Literatura Medieval

Relação de escritos do período da Idade Média

A Literatura Medieval é um tema bem vasto que compreende um período relacionado ao conjunto de obras escritas na Europa durante a Idade Média.

Obras que foram produzidas entre o século V até o século XVI (início do Renascimento). Contudo, não se sabe exatamente que esse foi o período que se deu início a literatura medieval, apenas uma estipulação da época.

A literatura medieval foi marcada pelos escritos de temáticas religiosas, históricas, amorosas e obras de autores anônimos, pode-se dizer, obras seculares.

A principal característica da literatura medieval era a temática religiosa. A escrita dos textos e livros ficavam restritos aos integrantes do clero, monges e da nobreza, pois a maioria da população da época não sabia ler.

Assim como a literatura contemporânea, a literária medieval possui um complexo e rico ambiente de estudo que vai desde ao que é sagrado ao que é profano.

Características da Literatura Medieval

As principais características da literatura medieval são:

  • Temas religiosos em relação a vida de santos, moral cristão, a bíblia sagrada, existência de Deus, alma humana, interpretações da vida cotidiana sob a ótica religiosa, etc.
  • Teocentrismo: Deus no centro do mundo, e a grande influência da Igreja sobre a vida das pessoas.
  • Textos escrito em pergaminhos em latim.
  • Produção de livros feitos a mão e posteriormente reproduzidos pelos monges copistas.
  • Influência de filósofos gregos como Aristóteles e Platão.
  • Heroísmo, com os escritos sobre as guerras e batalhas, a partir do século XII. Época que se deu conflitos como “As Cruzadas” e o “Ciclo Arturiano”, com o famoso Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda.
  • Ilustrações com iluminuras, desenhos feitos nas margens das folhas.
  • Uso para fins educativos, por causa do analfabetismo extremo da população.
Iluminura, característico da literatura medieval
Iluminura do século XI representando o Papa Gregório I. (Foto: Wikipédia)

Contexto histórico da Literatura Medieval

O período da Idade Média se inicia com a queda do Império Romano em 476 até o ano de 1453 e com o Renascimento florentino, no final do século XV, marcada também pela tomada de Constantinopla pelos turcos.

O período da Idade Média também foi marcado pela religiosidade e pelo conceito do teocentrismo, por isso que as obras da literatura medieval são marcadas pela religião.

Além disso, se tratava de uma sociedade rural e autossuficiente com o formato do sistema feudal (feudalismo), em que a Igreja possuía grande poder sobre a vida dos senhores e dos vassalos.

Por ser uma época longa, a Idade Média foi dividida em dois períodos: Alta Idade Média e Baixa Idade Média.

Alta Idade Média

A Alta Idade Média compreende o período do século V ao século IX e foi marcado pelo feudalismo, com a estrutura social de senhorio e vassalaria, a Igreja Medieval, expansão dos germanos, dos francos e do islamismo. Além do Império Bizantino e o Sacro Império.

Baixa Idade Média

A Baixa Idade Média compreende o período do século X ao século XV, marcado pela crise na estrutura social de senhorio e vassalaria (sistema feudal), expansão do cristianismo, o renascimento urbano e comercial, as cruzadas e a formação das monarquias nacionais.

Literatura Medieval e o Trovadorismo

O Trovadorismo (1189-1418) foi o primeiro movimento literário da Língua Portuguesa e foi o que vigorou na Idade Média. Ele surgiu no século XII na região da Provença Francesa e depois se espalhou pela Europa.

Na Língua Portuguesa, o Trovadorismo foi iniciado com a publicação da Canção Ribeirinhas, de Paio soares de Taveirós.

O movimento recebeu esse nome por causa de Paio Soares de Taveiros, pois o trovador era seu principal personagem.

Por ser um período em que a escrita era pouco difundida, as composições dos trovadores eram transmitidas oralmente e muitas vezes cantadas, em que os jograis e as cantigas eram acompanhados por músicas, com instrumentos como alaúdes, violas e flautas.

O Trovadorismo tinha como produções a poesia e a prosa. A poesia trovadoresca é classificada em:

  • Poesia satírica: cantigas de escárnio e maldizer, com temática profanas e críticas sociais.
  • Poesia lírica: cantigas de amor e amigo, com temática amorosa.

As cantigas de mal dizer (Escárnio) tinham como características o humorismo, por meio da ironia, a acusação de alguém diretamente, a exploração do ridículo, a adoção ao escândalo, e a briga e a linguagem obscena.

A cantiga de amor tem como características:

  • Quem escreve é o namorado, o homem;
  • Fala sempre masculina;
  • Trata da mulher sempre por minha senhora, formosa, minha pastora;
  • Distancia-se da cantiga de amigos, pelo sentimento de amor;
  • Sempre há a presença da natureza por meio do sol, flores e pássaros.

A cantiga de amigo tem como características:

  • Autor se disfarça de mulher para queixar-se;
  • Fala sempre feminina;
  • A palavra “amigo” sempre está presente;
  • Presença de refrão (repetição de versos);
  • Inspirada na vida rural, normalmente trata da vida doméstica;
  • Destinada ao canto e dança.

A prosa trovadoresca era dividida em:

  • Novelas de cavalaria: se refere aos grandes feitos dos cavaleiros medievais nas batalhas e guerras. Também pode ser chamado de “romances de cavalaria”.
  • Crônicas: se refere às crônicas dos aspectos contemporâneos da história medieval cronologicamente. São crônicas de valor histórico.
  • Nobiliários: também chamado de “livros de linhagem”, se refere aos textos que contavam as histórias genealógicas nobres medievais.
  • Hagiografias: se refere às histórias de vida de santos, eram biografias de santos.

O Trovadorismo teve como principais autores: Paio Soares de Taveirós, Dom Dinis e Dom Duarte.

Humanismo

O Humanismo não é exatamente um movimento literário, mas uma fase de transição entre o Trovadorismo e o Classicismo.

Ou seja, o Humanismo está no período de transição em que termina a cultura medieval e se inicia a cultura clássica com a vinda do teatro popular, a prosa historiográfica e a poesia palaciana.

O Humanismo compreende o início da nomeação para cronista-mor da “Torre do Tombo”, Fernão Lopes, em 1418. E termina com o retorno do poeta Sá de Miranda da Itália, em 1527.

Nas produções do Humanismo estão em destaques: Gil Vicente com o teatro popular, conhecido como Teatro Vicentino, Fernão Lopes com a prosa historiográfica e das poesias palacianas que eram representadas nos palácios.

Escritores da Literatura Medieval

Entre os principais escritores da literatura medieval estão:

  • Boecio
  • Geoffrey Chaucer
  • Santo Agostinho
  • Giovanni Boccaccio
  • São Tomás de Aquino
  • Paio Soares de Taveirós
  • Dante Alighieri

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Lima, Cleane. Literatura Medieval; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/literatura-medieval >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 21:50.

Copiar referência

Outros Artigos de Língua Portuguesa

Trovadores apresentando em forma de cantiga o que foi escrito em seus textos com seus instrumentos.

Características do Trovadorismo

As características do Trovadorismo estão relacionadas com todas as particularidades […]

Chegada dos portugueses.

Características do Quinhentismo

As características do Quinhentismo, primeira manifestação literária do Brasil, estão […]

Características do Classicismo

As características do Classicismo eram baseadas na representação de elementos […]

Características do Arcadismo

As características do Arcadismo surgiram em meio ao período que […]