Geopolítica

Parte da geografia que estuda os fenômenos políticos e históricos dos países

Geopolítica é o campo de estudo que busca entender os sistemas de poder entre os estados, considerando os fenômenos históricos, políticos e militares.

O termo “geopolítica” nasceu da obra do cientista político Rudolf Kjellén, a partir do ano de 1916. Seguidor dos ensinamentos do alemão Friedrich Ratzel, Kjellén explicou esta nova teoria através da relação entre os fatos políticos de uma determinada nação com seus dados geográficos.

Foi no período de ascensão do fascismo europeu que as relações econômicas territoriais ganharam uma nova atenção dos estados, pois não se tratava mais de colonizar terras estrangeiras para acumular recursos internos.

Nesse momento, o foco estava nas relações entre Estado e território, poder e ambiente, guerras, estratégias e geografia. Foi justamente durante esse movimento político e econômico fascista que deu origem ao que chamamos hoje de geopolítica.

Geopolítica
Divisão territorial do mundo (Foto: Wikipédia)

Entretanto, no final da Segunda Guerra Mundial, o estudo da geopolítica deixou de ser discutida dentro das universidades americanas e europeias, voltando somente na década de 80. Após anos de esquecimento, a atual missão da geopolítica é analisar de forma crítica todos os eventos globais.

Por ser uma área com foco de estudo de acordo com inúmeras perspectivas, além da Geografia, a geopolítica baseia-se também nas teorias de outras disciplinas, como: História, Geologia, Ciências Humanas e Sociais.

Geopolítica Mundial

Na história mundial, a fase que engloba os anos de Guerra Fria proporcionou muitos estudos sobre geopolítica, pois uma concorrência territorial e ideológica entre Estados Unidos e União Soviética, as duas maiores potências mundiais da época, estava em jogo.

O longo conflito entre as potências impulsionou as guerras mundiais, presentes na primeira metade do século XX. Com o término das guerras, começa se desenhar uma nova ordem mundial, sendo os Estados Unidos o principal polo econômico do mundo.

Uma ordem mundial diz respeito as relações de poder e soberania entre países. Sendo assim, as ordens mundiais oscilam de acordo com cada período histórico e através das interações políticas e econômicas internacionais.

Com o término da Guerra Fria (queda da União Soviética), acontece a expansão da globalização e desenvolvimento do sistema capitalista. A nova ordem mundial passa ser múltipla, isto é, o poder passa a ser concentrado nas mãos de multinacionais espalhadas pelo mundo, principalmente Japão, Estados Unidos e União Europeia.

Esta nova organização fez com que a geopolítica concentrasse nas seguintes discussões:

  • Guerra da Coreia;
  • Guerra do Vietnã;
  • Guerra do Golfo;
  • Guerra do Iraque;
  •  Conflitos na África;
  • Guerras no Oriente Médio (rivalidade entre Irã e Arábia Saudita);
  • Blocos Econômicos;
  • Primavera Árabe;
  • Criação do Conselho de Segurança da ONU.

Geopolítica do Brasil

O Brasil também baseou-se em estudos geopolíticos para estruturar seus territórios e economia. Uma das primeiras ações foi a transferência da capital federal do Rio de Janeiro para Brasília, no centro da nação.

Os objetivos da geopolítica estão ligados à união nacional dos estados, levando em consideração os atributos socioeconômico de cada região. O crescimento urbanístico e as questões de sustentabilidade, e a inserção do país dentro das potências sul-americanas também são destaques da geopolítica brasileira.

Além desses, as áreas marcadas por grandes reservas de petróleo, incluindo o pré-sal, e o ecossistema do pantanal Mato-grossense, da Floresta Amazônica e da Bacia do Rio da Prata, a segunda maior bacia hidrográfica do Brasil, também são consideradas importantes para o estudo da geopolítica.

Outros conteúdos contemplados pela geopolítica nacional são:

  • Reforma Agrária;
  • Questões indígenas;
  • Industrialização;
  • Demografia;
  • Crescimento Urbano;
  • Proteção das Fronteiras;
  • Necessidade e escassez de petróleo (a construção da Petrobrás).

Geopolítica x Geografia Política

Embora a geopolítica e a geografia política compartilhem alguns pontos, a abordagem de cada área é diferente.

A geografia política é uma vertente que relaciona o poder político do estado e seus territórios, principalmente no que se refere à administração.

Já a geopolítica consiste nas relações e estratégias internacionais, ou seja, o poder entre os país de acordo com conjunturas sociais, políticas, militares e econômicas.

Enquanto a geopolítica foca nas intervenções que possam assegurar o domínio do poder em relação aos outros territórios, a geografia política se atenta em estudar apenas seu território e as tensões específicas, como proteção das fronteiras e dos recursos naturais.

A geografia política se configura como uma estudo científico, já que o geógrafo alemão Friedrich expandiu seus conceitos e abordagens a partir de 1987. Já a geopolítica pode ser vista como uma estratégia usada por cada nação na tentativa de alcançar o máximo nível de poder, ampliação territorial e crescimento da sua economia.

Portanto, de forma resumida, a diferença entre elas é que a geopolítica extrapola as fronteiras nacionais, levando em conta as disputas internacionais e diplomacias.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

SANTOS, Thamires. Geopolítica; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/geopolitica >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 20:06.

Copiar referência

Outros Artigos de Geografia

As Cataratas do Iguaçu é uma das mais exuberantes belezas naturais da bacia Platina.

Bacia Platina

A Bacia Platina, também chamada de bacia do rio da […]

A bandeira do Chile representa o país internacionalmente.

Bandeira do Chile

A Bandeira do Chile possui duas listras de igual tamanho, […]

Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste

A Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste está entre as doze […]

A folha de bordo compõe a bandeira do Canadá.

Bandeira do Canadá

A Bandeira do Canadá é formada por uma tribanda de […]