Orixás do Brasil

Divindades de origem africana

Os orixás do Brasil são deuses de origem africana que estão atrelados às forças da natureza (água, ar, fogo e terra). Essas energias são capazes de movimentar o universo e os destinos.

Cada um deles possui histórias, personalidades e o domínio sobre algum elemento da natureza. Assim como os seres humanos, compartilham de sentimentos como raiva, paixão, amor, ciúmes, etc. Além disso, demandam de sistemas específicos de adoração, que envolve vestimentas, rezas, comidas, ambientes e horários.

Os orixás controlam o axé – um tipo de energia responsável pelo poder e a vida. A morada espiritual é chamada de orum, e o espaço terreno de aiyê. O pai de todos eles é Oxalá, o senhor do nascimento e criatividade. Alguns viveram e morreram na terra, como Xangô, Ogum e Oxóssi, outros apenas fizeram parte da criação.

Orixás do Brasil: sincretismo

Durante muito tempo o culto às religiões de matriz africana foram proibidas no Brasil. Os seguidores precisaram associar os orixás aos santos católicos – uma tentativa de burlar a doutrinação cristã. No sincretismo Oxóssi é chamado de São Jorge, Ogum de Santo Antônio, e os Ibejis de Cosme e Damião. 

Os orixás do Brasil pertencem ao Candomblé – religião afro-brasileira que homenageia, na forma de rituais, seus deuses supremos. Os cultos são separados em IfáEgungun, Vodun e Nkisi. Cada templo tem seu orixá de frente, aquele que cuida da casa e dos seguidores. Os ialorixás ou babalorixás cuidam da parte física dos terreiros.

Os sacrifícios e oferendas são formas de conexão com essas divindades. Cada um tem sua própria linguagem, formadas por palavras em ioruba. Para saber as vontades dos orixás, mães e pais de santo consultam objetos sagrados.

Representação dos orixás do Brasil
Obras do escultor Tati Moreno no Dique do Tororó, em Salvador. (Foto: Wimedia Commons)

Orixás do Brasil

Ainda não é possível estipular todos os orixás do Brasil e seus subordinados (algumas vertentes chamam de escravos), pois em cada tribo africana que chegou ao país por meio da escravidão tinham denominações diferentes.

Oxalá

O mais poderoso de todas as divindades. É o pai da humanidade e dos orixás, o responsável pela criação. Ele se manifesta na forma de jovem guerreiro ou de um velho sábio.

  • Cor: branco
  • Dia: sexta-feira
  • Elemento: ar
  • Saudação: “epa bàbá”

Exu

A divindade da comunicação e equilíbrio. É o que mais se assemelha aos humanos, pois não é completamente bom ou ruim. Além disso, tem o poder de provocar a paz e/ ou o caos. Nas cerimonias é o primeiro a receber as oferendas. O Cristianismo costuma associar sua imagem ao demônio.

  • Cor: vermelho e preto
  • Dia: segunda-feira
  • Elemento: terra e fogo
  • Saudação: “laroiê”

Ogum

O orixá da guerra e tecnologia. Na História da África é orixá dos caçadores, dos homens corajosos e destemidos. Foi sincretizado como Santo Antônio pelos baianos, e de São Jorge pelos cariocas. 

  • Cor: verde, azul escuro e vermelho
  • Dia: terça-feira
  • Elemento: terra (matas e estradas) e fogo
  • Saudação: “Ògún ieé”

Omulu ou Obaluaiye

Divindade que controla a terra, o sol e as doenças. Tem o poder de criar e curar epidemias, por isso é o protetor dos enfermos. No sincretismo são os santos São Roque e São Lázaro.

  • Cor: preto, branco e vermelho
  • Dia: segunda-feira
  • Elemento: terra e fogo das profundezas
  • Saudação: “Atotô”

Xangô

O orixá dos trovões, tempestades e justiça. É visto como um guerreiro violento e vaidoso. No sincretismo religioso aparece na figura de São Jerônimo.

  • Cor: vermelho, marrom e branco
  • Dia: quarta-feira
  • Elemento: fogo e terra (rochas)
  • Saudação: “Kao Kabiesilê”

Oya ou Iansã

Sincretizada como Santa Bárbara, é a divindade dos ventos, tempestades e coragem. Também domina os raios e espíritos.

  • Cor: Coral, vermelho e rosa
  • Dia: quarta-feira
  • Elemento: ar e fogo
  • Saudação: “Epahei Oyá”

Oxóssi

Filho de Iemanjá e dois pais, Ogum e Exu, é o orixá da caça e protetor das florestas e animais. Rei da nação Ketu do candomblé, remete a fartura, e a propagação do conhecimento.

  • Cor: azul turquesa
  • Dia: quinta-feira
  • Elemento: terra
  • Saudação: “Okê aro”

Nanã

Orixá dos pântanos, águas profundas e nevoeiros. É a mais velha entre todos, sendo considerada a mãe da morte e protetora dos segredos. Também é encarregada de projetar  o corpo humano. 

  • Cor: branco e roxo
  • Dia: terça-feira
  • Elemento: terra e água
  • Saudação: “Salubá”

Iemanjá

Assim como Oxalá é o pai, Iemanjá é a mãe de todos os orixás. Ela é a senhora dos mares e oceanos, e protetora dos pescadores.

É associada a imagem de Nossa Senhora da Conceição. Na Bahia, o dia em sua homenagem é 2 de fevereiro. Já no Rio de Janeiro, 31 de dezembro.

  • Cor: branco, prata, azul e rosa
  • Dia: sábado
  • Elemento: água
  • Saudação: “Erù-Iyá, Odó-Iyá”

Oxum

Rainha das águas doces (rios, cachoeiras, nascentes e lagos), sexualidade e beleza. É vista como delicada, mas poderosa. No sincretismo religioso aparece como Nossa Senhora Aparecida.

  • Cor: amarelo e dourado
  • Dia: sábado
  • Elemento: água doce
  • Saudação: “Òóré Yéyé ó”

Oxumarê

Divindade em forma de serpente, domina o arco-íris, a natureza, os anos, a sucessão dos dias, o movimento e a continuidade. No sincretismo é ligado à figura de São Bartolomeu.

  • Cor: amarelo, verde e preto
  • Dia: terça-feira
  • Elemento: céu e terra
  • Saudação: “A Run Boboi”

Ossain

Senhor das matas e do poder das folhas. É conhecedor de toda a energia de cura das plantas. Na Igreja Católica é representado como São Benedito.

  • Cor: verde e branco
  • Dia: quinta-feira
  • Elemento: terra (florestas e plantas)
  • Saudação: “Ewé ó”

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

SANTOS, Thamires. Orixás do Brasil; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/orixas-do-brasil >. Acesso em 30 de janeiro de 2020 às 01:52.

Copiar referência

Outros Artigos de Religião

Dez Pragas do Egito 7

Dez Pragas do Egito

As Dez Pragas do Egito foram dez desastres que ocorreram […]

catolicismo

Catolicismo

O catolicismo é uma religião cristã que se tornou oficial […]

Sincretismo e Religiões Afro-brasileiras

O sincretismo é definido como a fusão de várias religiões. […]

Igreja Ortodoxa

Igreja Ortodoxa

A Igreja Ortodoxa reúne a segunda maior comunidade cristã do […]