Fotorrealismo

Reprodução artística feita de uma imagem fotográfica

O Fotorrealismo traduz uma imagem fotográfica através da arte, e isso pode acontecer através desenho, por meio gráfico, pintura, dentre outros. Toda obra que será replicada, ela tem que obrigatoriamente trazer a realidade para o que está sendo feito.

Querer aplicar o fotorrealismo quer dizer trazer o real para dentro da arte trabalhada. O artista necessita, nos mínimos detalhes, passar para as pessoas como estava a foto que foi copiada e essa minuciosidade aplicada é o que faz diferença encontrada no fotorrealismo.

Existem campos no meio artístico que desempenham olhares diferentes sobre o que se vê na sociedade e cada um coloca no papel aquilo com o que mais se identifica.

Existem aqueles que mudam o que se vê, tem os que criticam o que está sendo visto e encontra-se também os que buscam o fotorrealismo como meio de apresentar ao público o seu trabalho, com detalhes e da forma mais realista possível.

Fotorrealismo

Demonstração do fotorrealismo através da imagem.
Parte de uma casa representada através do fotorrealismo. (Foto: Wikimedia)

O registro através do fotorrealismo teve seu surgimento entre os anos de 1960 e 1970 como uma resposta às muitas pessoas que criticavam o estilo.

Ao observarem que as imagens fotográficas vinham tomando proporções cada dia maiores, começaram a fazer uso delas para que obtivessem um retorno positivo dos críticos e conseguissem utilizar do que naquele momento estava no auge.

Um dos pioneiros no movimento fotorrealista foi Louis K. Meisel. Sobre esse movimento artístico ele costumava afirmar que se utiliza da câmera e da fotografia para poder captar a informação, e por fim faz uso de equipamentos mecânicos ou quase mecânicos para passar a informação obtida para a tela.

No fotorrealismo o artista necessita ter uma grande habilidade, a fim de poder trabalhar com a câmera para registrar um momento específico e posteriormente se empenhar em passar as informações contidas ali para outros locais de forma artística e nos meios que lhe são possíveis.

Existem alguns modos de desenvolver o fotorrealismo, e esse é chamado de arte fotorrealista. Ela pode ser desenvolvida através de pinturas, artes gráficas, esculturas. Todos esses artifícios utilizados pelos fotorrealistas desejam traduzir de forma mais real possível aquilo que foi captado pela lente da câmera.

Quando não se possui um olhar aguçado sobre a arte que é mostrada, é normal que algumas pessoas se confundam e questionem sobre o que realmente estão vendo: se uma fotografia ou um desenho.

A retratação que é feita causa uma certa dúvida ao público, e isso é um ponto positivo para o criador, pois mostra sua habilidade no desenrolar da arte.

Características do Fotorrealismo

Para entender melhor essa expressão artística, é necessário conhecer suas características:

  • O fotorrealismo está totalmente atrelado ao uso da câmera e da fotografia para poder captar informações e poder dar continuidade ao trabalho.
  • Para fazer a transferência de tudo o que foi captado, o artista utiliza recursos mecânicos ou semimecânicos.
  • Uma das particularidades encontradas nessa arte é a transferência da imagem para arte, por isso é necessário que o fotorrealista tenha habilidade suficiente para passar o que está vendo para a fotografia.
  • Existe uma influência da Pop Art vinda desde o começo dessa escola.
  • O fotorrealismo necessitou fazer oposição a algumas artes, a fim de conseguir mostrar realmente o seu significado. Por isso se opôs ao Minimalismo, Expressionismo Abstrato e Abstracionismo.
  • É necessário tratar temas ligados ao cotidiano.
  • Uma das principais características do fotorrealismo é a utilização de detalhes.
  • É necessário se atentar às nuances de luz, cor, sombras reflexos.

Dentre as técnicas utilizadas no fotorrealismo, existe uma chamada de “Trompe l’oeil”(palavra francesa que significa engana o olho). Ela tem como finalidade criar uma ilusão de ótica, fornecendo a desenhos de duas dimensões aspectos de uma terceira dimensão.

A contribuição do “engana o olho” para o fotorrealismo é de que a arte desenvolvida se pareça realmente com o que foi fotografado.

Principais artistas

Homem na lua retratado pelo fotorrealismo.
Fotorrealismo aplicado através da imagem do astronauta. (Foto: Pixabay)

Existem alguns artistas que se destacam no Fotorrealismo. Eles não possuem somente representação técnica absoluta como unidade entre eles, mas são mestres na arte do ilusionismo e do engodo.

Um dos primeiros a englobar essa técnica foi Richard Estes, estadunidense. Nasceu em Illinois, no ano de 1932, e já produziu obras magníficas através dessa arte.

Para poder desenvolver a técnica ele utilizava as próprias fotos que tirava enquanto estava passeando ou simplesmente andando pela cidade.

As suas obras eram sempre trabalhadas com um ótimo detalhamento dos elementos que ele observava na cidade, a ponto de conseguir fazer com que elementos quase invisíveis ganhassem visibilidade em suas artes.

Abaixo estão listados outros artistas que utilizam o fotorrealismo para criar suas obras de arte:

  • Ralph Goings – estadunidense
  • John Baeder – estadunidense
  • Robert Bechtle – estadunidense
  • Charles Bell –estadunidense
  • Roberto Bernardi –italiano
  • Tom Blackwell – estadunidense
  • Hilo Chen – taiwanês
  • Chuck Close – estadunidense
  • Robert Cottingham – estadunidense
  • Don Eddy – estadunidense
  • Ron Kleemann – estadunidense
  • Richard McLean – estadunidense
  • John Salt – inglês
  • Raphaella Spence – inglesa

Todos eles conseguiram retratar de forma significativa a realidade do cotidiano e aquilo que por vezes passaria despercebido aos olhos de outras pessoas.

No Brasil também existiram alguns artistas que conseguiram chegar perto daquilo que é pedido para quem deseja fazer esse tipo de arte, dentre eles podemos citar:

  • Glauco Rodrigues
  • Antônio Henrique Amaral
  • Gregório Gruber

Hiper-Realismo

Também chamado de Super-Realismo, o Hiper-Realismo é uma ramificação artística e vem da escola fotorrealista. Ou melhor, ela é considerada uma atualização do fotorrealismo, um avanço de tecnologia na área da arte.

As obras de muitos artistas do Hiper-Realismo se identificam com o fotorrealismo, visto que algumas das técnicas que são utilizadas se assemelham.

O Hiper-Realismo teve seu surgimento a partir dos anos 70, nos Estados Unidos, e logo em seguida se espalhou por todo o mundo.

Cada artista na sua cidade, utilizando o contexto que vivia, conseguia expressar o que estava fotografando para seus trabalhos.

Existem alguns artistas que são referências na técnica do Hiper-Realismo, dentre eles estão os escultores Ron Mueck e Sam Jinks (Australianos) e Jorge Melício (Angolano). O termo Hiper-Realismo foi utilizado pela primeira vez por Isy Bracho, que intitulou uma exposição de fotorrealismo com esse nome.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Lima, Vinicius. Fotorrealismo; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/fotorrealismo >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 23:12.

Copiar referência

Outros Artigos de Artes

Monumento à Terceira Internacional.

Construtivismo nas artes

O construtivismo nas artes está relacionado com o movimento artístico […]

A Commedia dell’arte fazia a utilização do humor e críticas à sociedade em palcos improvisados.

Commedia Dell’Arte

A Commedia Dell’Arte iniciou-se a partir do início do século […]

Circo armado

Circo

O circo é o lugar onde acontecem expressões artísticas que […]

características das cores matiz

Características das Cores

As características das cores podem ser descritas como matiz, tonalidade […]