Luiz Inácio Lula da Silva

O metalúrgico nordestino que se tornou presidente do Brasil

Luiz Inácio Lula da Silva foi o 35° Presidente da República do Brasil, com mandato entre os anos de 2003 e 2011. Lula, como ficou conhecido mundialmente, era metalúrgico e sindicalista antes de alcançar o maior posto da política brasileira.

Biografia

Luiz Inácio Lula da Silva nasceu em Garanhuns, interior de Pernambuco, em 27 de outubro de 1945. Filho de Aristides Inácio da Silva e Eurídice Ferreira de Mello, Luiz Inácio da Silva, como foi registrado, é o sétimo dos oito filhos do casal.

Presidente Luiz Inacio Lula da Silva
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. (Foto: Wikipédia)

Assim como muitos nordestinos, a família de Lula se mudou para São Paulo em 1956, quando ele tinha apenas 11 anos. Aos 12 ele conseguiu o seu primeiro emprego, numa tinturaria. Já com 14 anos, ele tem a carteira de trabalho assinada pela primeira vez, trabalhando nos Armazéns Gerais Columbia.

Logo depois, Lula foi trabalhar na Fábrica de Parafusos Marte, onde conseguiu uma vaga no curso de torneiro mecânico oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Após três anos de curso, ele se formou metalúrgico. Em 1964, enquanto trabalhava, Lula esmagou o dedo em um torno mecânico. O acidente fez com que parte do seu dedo mínimo da mão esquerda fosse cortado

Depois de trabalhar em diversas fábricas, Lula ingressa nas Indústrias Villares, uma das principais metalúrgicas do país. A fábrica, localizada em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, foi a porta de entrada do ex-presidente no movimento sindical.

Em 1969 Lula foi eleito suplente na eleição para escolha da nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema. Em 1972 ele já consegue se eleger como primeiro-secretário, e em 1975 é eleito presidente, com 92% dos votos dos trabalhadores, e representando mais de 100 mil deles a partir daí.

Em 1978 Lula é reeleito para a presidência do sindicato e um ano depois comanda a greve de mais de 170 mil metalúrgicos que parou o ABC paulista. Preocupado com a falta de representação política para o trabalhador, Lula fundou em 10 de fevereiro de 1980 o Partido dos Trabalhadores (PT), junto com outros sindicalistas, pensadores, líderes de movimentos sociais, rurais e religiosos. Ainda em 1980, Lula foi preso por 31 dias junto com outros sindicalistas, em decorrência de uma nova greve dos metalúrgicos.

Não demorou, a partir daí, para Lula entrar para o cenário político do país. Em 1982 ele se candidatou ao governo do estado de São Paulo pelo PT, alcançando apenas 10,77% dos votos válidos, e ficando em 4° lugar. Em 1983 participa da fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), e em 1984 foi uma das maiores lideranças da campanha das Diretas Já.

Lula entra definitivamente para a política em 1986, quando é eleito o deputado federal mais votado do país, em São Paulo. Com o sucesso da última eleição, o PT lança Lula como candidato à Presidência da República em 1989. Lula perdeu a disputa no segundo turno para Fernando Collor. Lula fez ainda outras duas tentativas, em 1994 e 1998, sendo derrotado nas duas por Fernando Henrique Cardoso.

Finalmente, no dia 27 de outubro de 2002, Luiz Inácio Lula da Silva, junto com o vice José Alencar, é eleito Presidente, com mais de 52 milhões de votos. Esse número o tornou o segundo presidente mais votado do mundo.  Lula, com 57 anos à época, derrotou o candidato do PSDB, José Serra, no segundo turno do pleito. O ex-presidente foi reeleito em 2006, vencendo o também candidato do PSDB, Geraldo Alckmin.

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2011)

O governo Lula foi marcado pela melhoria da distribuição de renda, através da política de valorização do salário mínimo e da criação de programas sociais como o Bolsa Família e o Fome Zero, reconhecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) como programas eficientes na retirada do Brasil do mapa da fome. Durante o primeiro mandato do presidente, cerca de 7 milhões de brasileiros ascenderam para a classe média.

Durante os seus oito anos de governo, Luiz Inácio Lula da Silva comandou grandes transformações sociais e econômicas no país. O Produto Interno Bruto per capita foi triplicado, alcançando o grau de investimento. No cenário externo, Lula era um dos presidentes mais populares, estabelecendo relações com outros país e tendo grande representatividade no Mercosul e BRICS.

Com 83% dos brasileiros achando o governo bom ou ótimo, de acordo com o instituto Datafolha, Lula termina o seu período na presidência com aprovação recorde. Por conta da sua popularidade, o ex-presidente conseguiu eleger, na eleição de 2010, a sua então Chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Prêmios recebidos

Alguns prêmios e honrarias recebidos pelo ex-presidente são:

  • 33° pessoa mais poderosa do mundo, de acordo com a revista Forbes, em 2009;
  • Foi considerado o “homem do ano”, também em 2009, pelos jornais Le Monde e El País;
  • Recebeu o Prêmio pela paz Félix Houphouët-Boigny, concedido pela ONU, em 2008;
  • Condecorado como Campeão Mundial na Luta Contra a Fome e a Desnutrição Infantil pela ONU em 2010;
  • Recebeu o título de  doutor honoris causa pela Universidade Federal de Viçosa, Universidade de Coimbra (Portugal), Universidade Federal de Pernanbuco, Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal Rural de Pernambuco e Universidade Federal do ABC. Em 2011 recebeu esse prêmio da Fundação Sciences-Po da França, sendo o único latino-americano a receber a honraria.  

Candidatura em 2018

Em setembro de 2017, Luiz Inácio Lula da Silva saiu em caravana pelo Brasil, anunciando a sua candidatura como presidente da República, pelo PT.

Lula liderava as pesquisas com 33% das intenções de voto dos brasileiros, mas foi preso após investigações da Operação Lava Jato em abril de 2018, condenado em primeira instância a nove ano e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

Mesmo preso, Lula insistiu na candidatura, fazendo alianças com partidos importantes da esquerda, como o PCdoB e o PSB. Sua candidatura foi oficializada no dia 5 de agosto de 2018, tendo como seu vice na chapa o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

No dia 16 de agosto a procuradoria geral da República declarou a impugnação do candidato, de acordo com a Lei da Ficha Limpa, que não permite a candidatura de condenados em segunda estância. A campanha seguiu com Fernando Haddad candidato à presidência e Manuela d’Ávila, do PCdoB, sua vice. O Partido dos Trabalhadores perdeu a eleição para o candidato do PSL, Jair Bolsonaro.

Em fevereiro de 2019 Lula foi novamente condenado, agora a 12 anos e 11 meses de prisão.

Casamento e filhos

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi casado de 1969 a 1971 com Maria de Lurdes da Silva. Em 1974 se casou novamente com Marisa Letícia Rocco Casa, com quem permaneceu até 3 de fevereiro de 2017, data da morte da ex-primeira-dama. Após o casamento com Lula, Marisa adotou o nome de Marisa Letícia Lula da Silva. Lula tem cinco filhos: Marcos Cláudio, Lurian da Silva, Fábio Luís, Sandro Luís e Luís Cláudio.

Citações

Não vejo hipótese de alguém estar pessimista com o Brasil. Se tem uma febre, você não vai jogar fora a criança. Você vai cuidar da criança.

Tem gente que não gosta do meu otimismo, mas eu sou corintiano, católico, brasileiro e ainda sou presidente do país. Como eu poderia não ser otimista?

Ontem, o Brasil votou para mudar. O brasileiro votou sem medo de ser feliz, e a esperança venceu o medo. Se no final de meu mandato cada brasileiro puder comer três vezes ao dia, terei cumprido a missão de minha vida.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Pina, Cíntia. Luiz Inácio Lula da Silva; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/lula >. Acesso em 29 de outubro de 2019 às 08:09.

Copiar referência