George W. Bush

Ex-presidente dos Estados Unidos que teve dois mandatos consecutivos

George W. Bush ou George Walker Bush é o filho mais velho do ex-presidente George H. W. Bush e foi o 43° presidente dos Estados Unidos, governando o país em um dos momentos mais críticos da história.

Biografia de George W. Bush

George W. Bush nasceu em New Haven, Connecticut, em 6 de julho de 1946. De família envolvida com a política e o mundo empresarial, herdou também os mesmos gostos. Seu pai, George H. W. Bush, também era empresário e foi o 41° presidente dos Estados Unidos.

o ex-presidente George W. Bush em um púlpito
George W. Bush herdou da família o interesse pelos negócios e a vida política. (Foto: Wikipédia)

Estudou no Texas, onde seu pai tinha uma empresa de extração de petróleo, e estudou na Universidade de Yale, tornando-se inclusive membro de uma sociedade secreta no qual continha membros de famílias poderosas. 

Antes de se formar, alistou-se na Guarda Nacional Aérea do Texas, bem no auge da Guerra do Vietnã em 1968. Foi comissionado como segundo tenente e tornou-se piloto do caça Convair F-102.

No final de 1972, foi autorizado para a Guarda Aérea Nacional do Alabama e dispensado da reserva da Força Aérea em 1974.

Ao encerrar o serviço na Força Aérea voltou aos estudos em Harvard. Voltou ao Texas ingressando na Arbusto Energy, que mudou posteriormente para Bush Exploration e se fundiu com a empresa Spectrum 7.

Com a queda dos preços do petróleo, vendeu a empresa para a HKN e tornou-se membro do conselho de administração da Spectrum 7.

Teve alguns episódios de consumo abusivo de álcool, em um deles foi multado e teve a carteira de motorista suspensa temporariamente. Casou-se, em novembro de 1977, com a professora e bibliotecária Laura Welch e teve filhas gêmeas em 1981, Barbara e Jenna. Em 1986, parou de beber por influência da sua esposa.

A vida política

George W. Bush mudou com a família para Washington DC no intuito de trabalhar na campanha do seu pai e participar de atividades com pessoas influentes. Diante da vitória, retornou ao Texas e se juntou a outros investidores para comprar a franquia de um time de baseball, o Texa Rangers.

Investiu e participou assiduamente das atividades do time. No ano de 1998, vendeu sua parte recebendo mais de 15 milhões de dólares.

Ex-presidente George W. Bush com Laura Bush
George W. Bush com sua esposa, Laura Bush, em posse. (Foto: Wikipédia)

Decidiu concorrer para governador após seu pai perder a corrida presidencial para Bill Clinton, em 1992. Teve uma campanha concentrada na redução do crime e melhoria da educação.

Venceu a eleição com 53% dos votos, tornando-se o primeiro filho de presidente a governar um estado. Manteve-se durante mandatos consecutivos.

Como governador implementou uma filosofia de conservadorismo compassivo, que tinha governo limitado e preocupação com a responsabilidade desprivilegiada.

Cortou impostos e aumentou o financiamento para a educação, promovendo uma reforma  e vinculando o desempenho dos alunos ao salário dos professores.

George W. Bush engajou sua busca pela presidência dos Estados Unidos e ganhou a indicação presidencial republicana.

Concorreu com o democrata Al Gore em 2000 diante de uma concorrência árdua. Após mais de um mês, a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu a sua vitória. 

Enfrentou um governo dividido, no qual seu próprio discurso provocava isso em alguns momentos, como a controvérsia quando anunciou que os Estados Unidos não cumpriria o Protocolo de Kyoto.

O 11 de setembro de 2001

Terroristas do grupo Al Qaeda sequestraram aviões comerciais americanos em 11 de setembro de 2001 e fizeram dois alvos: o World Trade Center, que era o maior centro empresarial de Nova Iorque, e o Pentágono, em Washington DC. Dois aviões atingiram os locais. 

Um quarto avião foi derrubado em uma fazenda na Pensilvânia. George W. Bush afirmou que faria o possível para impedir ataques terroristas, criando estratégias com o Departamento de Segurança Interna, Patriot Act, além da autorização para coleta de informações e monitoramento de ligações internacionais.

Construiu coalizões internacionais para destruir a Al Qaeda e outros grupos terroristas do Afeganistão, onde Osama Bin Laden, que era o líder, estava abrigado.

Em março de 2003, os Estados Unidos invadiram o Iraque derrotando seu exército. A capital caiu em abril de 2003 e George W. Bush afirmou ser o fim das operações de combate.

O segundo mandato de George W. Bush

Concorreu à reeleição em 2004, a qual venceu o democrata John Kerry. Em seu segundo mandato, endureceu com a reforma da imigração e facilitou as regulações ambientais. Com o acontecimento do furacão Katrina em Nova Orleans e o posicionamento fraco do seu governo perdeu apoio da população.

No último ano de presidência continuou travava guerras e o superávit deixado pelo governo de Bill Clinton se transformou numa dívida de trilhões de dólares, o que acarretou em demissões em massa e queda do mercado de ações.

George W. Bush deixou seu cargo em janeiro de 2009. Publicou memórias do seu trabalho no livro Decision Points, com justificativas de algumas decisões que tomou durante o mandato. Inaugurou uma biblioteca no Texas em 2013.

Alguns especialistas criticam as posturas do ex-presidente, mas outros acreditam que suas políticas antiterroristas impediram outros ataques. O desenvolvimento do programa de combate à AIDS e a expansão do Medicare também são vistos como pontos positivos. 

Citações

Trouxemos justiça ao mundo e à América. Espalhamos liberdade pela humanidade. Continuaremos nosso trabalho.

Se não seguirmos em frente, corremos o risco de falhar.

O sistema de educação pública é um dos fundamentos da nossa democracia. Afinal, é onde as crianças da América aprendem a ser cidadãos responsáveis, e aprendem as habilidades necessárias para tirar vantagem da nossa fantástica sociedade oportunista.

Quero que se diga que a Administração Bush está orientada para o resultado, porque acredito no resultado de focar a atenção e a energia na educação das crianças na leitura, para que tenham um sistema educativo atento às crianças e aos seus pais, em vez de ter em vista um sistema que rejeita a mudança fará a América ser o que queremos que ela seja, um país de gente que sabe ler e sabe ter esperança.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Letícia Reis, Ana. George W. Bush; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/george-w-bush >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 17:03.

Copiar referência