José Bonifácio

Brasileiro que teve papel decisivo na Independência Brasileira

José Bonifácio, registrado como José Bonifácio de Andrade Silva, foi um brasileiro, cientista, político e estadista, que com suas ideias, atreladas com a sua influência política, cooperou com a Independência do Brasil, fazendo com que ele se tornasse o Patriarca da Independência.

Ele conseguiu ser declarado como patrono da Independência do Brasil em 11 de janeiro de 2018, por intermédio da Lei n° 13.615/2018.

Bonifácio já esteve no cargo de ministro, já representou Dom Pedro II e também já foi representante da alta sociedade rural, e mesmo tendo participado da luta pela conquista da Independência  e pela abolição da escravatura no Brasil, era um político conservador.

José Bonifácio

José Bonifácio, filho de Bonifácio José Ribeiro de Andrada e Maria Barbara da Silva, nasceu na cidade de Santos, interior de São Paulo, no ano de 1763 e fez parte de uma família abastada. Seus pais eram comerciantes, pertenciam a aristocracia portuguesa e possuía a segunda maior fortuna do lugar onde residiam.

Ao falar da Independência do Brasil, é inevitável não falar de José Bonifácio. Ele que foi presidente da junta governativa de São Paulo e logo em seguida, juntamente com o seu irmão, Martim Francisco, conseguiram assumir o cargo de assessores e ministros de Dom Pedro I.

Foi visto como um dos principais articuladores para que a Independência do Brasil acontecesse o quanto antes, afinal  ele fez tudo o que poderia para que o processo ocorresse da forma mais rápida possível.

Em 1790 ele se casa em Lisboa e logo após o matrimônio tem duas filhas e reconhece uma outra criança que não seria sua, mas que a partir de então foi considerada como filha também.

Aos 75 anos de idade, em 6 de abril de 1838, José Bonifácio falece numa singela casa em Niterói, interior do Rio de Janeiro.

Estudos

José Bonifácio que também ficou conhecido como Patriarca da Independência.
José Bonifácio, o Patriarca da Independência. (Foto: Wikipedia)

Aos 14 anos, José Bonifácio concluiu os estudos iniciais e logo em seguida os seus pais o levaram para São Paulo. Lá, com o Bispo Manuel da Ressurreição, ele pôde estudar francês, lógica, retórica e metafísica.

Como todo brasileiro bem estruturado financeiramente, em 30 de outubro de 1783, José ingressou na Faculdade de Direito de Coimbra e concluiu os cursos de Filosofia e Mineralogia.

Além das suas formações, José Bonifácio conseguiu ler bastante. Nomes como os de Rousseau, Voltaire, Montesquieu, Locke, Pope, Virgílio, Horácio e Camões estavam presentes em sua vida por tudo o que descreviam em seus textos.

Em poemas que já escrevia, Bonifácio levavas as pessoas à reflexão sobre as promessas da independência que recentemente tinha acontecido nos Estados Unidos, além de demonstrar um olhar na civilização dos índios, na abolição do tráfico negreiro e na escravidão dos negros.

Em 1790, José Bonifácio conseguiu com ajuda da corte portuguesa, uma viagem pela Europa que durou cerca de dez anos para que pudesse adquirir novos conhecimentos, em especial na área de mineralogia. Por isso ele ainda fez uma passagem demorada por esse continente.

Essas viagens fizeram com que aumentasse exacerbadamente o seu conhecimento sobre diversos assuntos. Além disso, teve a oportunidade de conhecer as minas da Europa e a crescente indústria de aço que estavam se formando no continente europeu.

José Bonifácio deu aula na Universidade de Coimbra e foi membro da Academia de Ciências de Lisboa. Ao longo de sua vida conseguiu publicar mais de 6000 escritos sobre formação mineral, agricultura e política.

Ocupações políticas

Ao retornar para o Brasil, com 59 anos de idade, tinha o sonho de abrir fábricas e organizar a exploração dos recursos naturais. Mas os seus irmãos o incentivaram a entrar na vida política e se candidatar para deputado pela província de São Paulo, a fim de que tivesse acesso às Cortes Constitucionais de Lisboa, e ele aceitou.

José Bonifácio fundou uma organização secreta que tinha como finalidade a promoção da Independência do Brasil a partir do governo, e tinha um posicionamento negativo sobre qualquer decisão popular que pudesse ferir a integridade do território brasileiro.

Junto com D. Leopoldina ele fez parte de um conselho de estado que contestava a decisão de que D. Pedro I tinha que voltar para Portugal. Logo depois que o Brasil tinha emancipado, Bonifácio foi nomeado por D. Pedro I Ministro de Negócios Estrangeiros, consegue negociar tratados e o reconhecimento da Independência com as nações estrangeiras.

É possível que Dom Pedro I tenha aceitado a ideia da Independência por conta de tudo o que José Bonifácio vinha conversando com ele e o fazendo pensar sobre o assunto. É comum que alguns historiadores o avaliem como o pivô de uma Independência sem muitos percalços.

Ideais defendidos

Como um bom político e uma pessoa que tem um pensamento liberal e favorável a monarquia constitucional, José Bonifácio possuía alguns ideais principais, dentre eles:

  • Defesa à civilização indígena.
  • Reforma agrária.
  • A contratação de empréstimos vindos de fora do país.
  • Construção de escolas que possuíssem o ensino técnico.
  • Abolição da escravatura de forma gradual.
  • Mudança da capital do Brasil para um local que estivesse próxima do Rio São Francisco.

Fatos sobre José Bonifácio

José Bonifácio, grande cooperador da Independência Brasileira, era conservador e reacionário. Tinha seu olhar sempre voltado para a classe rural escravista, e essa foi a que ele mais defendeu durante sua vida. Abaixo, estão algumas de suas características:

  • Pelos serviços prestados ao país, ficou conhecido como Patriarca da Independência Brasileira.
  • Entre a Independência e o período regencial, José exerceu um papel de extrema importância para a política nacional.
  • Em todo território brasileiro, existem locais que possuem símbolos de Bonifácio, como estátuas, nomes de ruas, etc.
  • Exerceu cargos importantes em Portugal, dentre eles o de intendente-geral e chefe da polícia do porto.
  • Na Academia Brasileira de Letras ele é Patrono da cadeira número 40.
  • No ano de 1821 foi governador da junta de governo de São Paulo.
  • A petalita e espodumena que contêm lítio foram uma das quatro espécies novas de minerais que ele conseguiu descobrir.
  • José Bonifácio gostava de dançar Lundu e ritmos africanos.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Lima, Vinicius. José Bonifácio; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/jose-bonifacio >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 20:41.

Copiar referência