Guernica

Obra cubista do pintor espanhol Pablo Picasso

Considerada uma das obras mais importantes da carreira do pintor espanhol Pablo Picasso, Guernica é uma pintura de óleo sobre tela feita no o século XX, que mostra os desdobramentos do bombardeio ocorrido na cidade de Guernica na Guerra Civil Espanhola.

O quadro tem 349,3cm x 776,6cm de medida e foi criado através de uma técnica chamada “collage”, em que o pintor usou 36 fotos diferente que retratavam as consequências da guerra para compor a obra.

A pintura está exposta no Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, localizado em Madrid – Espanha e é um marco na história da arte mundial.

Quadro Guernica
O quadro Guernica também serviu como forma de resistência e protesto contra as atrocidades da guerra. (Foto: Wikimedia Commons)

Contexto histórico e inspiração para Pablo Picasso

Para entender a obra de Guernica, é necessário entender o contexto político no qual ela foi criada, já que todos os componentes do quadro estão diretamente ligados aos fatos da época.

A Guerra Civil Espanhola começou no ano de 1936 com o acirramento dos conflitos entre os republicanos, representados por facções comunistas, anarquistas, entre outros e os nacionalistas, representados pelo General Francisco Franco na luta pelo poder da Espanha. 

Após a consolidação do pacto de amizade e cooperação feito por Adolf Hitler e Mussolini, a Alemanha e a Itália uniram-se para dar apoio às tropas totalitárias de Franco na guerra, em 1937.

Em troca desse apoio oferecido aos nacionalistas, Hitler recebeu carta branca para testar as suas armas de guerra nos territórios espanhóis.

No dia 26 de abril daquele ano, a Alemanha iniciou os bombardeios aéreos na cidade de Guernica, deixando diversos civis inocentes feridos e a cidade completamente devastada. O ataque durou cerca de 3 horas e estima-se que tenha matado mais de 1.600 pessoas.

Naquele mesmo ano, antes do ocorrido, o governo espanhol solicitou que Picasso produzisse um afresco para ser exposto no Pavilhão Espanhol de Exposição Internacional.

O pintor, que chegou a alegar não ter inspiração para tal, achou no Bombardeiro de Guernica o estímulo que precisava para pintar o quadro.

O quadro

Para produzir o quadro, Picasso utilizou o preto, o branco e tons de cinza como forma de representar a natureza sombria do ataque. A pintura é uma representação clara da técnica cubista e feita através da técnica óleo sobre tela.

Ao observar a pintura, é possível notar a presença de vários personagens. Alguns deles trazem na sua expressão facial a dor, o desespero e o sofrimento, resultados do momento do bombardeio.

Picasso fez uma escolha política muito evidente ao mostrar os horrores da guerra na obra, por meio de figuras de humanos e animais.

Na parte esquerda do quadro, pode-se observar a representação de uma mulher chorando desesperada com uma criança no colo.

Seguindo a leitura, nota-se a figura de um soldado caído de costas no chão, com uma espada quebrada e uma flor próximas ao seu corpo. Entende-se que essa imagem da espada quebrada significa a derrota do povo na guerra e a flor faz referência à esperança.

Há também a representação de um homem com os braços erguidos para cima, no canto direito superior do quadro. Alguns estudiosos acreditam que essa figura pode representar o desespero do homem olhando para cima vendo as bombas caindo dos helicópteros.

Já outros estudiosos defendem que a figura faz referência a um personagem da obra do também pintor espanhol Goya, “Os Fuzilamentos”. Esta pintura também mostra um homem desesperado com os braços apontados para cima.

Uma outra mulher aparece na figura saindo da escuridão, com o semblante de explícito sofrimento e desgaste. Próximo ao homem com os braços erguidos, aparece também o rosto de um homem que parece surgir de uma janela, também representando o horror do momento.

Destaca-se ainda a representação de um cavalo e um touro que são símbolos característicos da cultura espanhola. O cavalo que geralmente representa o ataque e a violência nas guerras, aparece na obra sofrendo como os demais, mostrando que a ataque afetou a todos.

É importante também ressaltar a figura da lamparina que é interpretada com o “olho de Deus”, aquele que tudo vê.

Pablo Picasso estava da França quando soube do bombardeio e ficou horrorizado com o acontecido. O pintor buscou representar na obra esse sentimento de repúdio com as atrocidades que aconteceram no dia do ataque.

Através do quadro, Picasso quis mostrar ao mundo as consequências reais e tristes de uma guerra nos cidadãos comuns que, na maioria das vezes, não têm envolvimento com os fatores políticos que levam aos conflitos armados.

Após a vitória dos nacionalistas, a Espanha conviveu com a ditadura de Franco por muitos anos.  Guernica passou muito tempo fora do país a pedido de Picasso, que sempre defendeu o papel político do quadro e pediu para que ele só voltasse a ser exposto na Espanha quando o país passasse a ser uma democracia.

Certa vez, Picasso declarou a seguinte frase sobre Guernica: “Não, a pintura não está feita para decorar apartamentos. Ela é uma arma de ataque e defesa contra o inimigo”. 

Pablo Picasso, autor de Guernica

Pablo Diego José Francisco de Paulo Juan Nepomuceno Maria de Los Remédios Críspin Crispiano Santíssima Trinidad Ruiz y Picasso, mas conhecido com Pablo Picasso, foi um dos mais importantes artistas do século XX.

Pintor, escultor e desenhista, Picasso é conhecido pelo uso da versatilidade para compor suas obras que também trazem paradoxos e multiplicidade de significados. Foi um dos principais inventores do cubismo e era espanhol, apesar de ter sido naturalizado francês.

Ele pintou sua primeira obra quando tinha apenas 8 anos de idade e quando completou 14, começou a ser reconhecido por escolhas de arte. Depois, se mudou para Paris para se dedicar a sua arte.

O pintor viveu muitos amores e cada um deles marcou uma diferente fase na arte de Picasso.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Maria Azevedo, Amanda. Guernica; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/guernica >. Acesso em 19 de novembro de 2019 às 02:02.

Copiar referência

Outros Artigos de Artes

Monumento à Terceira Internacional.

Construtivismo nas artes

O construtivismo nas artes está relacionado com o movimento artístico […]

A Commedia dell’arte fazia a utilização do humor e críticas à sociedade em palcos improvisados.

Commedia Dell’Arte

A Commedia Dell’Arte iniciou-se a partir do início do século […]

Circo armado

Circo

O circo é o lugar onde acontecem expressões artísticas que […]

características das cores matiz

Características das Cores

As características das cores podem ser descritas como matiz, tonalidade […]