantas e animais e o favorecimento às mudanças climáticas. O desmatamento, por exemplo, prejudica a evapotranspiração e, consequentemente, rota dos rios, o que pode afetar o regime de chuvas no país.

Dessa forma, é fundamental que haja uma conscientização sobre a importância de se preservar a Floresta Amazônica.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

LOPES, Adriana. Floresta Amazônica; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/floresta-amazonica >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 19:40.

Copiar referência

Outros Artigos de Geografia

As Cataratas do Iguaçu é uma das mais exuberantes belezas naturais da bacia Platina.

Bacia Platina

A Bacia Platina, também chamada de bacia do rio da […]

A bandeira do Chile representa o país internacionalmente.

Bandeira do Chile

A Bandeira do Chile possui duas listras de igual tamanho, […]

Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste

A Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste está entre as doze […]

A folha de bordo compõe a bandeira do Canadá.

Bandeira do Canadá

A Bandeira do Canadá é formada por uma tribanda de […]