Geografia Agrária

Ciência que estuda o campo e suas relações

A geografia agrária é o ramo que estuda as relações sociais, econômicas e ambientais do campo para o avanço das práticas agrícolas.

O surgimento dessa atividade, que hoje também é científica, se deu no instante em que o homem percebeu que domesticar animais e cultivar plantas seriam essenciais para sobrevivência.

Por isso, o estudo da geografia agrária concentra-se nas questões de cultivo da terra, das técnicas agrícolas, situação dos produtores rurais e equilíbrio entre a escala de produção e o meio ambiente.

A agricultura é de extrema importância para o desenvolvimento humano e urbanístico. Em todos os períodos históricos ela contribuiu com a formação das sociedades e dos sistemas econômicos dominantes (feudalismo, capitalismo, socialismo, entre outros).  

Sistemas Agrícolas

A geografia agrária engloba duas técnicas de plantio bem distintas:

Agricultura Extensiva: uso de técnicas de rudimentares, produção em baixa escala, essencialmente para abastecer o mercado interno ou para subsistência, e pouco investimento em tecnologias.

Agricultura Intensiva: produção em grande escala e altamente mecanizada, uso de mão de obra especializada, uso de fertilizantes e outros tipos de agrotóxicos e é integrada à indústria.  

Geografia Agrária: modelos de agricultura

Considerando a divisão entre agricultura extensiva e intensiva, podemos entender como funcionam os principais tipos de agricultura.

Plantation

Sistema utilizado pelas metrópoles europeias em suas colônias de exploração, na América do século XVI. É caracterizado pelo plantio de matérias-primas em grandes extensões de terra (latifúndios) e uso de mão de obra escrava. No Brasil, a cana- de- açúcar foi a primeira matéria-prima da plantation.

Outra característica é a produção voltada para a exportação, fortalecendo a dependência econômica das colônias e enfraquecendo seu próprio mercado interno.

Agricultura Familiar (Subsistência)

Nesse tipo de cultivo, a produção é voltada para o consumo familiar, sendo apenas as sobras comercializadas. O tipo de organização desenvolvida é o de roça, definido pelo desmatamento de uma pequena porção de terra para o plantio.

É realizado a partir de técnicas rudimentares e sem auxílio das máquinas. Em grandes propriedades, esse tipo de cultivo emprega uma quantidade significativa de mão de obra, já que todas as práticas são baseadas na manufatura.

Agricultura Orgânica

Tipo de cultivo que prioriza a qualidade dos alimentos, já que a utilização dos agrotóxicos, fertilizantes sintéticos e pesticidas causam problemas a saúde e ao meio ambiente.  

Essa agricultura opta pelos adubos de origem orgânica e diversifica os tipos de produtos que deverão ser plantados, disposto a garantir o equilíbrio do solo.

Por não recorrer ao uso das máquinas e agrotóxicos, a produção acaba sendo mais demorada e cara, dificultando o acesso das populações mais pobres.

Agricultura Moderna

Nesse tipo de atividade pratica-se o cultivo de apenas um tipo de alimento (monocultura) e faz uso de inúmeras tecnologias, como as máquinas. Além disso, utilizam fertilizantes químicos, sementes geneticamente modificadas e outras aplicações da biotecnologia.

Geografia Agrária
Maquinário na colheita de arroz (Foto: Wikipédia)

Voltada para comercialização, é produzida em larga escala e com base em grandes investimentos. Por isso, se faz necessário o uso de mão de obra especializada, como engenheiros e agrônomos.

Espaço Agrário

Na geografia agrária, o campo é geralmente o principal foco de estudo, além de ser o espaço para o cultivo e desenvolvimento da agricultura e moradia dos agricultores.

Além de corresponder à área de produção, o espaço agrário define as questões de acesso à terra (estrutura fundiária), já que engloba as situações econômicas e as leis que regem a produção: preços, quantidades, implicações socioambientais, entre outros.

Geografia Agrária: agronegócio

Este modelo de produção agrícola também baseia-se no uso das máquinas, especialmente no emprego da biotecnologia e das sementes transgênicas (código genético modificado em laboratório) para o maior acúmulo de capital e investimento, deixando de lado os problemas ambientais.

A administração do agronegócio é empresarial. Por isso, há uma intenso suporte de aparatos científicos e tecnológicos, como as consultas em tempo real sobre a previsão do tempo e ao mercado financeiro (bolsa de valores).

A agroindústria é um tipo de agronegócio, pois concentra os três setores básicos da economia: primário (agricultura), secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços).

Geografia Agrária: êxodo rural   

Outro tema discutido pela geografia agrária é o fluxo de migração das populações, o chamado êxodo rural.

O êxodo rural é o processo de migração em grande escala, isto é, quando uma população abandona os campos em busca de novas chances de vida, principalmente nas grandes cidades.

Um dos principais motivos de abandono da terra natal é a falta de estrutura básica para sobrevivência, como escolas, hospitais, transportes e emprego.

Além desses motivos, os desastres ambientais (alagamentos, contaminação dos solos e rios, entre outros) e as drásticas mudanças climáticas também são fatores que contribuem para o êxodo.

Essa migração em massa desencadeia em sérios problemas de moradia, pois a maioria dos migrantes precisam habitar  favelas e bairros sem o mínimo de infraestrutura, na tentativa de se manter na cidade.

A falta de qualificação profissional e educacional, por exemplo, é o outra consequência do êxodo desenfreado. Sem a devida qualificação, as pessoas não conseguem se integrar ao mercado de trabalho e acabam ocupando os subempregos ou o comércio informal.

O resultado das altas taxas de desemprego é o aumento da marginalidade e da sensação de insegurança.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

SANTOS, Thamires. Geografia Agrária; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/geografia-agraria >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 16:45.

Copiar referência

Outros Artigos de Geografia

As Cataratas do Iguaçu é uma das mais exuberantes belezas naturais da bacia Platina.

Bacia Platina

A Bacia Platina, também chamada de bacia do rio da […]

A bandeira do Chile representa o país internacionalmente.

Bandeira do Chile

A Bandeira do Chile possui duas listras de igual tamanho, […]

Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste

A Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste está entre as doze […]

A folha de bordo compõe a bandeira do Canadá.

Bandeira do Canadá

A Bandeira do Canadá é formada por uma tribanda de […]