Folclore Brasileiro

Conheça as principais lendas e festas da cultura popular

O folclore brasileiro é formado pelas lendas, personagens, costumes, festas, comidas típicas e ditados que fazem parte do imaginário popular. É o resultado das histórias e mitos que ajudaram a construir uma nação.

No Brasil, os povos que contribuíram com a cultura nacional foram os portugueses, indígenas, africanos.

Por causa da sua grande variedade cultural, o Brasil é considerado um país de folclore rico com manifestações diferenciadas em cada região.

O folclore brasileiro é passado de geração em geração e contribuiu com imaginário popular, ajudando a criar uma identidade nacional.

Institucionalização do folclore brasileiro 

A partir do século XIX, o folclore brasileiro começou a ganhar destaque por causa dos estudos e pesquisas realizados por autores consagrados internacionalmente.

Em 1965, o Congresso Nacional Brasileiro oficializou a data de 22 de agosto como o dia do folclore nacional e a partir da resolução, a cultura nacional ganhou importância, possibilitando a sua preservação.

Folclore Brasileiro
Bumba Meu Boi é uma festa popular que faz parte do folclore brasileiro. (Foto: Wikimedia).

Autores que contribuíram com folclore no Brasil 

Alguns altores contribuíram para a valorização do folclore nacional. São eles: 

Monteiro Lobato 

Monteiro Lobato é um dos maiores representantes do folclore brasileiro. Suas histórias colaboraram com a valorização das lendas e mitos nacionais. O autor era apaixonado pelos costumes e crenças dos locais, e passou a representar diversos personagens populares em seus livros.

Em “Histórias de Tia Anastácia”, explicou o conceito de folclore e em “Sítio do Pica-Pau Amarelo” disseminou as histórias do Saci Pererê e Mula Sem-Cabeça, Boitatá, Iara e o Curupira.

Mário de Andrade 

Um dos personagens principais do modernismo brasileiro, Mário de Andrade foi um grande pesquisador do folclore nacional. Tinha como objetivo divulgar a cultura e, para isso, organizou um grupo de estudos para catalogar as músicas do Norte e Nordeste do país.

Foi diretor no Departamento de Cultura e Recreação da Prefeitura Municipal de São Paulo e realizou diversas conferências durante esse período. Esses encontros resultaram em um enorme acervo de vídeos, imagens, áudios e anotações musicais da cultura nacional.

Lendas e mitos do folclore brasileiro 

As lendas e mitos misturam fatos reais com fantasias e mistérios para explicar alguma situação da vida cotidiana. As histórias sempre colocam em foco um personagem que é responsável por representar as tradições locais.

Confira abaixo os principais personagens da cultura popular e entenda como eles contribuem para dar vida às tradições.

Saci Pererê 

O Saci Pererê é um dos personagens mais famosos do folclore brasileiro. É um menino negro, que usa um gorro vermelho e possui uma perna só. Sempre aparece fumando cachimbo e fazendo travessuras.

Está sempre fazendo pegadinhas para espantar forasteiros que entram sem autorização no seu habitat. Por isso é considerado o protetor das florestas e das ervas medicinais.

A lenda ainda conta que o Saci se manifesta por meio de um redemoinho de ventos e folhas, e aquele que conseguir tirar-lhe o chapéu terá um desejo atendido.

Mula sem cabeça 

Descrita como um animal que solta fogos no local onde deveria ficar a cabeça, a mula sem cabeça representa o pecado das mulheres que quebraram sua castidade (ao dormirem com namorados ou padres).

Segundo a cultura popular, a pessoa condenada se transforma em mula do amanhecer de quinta-feira até sexta-feira e sai galopando por sete povoados, soltando fogo pelas narinas e a chupar os olhos e unhas de quem encontrar pelo caminho.

Boto cor-de-rosa 

Lenda de origem indígena e popular na região Norte do Brasil. O boto cor-de-rosa é um animal misterioso que durante os festejos juninos se transforma em um homem vestido de branco, com chapéu grande que esconde suas narinas.

Muito charmoso e conquistador, o personagem seduz as mulheres mais bonitas da festa, levando-as para o rio para engravidá-las. Quando chega a madrugada, o boto mergulha novamente no rio e transforma-se novamente em um animal.

Boitatá

Os primeiros relatos do Boitatá foram encontrados em cartas do padre jesuíta José de Anchieta. A narrativa apresenta a história de uma cobra de fogo com grandes olhos flamejantes, couro transparente e que mora no fundo dos rios.

Em algumas variações, o animal é descrito como protetor das florestas e que se transforma em tora em brasa para punir quem coloca fogo nas matas. Outras versões explicam que ao se deparar com o Boitatá, a pessoa fica cega ou morre louca.

Dependendo da região, poderá ter outros nomes como, por exemplo: Batatá, Bitatá, Batatão, Cumadre Fulôzinha, Baitatá, e Biatatá.

Iara 

Também conhecida como Mãe D’água, a lenda da Iara conta a história de uma sereia que habita os rios da Amazônia. Com seus longos cabelos, ela fica sentada à beira dos rios, atrai os homens com suas belas canções e os levam para o fundo das águas, afogando-os.

Ouras versões comentam que os que conseguem escapar dos seus encantos, ficam loucos e só conseguem restaurar a sanidade com a ajuda de um pajé.

Curupira

O Curupira é demônio ou entidade sobrenatural responsável por proteger a flora e fauna das florestas. Também conhecido como Caipor, Pai-do-mato ou Caiçara, essa criatura tem vestes verdes, pelos vermelhos no copo e pé virado para trás (característica usada para enganar caçadores).

O curupira monta um porco do mato e adora receber presentes como penas, fumos e esteiras.

Ditados populares 

Os ditados são frases declaradas no dia a dia e que expressam algum ensinamento.

•“Água mole, pedra dura, tanto bate até que fura”;
•“Com quem ferro fere com ferro será ferido”;
•“Para baixo todo santo ajuda”;
•“Gato escaldado tem medo de água fria”;
•“A pressa é inimiga da perfeição”;
•“O que não tem remédio, remediado está”;
•“Quem não ouve conselho, ouve coitado”;
•“Casa de ferro, espeto de pau”;
•“Cada macaco no seu galho”;
•“Diz-me com quem andas e eu te direi quem és”.

Brincadeiras típicas e populares

As brincadeiras típicas são parte significativa para o folclore. Passadas de geração em geração também ajuda a perpetuar a cultura nacional. Entre as brincadeiras folclóricas mais populares no Brasil estão:

•pega-pega;
•esconde-esconde;
•cabra-cega;
•amarelinha;
•boca de forno;
•bumba-meu-boi.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Rosa, Joseane. Folclore Brasileiro; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/folclore-brasileiro >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 17:56.

Copiar referência

Outros Artigos de Artes

Monumento à Terceira Internacional.

Construtivismo nas artes

O construtivismo nas artes está relacionado com o movimento artístico […]

A Commedia dell’arte fazia a utilização do humor e críticas à sociedade em palcos improvisados.

Commedia Dell’Arte

A Commedia Dell’Arte iniciou-se a partir do início do século […]

Circo armado

Circo

O circo é o lugar onde acontecem expressões artísticas que […]

características das cores matiz

Características das Cores

As características das cores podem ser descritas como matiz, tonalidade […]