Pedogênese

Processo que forma os tipos de solos

Pedogênese é o fenômeno que classifica o processo pelo qual o solo é formado a partir da degradação e composição das rochas e da junção de materiais orgânicos de origem animal e vegetal.

A origem do solo é estudada por meio da pedologia, ciência responsável pelo estudo das rochas. Ao passar pelo processo de erosão, as rochas formam diferentes tipos de solo.

Mecanismos da pedogênese

Ao entrar em contato com a atmosfera, as rochas sofrem alterações em sua composição química e características físicas, em razão da ação do calor do sol, da água da chuva, dos ventos e outras causas ambientais.

Em decorrência disso, a formação do solo ocorre através de dois principais mecanismos: o intemperismo químico (decomposição) e o intemperismo físico (desagregação). Em ambos os processos as rochas passam por uma alteração e transformam-se em pequenos fragmentos.

A decomposição desses elementos forma um material solto, que é o solo, servindo de habitat natural para microrganismos, plantas e pequenos animais. Os responsáveis por essas etapas de modificação diferenciam-se apenas em função dos agentes transformadores.

Intemperismo químico

Uma grande característica desse processo na pedogênese são os estados físicos da água, como o vapor e o gelo. Esse tipo de intemperismo é mais influente em regiões úmidas, onde as chuvas acontecem com mais frequência e as reações químicas de maneira mais natural.

Os solos do intemperismo químico dão mais profundidade, pois eles são largos e bem feitos. No território brasileiro esses solos são encontrados em áreas mais litorâneas e na Amazônia.

Intemperismo físico

Mecanismo pelo qual as rochas se degradam por ação de agentes externos, como a temperatura e a pressão. Esse procedimento costuma acontecer em regiões onde o clima é mais quente como, por exemplo, na área semiárida do sertão pernambucano.

Os maiores agentes modificadores do intemperismo físico são o calor e a pressão, além do peso que algumas camadas exercem sobre a rocha. Os solos desse processo são mais jovens e, por isso, menos profundos.

Diante disso, a ação de processos químicos, físicos e biológicos vai dando forma ao solo, que se organiza numa sequência de camadas de diferentes aspectos e composições, além de ser muito importante para a vida dos seres vivos.

Ao cortar a estrutura do solo, é possível observar que existem diferentes camadas. Essas camadas sobrepostas recebem o nome de horizontes do solo e o conjunto de horizontes, por sua vez, dá origem ao perfil do solo.

Quando o solo é bem desenvolvido, ele apresenta pelo menos 4 tipos de horizontes. Eles se classificam em:

  • Horizonte O: divide a camada de organismos em duas partes. Na parte mais superficial, é encontrada materiais orgânicos, a exemplo das folhas e animais mortos. Na outra metade encontra-se os húmus, material já descomposto que torna o solo fértil.Em razão disso, quanto maior a quantidade de húmus, mais apropriado para o plantio é o solo;
  • Horizonte A: na pedogênese, essa região é a mais transformada, pois recebe bastante influência do meio externo e de microrganismos originários de outros horizontes;
  • Horizonte B: dentro da pedogênese, esse horizonte é considerado a parcela mais pura de todo o perfil do solo, pois ele é a degradação propriamente dita, ou seja, não sofre com nenhum tipo de intemperismo. Esse horizonte também é muito usado para os estudos no solo;
  • Horizonte C: este é o horizonte intermediário, pois está localizado entre o solo e a rocha. Além de ser conhecido como “saprolito”, ele é chamado de rocha podre pelo fato de parecer duro.  Quando está em processo de decomposição, ele se desmancha facilmente.
Solo da Pedogênese
Camadas do solo (Foto: Wikimedia)

Agentes transformadores do solo

Embora os maiores resultados da formação do solo sejam alcançados por meio dos intemperismos, a pedogênese também é influenciada pela ação de outros fatores naturais, que propiciam a formação de um solo bem desenvolvido, a exemplo do relevo, do clima e do tempo cronológico.

  • Relevo: o relevo influencia o processo de entrega das águas das chuvas. Se por alguma razão o relevo for desigual, a distribuição do líquido será feita de forma diferente, atingindo as áreas mais baixas e côncavas. Por proporcionarem maior intensidade de luz e calor, os raios solares também influenciam no processo de pedogênese;
  • Clima: a umidade e a variação de temperatura influenciam diretamente na intensidade e na velocidade da formação dos solos, assim como na distribuição de matéria orgânica e de minerais para os perfis dos solos. Em regiões de clima quente e úmido, as ações dos intemperismos acontecem de forma mais rápida e intensa, uma vez que o aumento da temperatura acelera a velocidade das reações químicas. Além disso, elas provocam a decomposição das rochas e consequentemente a pedogênese.
  • Tempo cronológico: o tempo que o solo fica exposto à atmosfera determina a sua maturidade. Os solos mais velhos, em sua maioria, são mais profundos que os solos mais novos.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

MENDONÇA, Camila. Pedogênese; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/pedogenese >. Acesso em 28 de outubro de 2019 às 14:39.

Copiar referência

Outros Artigos de Geografia

As Cataratas do Iguaçu é uma das mais exuberantes belezas naturais da bacia Platina.

Bacia Platina

A Bacia Platina, também chamada de bacia do rio da […]

A bandeira do Chile representa o país internacionalmente.

Bandeira do Chile

A Bandeira do Chile possui duas listras de igual tamanho, […]

Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste

A Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste está entre as doze […]

A folha de bordo compõe a bandeira do Canadá.

Bandeira do Canadá

A Bandeira do Canadá é formada por uma tribanda de […]