Meiose

Processo de divisão celular dos organismos eucariontes

A meiose é o processo de divisão celular que ocorre em diferentes momentos do ciclo de vida. São eles: meiose pré-gamética, formação de gametas dos animais; meiose pré-espórica, produção de esporos em plantas; meiose pós-zigótica, após a formação do zigoto em grande parte dos fungos.  

Independente do ciclo de vida, a meiose resulta na redução do número de cromossomos para metade.

Nesse processo, a célula-mãe diploide (2n) dá origem a quatro células-filhas (três células-filhas no caso da oogénese) haploides (n), com metade do número de cromossomos da célula inicial.

Ciclos de vida

Os seres vivos eucariontes possuem diferentes tipos de ciclos de vida que asseguram a continuidade das variadas espécies de cada grupo. Aprenda o que significa cada uma:

  • Ciclo haplobionte haplonte (H, h) – muitos protistas e fungos só possuem células somáticas haploides. Nesses casos específicos, apenas o zigoto (formado pela união de gametas) é diploide. Este imediatamente passa por meiose para formar os esporos (células haploides) que darão origem a novos indivíduos por mitoses.
  • Ciclo haplobionte diplonte (H, d) – animais e alguns protistas possuem apenas células somáticas diploides. Assim, esses grupos possuem uma linhagem de células germinativas, que darão origem aos gametas por meiose.
  • Ciclo diplobionte (D, h+d) – os grupos de plantas vasculares, briófitos e algumas algas alternam as gerações entre indivíduos diploides, que produzem esporos por meiose, e indivíduos haploides que geram gametas por mitose.

Fases da meiose

Tal processo, acontece em três etapas:

  • Interfase: duplicação do material genético;
  • Meiose I (etapa reducional): redução pela metade no número de cromossomos;
  • Meiose II (etapa equacional): o número de cromossomos das células que se dividem é o mesmo das células que se formam.
etapas meiose
Etapas da meiose. (Foto: Wikipédia)

Interfase

Na interfase o material genético é duplicado e durante esse período acontece uma intensa atividade de que prepara a célula para divisão. A interfase, por sua vez, é subdivida em três etapas: intervalo G1, período S e intervalo G2.

Na interfase, a célula produz organelas e proteínas; o material genético é duplicado, dando origem cromátides-irmãs. Cada cromátide representa um dos filamentos de DNA gerado durante a duplicação.

Meiose I

Essa primeira etapa subdivide-se em prófase I, metáfase I, anáfase I e telófase I. Confira o que acontece em cada uma delas:

Prófase I – em resumo, nessa etapa acontece a condensação dos cromossomos; o desaparecimento temporário da carioteca; consequentemente o sumiço do nucléolo e a duplicação dos centríolos para os polos da célula.

Nesse momento também ocorre o crossing-over, ou seja, a troca de pedaços (permutação de genes) entre cromossomos homólogos. Por ser uma fase extensa, tais eventos da prófase I foram subdivididos em etapas:

  1. Leptóteno;
  2. Zigóteno;
  3. Paquíteno;
  4. Diplóteno;
  5. Diacenese.

Metáfase I – ocorre o pareamento dos cromossomos homólogos, que se organizam no plano equatorial da célula. Como os centrômeros do cromossomo homólogos se ligam às fibras que emergem de centríolos opostos, consequentemente cada componente do par será puxado em direções opostas.

Anáfase I – os cromossomos migram em direção aos polos da célula. Diferente do que ocorre na mitose, na meiose as cromátides irmãs não se separam, mas há o afastamento dos pares homólogos duplicados.

Telófase I – nessa etapa, os cromossomos se descondensam, a carioteca e o nucléolo começam a se organizar, ocorre também a divisão do citoplasma (citocinese). Dessa forma, surgem duas novas células haploides, que marcam o fim da meiose I.

Meiose II

Na segunda etapa acontece processos semelhantes aos da mitose. A meiose II é subdivida em quatro etapas: prófase II, metáfase II, anáfase II e telófase II. Confira o que acontece em cada uma delas: 

Prófase II – nesse curto período, os cromossomos descondensados na telófase I tornam-se mais condensados. Acontece também o desaparecimento da membrana nuclear e formação do fuso acromático.

Metáfase II – os cromossomos ficam arrumados com os centrômeros no plano equatorial e com as cromátides voltadas para seu polo, cada uma delas ligadas às fibras do fuso.

Anáfase II – antes unidas, as duas cromátides-irmãs se separam e passam a compor dois cromossomos independentes, que são puxados pelas fibras do fuso para os polos opostos.

Telófase II – a última fase é marcada por vários acontecimentos: as cromátides-irmãs se separam, os cromossomos se descondensam, o fuso acromático se desfaz, a carioteca surge novamente ao redor de cada lote cromossômico e, consequentemente os nucléolos reaparecem. 

Novamente na citocinese, o citoplasma se divide formando duas células-filhas. Lembrando que, na telófase I duas células filhas foram formadas e cada uma seguiu para telófase II. Deste modo, ao final da telófase II são formadas quatro células-filhas provenientes de uma célula-mãe.

Principais diferenças entre mitose e meiose

Semelhantes em algumas etapas, os processos de reprodução celular da meiose e mitose são importes para compreender uma das características elementares dos seres vivos: a reprodução Confira abaixo as principais diferenças entre eles:

  Mitose Meiose
Organismos contemplados Todos Seres humanos, animais, plantas e fungos
Célula em que ocorre Células somáticas Células sexuais
Tipo de reprodução Assexuada Sexuada
Células geradas 2 células-filhas diploides (2n) Células-filhas haploides (n)
Composição do DNA Células-filhas são iguais e com o mesmo DNA que a mãe Células-filhas possuem ¼ do DNA da mãe
Cruzamento genético Nenhuma recombinação ou cruzamento ocorre Ocorre recombinação pelo processo de cruzamento
Quantidade de divisões Uma Duas

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

CAIUSCA, Alana. Meiose; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/meiose >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 17:50.

Copiar referência

Outros Artigos de Biologia

Celoma

O Celoma tem origem do latim “cele” que significa “cavidade”. […]

Cavalo Marinho

O Cavalo Marinho é da espécie do Hippocampus, um gênero […]

Cavalo

O Cavalo é um animal mamífero que pertence a um […]

Caule

O Caule é o órgão que conduz as seivas das […]