Gíria

Expressão popular e informal

Gíria é uma palavra ou expressão considerada imprópria para uso na norma culta padrão. Normalmente, é utilizada em situações informais entre grupos.

Comumente, uma gíria é associada ao comportamento juvenil, porque é mais usada entre as pessoas mais jovens, mas não se limita a esse perfil.

A gíria é uma forma de cada grupo construir seu próprio dialeto, cujo processo de formação é constituído por acréscimo de sons ou sílabas, com sentido de metáfora, para dar expressividade e sentido à fala de determinado grupo social.

Outra característica da gíria é que ela é efêmera, ou seja, passa a ser usada por um período e, algum tempo depois, cai em desuso, sendo substituída por uma nova expressão. No entanto, algumas gírias foram bem aceitas pela sociedade sendo ditas até os dias atuais como é o caso das palavras “barbeiro”, famosa nos anos 50 para chamar um motorista de condutor ruim, e “pagar mico”, famosa nos anos 90, para dizer que uma situação foi vergonhosa.

Gíria é linguagem de marginal?

Foi-se o tempo em que as gírias eram atribuídas a uma linguagem de baixo calão, desprovida de sentido e associada à linguagem de grupos considerados “fora da lei”.

As gírias foram atribuídas a mensagens de difícil compreensão. Com o passar dos anos, diversos grupos sociais adotaram como expressões para a comunicação. Algumas, inclusive, servem de expressões de sarcasmo e ironia.

Assim, a gíria é considerada uma linguagem própria de cada grupo. Por exemplo, as gírias cariocas fazem mais sentido nas conversas entre pessoas do Rio de Janeiro, assim como as gírias baianas são melhores compreendidas entre os grupos dessa região.

Importante destacar que entre os grupos maiores podem haver subdivisões de gírias por grupos menores. Por exemplo, na cidade de São Paulo uma gíria pode não ser compreendida por todos que moram na região mas, sim, entre grupos afins de uma classe ou de uma determinada localidade dentro da cidade.

Gíria
Gíria é uma expressão informal usada entre grupos. (Foto: Guia Estudo)

Lista de gírias mais usadas

  • Berro

Essa gíria é usada para expressar a reação de alguém a uma notícia recebida. Assim, é muito utilizada principalmente na internet para expressar situações de surpresa ou animação.

Exemplo: Minha cantora favorita lançou um clipe novo, BERRO!!

  • Crush

O termo crush é de origem inglesa e seu significado é “esmagar”. No entanto, adaptada à gíria brasileira, chegou para substituir a palavra “paquera”. Assim, na linguagem popular brasileira, “crush” é usado para alguém referir-se a uma pessoa por quem se está atraído (a).

Exemplo: Tá vendo aquele menino ali? Ele é meu crush.

  • Dar PT

Essa gíria não tem relação com política! Seu uso está associado à condição de “Perda Total”. É usada quando alguém fica bêbado, inconsciente das suas ações. Tornou-se uma expressão muito popular no Brasil, sendo muito usada em ambientes festivos.

A origem dessa gíria é incerta, embora o termo seja muito comum nas seguradoras de automóveis, quando há perda total de um veículo. Contudo, a popularidade aumentou com a música “Vai dar PT”, do cantor baiano Léo Santana.

Exemplo:

Miguel não é acostumado a beber e acabou dando PT na festa da crush.

  • Fada sensata

Essa é uma gíria muito vista na internet, nas conversas em redes sociais. É uma forma de fazer referência a alguém que é admirado, seja do círculo de amizades ou celebridades.

A expressão “fada sensata” ganhou repercussão no ano de 2018, entre o público do reality show Big Brother Brasil, que usou a gíria para referir-se à participante Gleici Damasceno.

  • Ranço

A gíria “ranço” é usada para expressar repúdio, desgosto ou desprezo por algo ou alguém. Assim, quando uma pessoa diz “peguei ranço” significa que não gosta.

Exemplo: Eu gostava dessa atriz, mas depois do que ela escreveu no seu “Instagram” peguei um ranço dela.

  • Um Nojo

Esse termo é usado para expressar repúdio ou autoelogio em tom de deboche. É popular entre os jovens e ganhou repercussão na internet, migrando para o dia a dia.

Exemplo: Nossa, hoje eu tô um nojo de linda.

  • Se passando

Quando alguém diz “fulano está se passando”, quer dizer que houve um comportamento inadequado, por vez exagerado ou incoerente com o momento. É uma forma de dizer que está “pagando mico”.

Exemplo: Bárbara foi falar com o crush e acabou se passando.

  • Shippar

Essa expressão deriva da palavra inglesa “relationship“, que significa “relacionamento”. Utilizado como um neoverbo (verbo inventado), “shippar” é uma gíria usada com o objetivo de unir casais que não ficariam juntos na vida real.

A gíria é muito utilizada na internet, com referência a pessoas famosas, que poderiam formar um casal na visão do público. Esse termo é representado por uma hashtag e a fusão dos nomes do possível casa. Aos poucos, começou a ser usada para “juntar” casais na vida real.

Exemplo: Bruna e Neymar =  #brumar

  • Spoiler

Spoiler é a gíria usada quando alguém conta fatos a respeito do conteúdo de determinado livro, filme, série ou jogo.

A expressão tem origem no verbo inglês “to spoil”, que significa estragar. Assim, uma pessoa que dá spoiler de algo é considerado um “estraga-prazeres”.

Gírias antigas

As gírias não são exclusividade dos tempos atuais. Nas décadas anteriores, como 50 e 60, elas já faziam parte do dialeto popular. Algumas expressões, inclusive, continuam sendo ditas. Confira, abaixo, as gírias mais usadas nas décadas passadas.

Gírias dos anos 50

  • Barbeiro = Mau motorista.
  • Cara-de-pau = Cínico.
  • Dar no pé = Fugir.
  • Levar um fora = Ser dispensado pelo paquera.
  • Mão-boba = Carícias ousadas.
  • Tipão = Homem atraente.
  • Marcar touca = Deixar passar uma oportunidade.
  • Pisante = Pé ou sapato.

Gírias dos anos 60

  • Bacana = Bom ou bonito
  • Boa pinta = De boa aparência
  • Boazuda = Mulher bonita
  • Calhambeque = Carro velho
  • Chapa = Amigo
  • Duvi-de-o-dó = Duvidar de algo.
  • É de lascar = Situação complicada.
  • É fogo! = É difícil.
  • É uma brasa, mora! = É muito bom, fantástico.
  • Paca = Muito
  • Pão = Homem bonito
  • Papo firme = Conversa séria
  • Papo furado = Conversa boba
  • Pra frente = Moderno
  • Sebo nas canelas = Apresse-se, vamos rápido
  • Tremendão = Rapaz bonito

Gírias dos anos 70

  • Abafar = Não chamar a atenção para algo.
  • Barra pesada = Pessoa ou situação difícil de lidar ou perigosa.
  • Bicho = Pessoa amiga, pessoa companheira.
  • Bronca = Repreensão.
  • Careta = Pessoa conservadora.
  • Curtir = Aproveitar uma situação dada como boa.
  • Falou e disse = Concordar com algo.
  • Fera = Aquele que é bom ou se sai bem em uma atividade.
  • Figura = Pessoa excêntrica.
  • Forçar a barra = Provocar uma situação.
  • Maior barato = Sensação boa, o mesmo que legal.
  • Manjar = Entender, compreender.
  • Na minha = Ficar observando, quieto.
  • Papo furado = Conversa sem sentido, conversa que não vai a lugar algum, mentira.

Gírias dos anos 80

  • Arrasar = Fazer sucesso, fazer alguma coisa bem feita.
  • Arrebentar a boca do bolão = Acontecimento ou algo que foi estrondoso, muito bom mesmo.
  • Azarar = Paquerar
  • Baba-Ovo = Puxa saco
  • Bagaça = Definição para alguma coisa, algum assunto que estava sendo tratado naquele momento.
  • Bufunfa = Termo para definir dinheiro.
  • Carango = Carro, automóvel.
  • Careta = Antiquado, fora de moda.
  • Chocante = Muito bom.
  • Coroa = Alguém mais velho.
  • Da hora = Algo muito bom, no final dos anos 80 substituiu o termo chocante que caiu em desuso.
  • Deprê = Estado de desânimo, depressão.
  • Fera = Sujeito habilidoso em alguma coisa.
  • Gamado = Apaixonado
  • Gambé = Termo que definia os policiais nos anos 80.
  • Grilo (Grilo na cuca) = Desconfiança, preocupação.
  • Mala = Pessoa chata
  • Mina/Mino = Termos que definiam os garotos e as garotas.
  • Numa Nice = Numa boa
  • Pisar na bola /no tomate/Pisar no acabate = Decepcionar com determinado comportamento, ou falando algo que não deveria.
  • Rachar o bico = Rir muito, rir até ‘rachar o bico’.
  • Trampo (dar um trampo) = Trabalhar, este termo é utilizado até hoje.
  • Treta = Briga, encrenca, situação complicada.

Gírias dos anos 90

  • Antenado = Pessoa bem informada, ligada nas novidades.
  • Bolado = Chateado
  • Ficar = Beijar alguém.
  • Ficar de rolo = Envolver-se com alguém sem relacionamento sério.
  • Maior gás = Alta velocidade
  • Mauricinho/Patricinha = Jovem rico (a) que esnoba os outros.
  • Pagar mico = Passar muita vergonha.
  • Queimar o filme = Passar vergonha, perder a reputação.

Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Chérolet, Brenda. Gíria; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/giria >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 22:15.

Copiar referência

Outros Artigos de Língua Portuguesa

Trovadores apresentando em forma de cantiga o que foi escrito em seus textos com seus instrumentos.

Características do Trovadorismo

As características do Trovadorismo estão relacionadas com todas as particularidades […]

Chegada dos portugueses.

Características do Quinhentismo

As características do Quinhentismo, primeira manifestação literária do Brasil, estão […]

Características do Classicismo

As características do Classicismo eram baseadas na representação de elementos […]

Características do Arcadismo

As características do Arcadismo surgiram em meio ao período que […]