Max Weber

Considerado um dos criadores da Sociologia

Nascido em Erfurt, Reino da Prússia, em 21 de abril de 1864, Maximilian Karl Emil Weber, mundialmente conhecido como Max Weber, foi um intelectual, jurista, economista do século XIX, considerado um dos relevantes pensadores da sociologia moderna e responsável por ser, inclusive, um dos fundadores da Sociologia.

Max Weber
Max Weber é um dos pensadores considerado fundador da sociologia. (Foto: Wikipédia)

Com obras de destaque no ramo sociológico, também demonstrou conhecimento em áreas diversas como administração, economia, filosofia e direito, tendo ingressado na Universidade Humboldt de Berlim e, posteriormente, prestou serviços acadêmicos na Universidade de Freiburg, na Universidade de Heidelberg, na Universidade de Viena e na Universidade de Munique. 

Biografia de Max Weber

Max Weber foi o primeiro dentre sete filhos do advogado e político Max Weber e Helene Fallenstein, uma descendente de imigrantes franceses.

Seu irmão, Alfred Weber, quatro anos mais jovem que Max, também se tornou um sociólogo. Entretanto, os estudos sobre economia foram suas principais contribuições para sociedade.

Ainda jovem, no ano de 1882, Max matriculou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Heidelberg.

Dois anos depois voltou para casa dos pais e iniciou os estudos na Universidade de Berlim, onde, em 1889, alcançou o doutorado em Direito e em 1891 apresentou a tese. Ambas as teorias sobre economia e história do direito.

Logo após concluir os estudos na área jurídica, se destaca em pesquisa de cunho econômico e social para a associação fundada por economistas relacionados à Escola historicista alemã de economia.

No ano de 1893, casou-se com Mariane Schnitger, que mais tarde tornou-se uma feminista, estudiosa e divulgadora póstuma dos escritos do seu marido.

Um ano após casar, em 1894, foi nomeado professor de Economia das Universidades de Freiburg e de Heidelberg.

Apesar da rápida ascensão profissional no meio acadêmico, passou um período em depressão após a morte do seu pai, em 1897.

Entre 1898 e final de 1902 não realizou grandes feitos ou atividades regulares em virtude do luto e a doença psicossocial à qual foi submetido durante o luto.

Após curado, já no período da Primeira Guerra Mundial, atuou como diretor de hospitais militares e depois dos conflitos voltou a trabalhar no ramo acadêmico, além de ter coordenado o primeiro instituto universitário de sociologia na Alemanha.

Importantes contribuições de Max Weber

Os primeiros trabalhos de Max Weber estão relacionados aos escritos desenvolvidos durante a formação acadêmica ainda na universidade alemã.

Oficialmente, o primeiro estudo escrito foi sua tese de doutorado.  A história das companhias comerciais da idade média, uma análise dos fatores jurídicos aliado à história.

Na fase em que atuou lecionando, Weber dedicou-se também a estudar a sociedade através de contextos políticos e economia agrária, uma das suas especialidades.

Lecionando economia, ele discutiu sobre as principais correntes filosóficas da sua época.

Dentre elas estão a Escola Histórica de Economia, a Escola Marginalista, teoria mais debatida na Áustria e a Escola Marxista. 

Além de ter publicado um texto intitulado “A bolsa”, com o intuito de facilitar o entendimento sobre a estrutura do capitalismo financeiro.

Max Weber
Max Weber foi coordenador de hospitais na Primeira Guerra Mundial. (Foto: Wikipédia)

Os temais sociais bastante retratados nos estudos de Max Weber estão direcionados ás pesquisas realizadas na região leste do Rio Elba, ao analisar os movimentos migratórios de povos da Polônia em torno da fronteira da Alemanha.

O pesquisador falou sobre a imposição do capitalismo no ambiente agrário e suas consequências.

Durante uma aula inaugural apresentada em 1895, Max Weber exibiu a conclusão das pesquisas realizadas nesse contexto.

À época, ele constatou que o acelerado processo de modernização na Alemanha interferia de forma negativa nos procedimentos da sociedade da chamada aristocracia agrária.

Principais obras e escritos

Entre as principais obras de Max Weber, organizadas de forma cronológica, estão:

  • 1889: A história das companhias comerciais na idade média
  • 1891: O direito agrário romano e sua significação para o direito público e privado
  • 1895: O Estado Nacional e a Política Econômica
  • 1904: A objetividade do conhecimento na ciência política e na ciência social
  • 1904: A ética protestante e o espírito do capitalismo
  • 1905: A situação da democracia burguesa na Rússia
  • 1905: A transição da Rússia a um regime pseudoconstitucional
  • 1906: As seitas protestantes e o espírito do capitalismo
  • 1913: Sobre algumas categorias da sociologia compreensiva
  • 1917/1920: Ensaios Reunidos de Sociologia da Religião
  • 1917: Parlamento e Governo na Alemanha reordenada
  • 1917: A ciência como vocação
  • 1918: O sentido da neutralidade axiológica nas ciências políticas e sociais
  • 1918: Conferência sobre o Socialismo
  • 1910/1922: Economia e Sociedade

Max Weber e a sociedade: Sociologia Weberiana

Max entendia que uma das principais funções do sociólogo era compreender as ações sociais e a abrangências das suas causas e consequências.

Nesse sentido, suas indagações eram baseadas em comportamentos multicausais dos fenômenos que englobam a sociedade.

O pesquisador, de forma abrangente, buscou entender a sociedade a partir dos movimentos históricos, sociais e culturais que desencadeiam os contextos e a formação de identidade dos grupos sociais.

A denominada sociologia Weberiana tem o objetivo de compreender a rede de significados que permeiam a realidade em que o homem está inserido.

De acordo com Weber, a ciência faz parte do processo de racionalização da vida humana. Portanto, o intuito da sociologia seria a análise de uma realidade infinita e diversa.

O sociólogo enfatiza que o ser humano é levado a agir de maneiras diferentes, que podem ser caracterizadas como racionais e não-racionais.

Ação social racional com relação a fins: nesta tese, os atos são orientados com o objetivo específico. Existe uma relação bem definida ao realizar este tipo de ação.

Ação social racional com relação a valores: nesta tese, as ações humanadas estão diretamente relacionadas a valores morais, princípios intrínsecos aos seres humanos.

Morte

Max Weber tinha a pretensão de escrever obras adicionais sobre cristianismo e islamismo, entretanto, morreu logo após contrair gripe espanhola. Faleceu em Munique, no dia 14 de junho de 1920.

Deixou a obra Economia e Sociedade em andamento, sendo editado por sua esposa postumamente, publicado em 1922.

Encontra-se sepultado no Cemitério de Bergfriedhof de Heidelberg, em Baden-Wurttemberg na Alemanha.

Citações

O homem não teria alcançado o possível se, repetidas vezes, não tivesse tentado o impossível.

Neutro é quem já se decidiu pelo mais forte.

As pessoas raramente reconhecem as oportunidades da vida, porque muitas vezes elas estão disfarçadas de trabalho.

O homem é um animal amarrado a teias de significados que ele mesmo teceu.

Não é verdade que o bem pode seguir apenas o bem e o mal só o mal, mas muitas vezes o oposto é verdadeiro. Quem não vê isto, é de fato, um bebê de política.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Neves, Juliete. Max Weber; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/max-weber >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 14:33.

Copiar referência