Ginástica Artística

Conjunto de movimentos acrobáticos sistematizados

A Ginástica Artística é um conjunto de movimentos corporais sistematizados, aplicados com fins competitivos, em que se conjugam a força, a agilidade e a elasticidade. O termo ginástica origina-se do grego gymnazein, “treinar”, “exercitar-se”, literalmente “exercitar-se nu”, a forma como os gregos praticavam os exercícios físicos.

Os gregos realizavam as atividades físicas para manter o corpo em forma, como recurso preparatório para o aperfeiçoamento físico dos militares, para as lutas e também para o atletismo. Após a popularidade na Grécia, a ginástica voltou à cena na Europa no período do Renascimento, entre os séculos XIV e XVI.

História da Ginástica Artística

As práticas de acrobacias semelhantes à ginástica iniciaram na Grécia Antiga, considerado o berço do esporte. Durante a Idade Média, após o declínio do Império Romano, o culto ao corpo perdeu força e a ginástica viveu um momento de ostracismo (punição aos cidadãos suspeitos de exercerem poder excessivo e restrição à liberdade pública), ficando restrita aos acrobatas.

Em 1811 Friedrich Ludwig Cristoph Jahn criou a primeira escola para a prática do esporte ao ar livre. Considerado o “pai da ginástica”, o objetivo do alemão não era para competição esportiva, e sim para preparar fisicamente a juventude para o combate com o exército de Napoleão Bonaparte. Porém, a modalidade foi considerada perigosa, por conta do seu teor revolucionário, com isso, Jahn foi perseguido e preso, mas a atividade já havia sido disseminada em por outros países, inclusive no Brasil. Após duas décadas de proibição, em 1981 foi criada a Federação Europeia de Ginástica (FEG).

A Ginástica Artística é uma das modalidades olímpicas mais atuantes e faz parte das Olímpiadas desde a primeira edição na História Moderna, em 1896, em Atenas. Na estreia, cerca cinco países disputaram títulos individuais. De acordo com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), apenas os homens podiam competir, as mulheres só puderam participar em 1928, sobre a premissa de que competissem com o corpo coberto.

Até 1952, a modalidade era chamada de ginástica olímpica, após a inserção da ginástica rítmica (Los Angeles, 1984) e do trampolim (Sidney, 2000) nos jogos olímpicos, passou a ser chamada de Ginástica Artística.

Aparelhos e regras da Ginástica Artística

A Ginástica Artística é um dos esportes que mais desafiam os limites do corpo. As regras da modalidade são organizadas pela Federação Internacional de Ginástica (FIG), órgão que regula as competições internacionais, inclusive as do Brasil. E no âmbito nacional existe a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), entidade promotora da ginástica no país desde 1978.

  • Solo: a prova é disputada por homens e mulheres, em um tablado com 12m de comprimento e 12m de largura. No masculino os movimentos são feitos sem acompanhamento musical em um tempo de 70 segundos. Já no feminino, cuja a duração é de 90 segundos, as atletas realizam os movimentos com uma música de fundo;
  • Salto: os atletas correm por uma pista de 25m em direção ao trampolim. Nele o competidor toma impulso com os pés, apoia as duas mãos no aparelho e realiza rotações como corpo no ar. A prova é disputada por homens e mulheres;
  • Barras fixas: a modalidade é realizada por homens. O ginasta realiza movimentos uma barra fixa de 2,4m de comprimento e 2,8m de largura;
  • Barras paralelas: o atleta realiza os movimentos em duas barras paralelas, sempre com uma das mãos tocando às barras. As barras devem ter 3,5m de comprimento e 2m de altura, sendo executada apenas por homens;
  • Cavalo com alças: os ginastas devem tocar apenas as alças do aparelho com as mãos, realizando os movimentos sobre o cavalo. O aparelho deve ter 1,6m de comprimento e as alças devem ficar numa distância de 40 a 45 centímetros um da outra. Esta modalidade também é praticada somente por homens;
  • Argolas: prova masculina. Os ginastas realizam os movimentos suspensos pelas argolas que ficam penduradas a 2,8m do chão.
  • Barras assimétricas: prova feminina. Duas barras ficam posicionadas de forma paralela nas quais a ginasta deve se movimentar;
  • Trave de equilíbrio: prova realizada por mulheres. As atletas ficam sobre uma barra de 10 centímetros de largura, onde devem realizar os movimentos;

A ginástica artística apresenta movimentos acrobáticos variados, como piruetas e mortais. São eles:

  • Avião: movimento que demonstra o equilíbrio do ginasta ao elevar uma perna para trás, deixando os braços abertos;
  • Flic-Flac: movimento típico para dar impulso ao corpo nas provas. O ginasta estica os braços para cima e se prepara para realizar a acrobacia;
  • Parafuso: o ginasta realiza o movimento fazendo uma rotação em torno do próprio corpo no solo, sem utilizar as mãos.

A maioria das competições de Ginástica Artística acontecem nos Jogos Olímpicos, no Campeonato Mundial e na Copa do Mundo de Ginástica. A idade mínima para participação nas competições é de 16 anos.

Ginástica Artística
As mulheres podem competir nas modalidades de solo, salto, trave de equilíbrio e barras assimétricas. (Foto: Wikimedia Commons)

Curiosidades

  • A brasileira Daiane dos Santos foi a primeira ginasta a executar um salto chamado duplo twist carpado no solo. Por isso, o movimento foi batizado com o seu sobrenome: Dos Santos;
  • Com apenas 14 anos, a romena Nadia Comaneci entrou para a história dos Jogos Olímpicos de Munique, em 1976, sendo a primeira ginasta a receber nota 10 de todos os jurados;
  • Diego Hypólito tornou-se bi-campeão na prova de solo masculino, no Campeonato Mundial, em Sttutgart;
  • Daniele Hypólito entrou para a história da ginástica brasileira ao obter no Campeonato Mundial de 2001, em Ghent, a 1ª medalha de prata por aparelhos, no solo;
  • Em 2003, a ginasta Daiane dos Santos entra para a história do esporte brasileiro ao se tornar a primeira mulher a conseguir uma medalha de ouro individual.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Mendes, Elaine. Ginástica Artística; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/ginastica-artistica >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 19:02.

Copiar referência

Outros Artigos de Educação Física

Importância da atividade física para saúde

A importância da atividade física para a saúde

A importância da atividade física para a saúde está diretamente […]

esportes-paralimpicos-atletismo-pista

Esportes Paralímpicos

Os Esportes Paralímpicos melhoram a condição cardiovascular dos praticantes, aprimora […]

beisebol

Beisebol

Em uma partida de beisebol o objetivo  é pontuar batendo […]

ginástica laboral

Ginástica laboral

A ginástica laboral é o alongamento de várias partes do […]