Linguagem verbal e não verbal

São utilizadas como forma de comunicação

Quando se fala em linguagem verbal e não verbal o objetivo comum entre ambas é a missão de comunicar acerca de algo. Já o que diferencia uma da outra é que a linguagem verbal é aquela composta por palavras e, consequentemente, a não verbal é caracterizada através de imagens, gestos, expressões, entre outras coisas que serão vistas ao longo do texto.

Exemplos de linguagem verbal e não verbal

Linguagem verbal

A linguagem verbal pode ser definida através de duas formas: a língua escrita e a língua falada. Um exemplo que caracteriza uma linguagem verbal é o “Soneto de Felicidade”, de Vinícius de Morais, que comunica através das palavras.

Soneto de Fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.
(Até um dia meu anjo)

Além disso, podem ser caracterizados como linguagens verbais os seguintes exemplos:

  • Embalagens de produtos;
  • Filmes;
  • Palestras;
  • Mensagens e e-mails;
  • Livros;
  • Poesia;
  • Prosa;
  • Sites;
  • Telefonemas;
  • Recados.

Linguagem não verbal

Na linguagem não-verbal é possível se utilizar diversas formas de comunicação como desenhos, símbolos, postura corporal, pinturas, gestos, entre outras coisas.

Essas características podem ser vistas, inclusive, entre os animais quando, por exemplo, um cachorro balança a cauda identificando que ele está feliz, assim como quando ele coloca a cauda entre as pernas, caracterizando que está com medo ou triste.

Dentro dessa análise, é possível identificar a simbologia que é uma forma de comunicação não-verbal através dos símbolos.

Linguagem verbal e não verbal
O semáforo e as placas são caracterizadas como linguagem não verbal. (Foto: Pxhere)

Além da imagem demonstrada acima, pode-se definir como uma linguagem não verbal os seguintes exemplos:

  • Bandeira;
  • Buzina;
  • Cores;
  • Desenhos;
  • Esculturas;
  • Etiquetas com símbolos de instruções de lavagem;
  • Figuras;
  • Gestos/mímica;
  • Imagens;
  • Logotipo;
  • Luzes;
  • Obras de arte.

Conceito de Linguagem

Em uma comunicação, as pessoas fazem uso de palavras, gestos, expressões corporais e faciais, etc. Tudo isso é linguagem. Em outras palavras, a linguagem é um processo comunicativo pelo qual as pessoas interagem entre si.

Se a linguagem tiver como unidade básica a palavra (falada ou escrita), ela será verbal. A linguagem, no entanto, pode possuir outros tipos de unidades, como gesto, o movimento e a imagem. Nesse caso, como foi dito anteriormente, ela será não verbal.

Existe ainda a possibilidade das linguagens mistas, como as histórias em quadrinhos, o cinema e o teatro, em que se fundem a palavra e outros tipos de formas de comunicação.

Quando as pessoas interagem por meio da linguagem verbal, elas fazem uso de um sistema de representação socialmente construído, que é a língua. Através dela, as pessoas de uma comunidade se comunicam e interagem. Portanto, pode-se dizer que a língua corresponde a uma parte essencial da linguagem.

Linguagem e Comunicação

A todo momento a linguagem é utilizada, na maioria das vezes para pedir ou transmitir uma informação. Afinal, é necessário se comunicar. 

A linguagem, contudo, não se limita a informar e não se reduz à função de comunicar dados, fatos e conhecimentos constituídos.

Os seres humanos estão constantemente modificando o mundo, inventando coisas novas e se reinventando. E a língua é a maior forma de construção do mundo, que só pode ser construída a partir das palavras e da interação entre elas. 

A linguagem deve dar conta não somente das necessidades objetivas, como também das necessidades subjetivas, que se expressam nas palavras, nas imagens, nos sentimentos, nas sensações e nas emoções.

Linguagem mista

A linguagem mista é definida quando há em um mesmo contexto a utilização da linguagem verbal e da linguagem não verbal. Ela pode ser denominada como linguagem híbrida.

Se encaixam nesse perfil os seguintes exemplos:

  • Quadrinhos
  • Charge
  • Cartuns
  • Tirinhas
  • Placas
  • Outdoors
  • Cartazes de Publicidade

Linguagem digital

A linguagem digital é recorrente no cotidiano, principalmente do público jovem. Esse tipo de linguagem contempla a capacidade de ler, escrever, interpretar e reconhecer informações através do mundo digital a exemplo dos sites, blogs e redes sociais.

Esse modelo de linguagem pode utilizar as três formas citadas anteriormente: verbal, não verbal e mista.

Um exemplo que explora esse formato de linguagem são os hipertextos, que permitem a leitura não-linear dos internautas e envolvem textos, imagens, vídeos, dentre outros.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

BARBOSA, Elson. Linguagem verbal e não verbal; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/linguagem-verbal-e-nao-verbal >. Acesso em 30 de janeiro de 2020 às 00:42.

Copiar referência

Outros Artigos de Língua Portuguesa

Trovadores apresentando em forma de cantiga o que foi escrito em seus textos com seus instrumentos.

Características do Trovadorismo

As características do Trovadorismo estão relacionadas com todas as particularidades […]

Chegada dos portugueses.

Características do Quinhentismo

As características do Quinhentismo, primeira manifestação literária do Brasil, estão […]

Características do Classicismo

As características do Classicismo eram baseadas na representação de elementos […]

Características do Arcadismo

As características do Arcadismo surgiram em meio ao período que […]