Magnetismo

Estudo dos fenômenos magnéticos

Magnetismo é a denominação que se dá aos estudos dos fenômenos relacionados com as propriedades dos materiais que possuem força magnética, como a atração e a repulsão.

Os primeiros estudos do magnetismo ocorreram com Tales de Mileto, por volta do século VI. a. C., no entanto o avanço dos estudos nessa área se deu o século XIX.

Em 1873, James Clerk Maxwell avançou ainda mais com a teoria unificada do fenômeno elétrico e magnético chamado eletromagnetismo

Os materiais que possuem propriedade magnética, como os metais e os ímãs, apresentam um polo negativo e outro positivo. Essa propriedade é caracterizada pelas forças ou ligações dipolo, que são forças magnéticas divergentes denominadas polo norte e polo sul.

Os polos de mesma natureza se repelem, enquanto os polos opostos se atraem. Diferente dos polos elétricos que podem se separar, os polos magnéticos estão sempre presentes no mesmo corpo e não podem ser separados.

Quando se fala em magnetismo, é impossível não falar sobre imã. O imã é um material que apresenta em sua composição uma movimentação de elétrons contínua, de modo que consegue gerar um campo magnético na área que o cerca.

O imã pode ser encontrado na natureza, bem como pode ser produzido artificialmente. Os polos do ímã são inseparáveis e, mesmo quebrando o ímã ao meio, a cada novo pedaço irá originar novas polaridades opostas.

Propriedades do ímã

Um ímã é um objeto capaz de provocar um campo magnético à sua volta. Todo imã possui dois polos magnéticos, que são as duas áreas do corpo em que a força magnética atua com mais intensidade.

Ele pode ser encontrado na natureza, bem como pode ser artificial. Os ímãs naturais são feitos de minerais que possuem substancias magnéticas como minério de ferro (óxido de ferro).

Já os ímãs artificiais são aqueles feitos de materiais que não possuem propriedade magnética, mas que podem adquiri-la ao entrar em contato com um imã natural. A capacidade magnética dos imãs artificiais pode superar a dos imãs naturais.

Os ímãs artificiais se dividem em permanentes, temporais ou eletroímãs.

  • Permanente o imã permanente é produzido a partir de ferromagnéticos que são capazes de manter as propriedades magnéticas mesmo após a interrupção do processo de imantação.  
  • Temporal – o ímã temporal possui propriedades magnéticas somente durante o momento em que estiver sob ação de outro campo magnético. Eles são produzidos de materiais paramagnéticos.
  • Eletroímão eletroímã é um dispositivo formado por condutor por onde circula corrente elétrica e por um núcleo, geralmente, de ferro. As características do eletroímã dependem da passagem da corrente elétrica. No momento em que a passagem da corrente é interrompida, o campo magnético deixa de existir.
Magnetismo
Os ímãs atraem metais que respondem à magnetostática, entre eles o ferro, o níquel e o cobalto. (Foto: Pixabay)

Campo magnético

A força magnética é uma interação à distância que não necessita de contato. Assim, os fenômenos magnéticos são a associados à ideia de campo, tal qual os fenômenos elétricos.

O campo magnético é o espaço que um ímã gera ao seu redor. A interação do campo magnético se dá com outros ímãs, com as substâncias magnéticas e com correntes elétricas.

No Sistema Internacional (SI), o magnetismo é medido em tesla (T). A unidade de medida recebe esse nome em homenagem ao cientista croata Nikola Tesla, que realizou trabalhos relacionados à eletricidade e ao magnetismo. O magnetismo também é medido em gauss (G).

A equivalência entre o tesla e o gauss é: 1 T = 104 G

Força magnética

A força magnética é a força de atração ou de repulsão existente entre os objetos magnéticos. A força magnética pode ser calculada pela seguinte fórmula:

F = |q|. v. B. sen θ

Fluxo magnético

O fluxo magnético faz parte do campo magnético de um corpo. Através do fluxo magnético é possível entender como o objeto se comporta em uma área de atuação de uma força magnética.

Magnetismo terrestre

A terra possui propriedades magnéticas, pois o seu núcleo é formado uma liga de ferro e níquel. Dessa forma, a terra atua como um ímã. Isso significa que ela possui polos magnéticos, produz um campo magnético e exerce força magnética.

Vale ressaltar que os polos magnéticos da terra e os polos geográficos são inversos. Os polos magnéticos são determinados pelas propriedades magnéticas do globo terrestre, já os polos geográficos são uma convenção. Dessa forma, o polo sul magnético fica na direção do polo norte geográfico, e vice-versa.

Magnetismo no cotidiano

O magnetismo está presente em diversos objetos utilizados no dia a dia, principalmente, nos aparelhos tecnológicos. A partir do entendimento sobre o magnetismo foi possível desenvolver importantes tecnologias. Dentre as aplicações práticas do magnetismo, destacam-se:

  • Ressonância magnética – trata-se de um procedimento médico no qual uma máquina produz campos magnéticos que geram imagens do corpo do paciente. A ressonância magnética permite o diagnóstico desde fraturas até tumores no corpo humano.
  • Bússola – é um aparelho usado para localização que associa um ponteiro imantado a uma Rosa Dos Ventos. Através da bússola é possível identificar a localização em qualquer parte da terra, devido ao efeito do magnetismo terrestre. Portanto, quando o ponteiro da bussola aponta para o polo norte geográfico, consequentemente, está apontando para o sul magnético da terra.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

DIAS, Fabiana. Magnetismo; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/magnetismo >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 23:02.

Copiar referência

Outros Artigos de Física

Alicate feito com isolantes e condutores de energia.

Condutores e isolantes

Os materiais condutores e isolantes fazem parte do estudo da […]

Panela no fogão

Condução térmica

A condução térmica é o processo de transferência de calor […]

Modelo atômico.

Carga Elétrica

A carga elétrica é uma propriedade das partículas que estabelece […]

Capacitores

Associação de capacitores

A associação de capacitores é a combinação de vários capacitores […]