Pintura

Forma de arte e expressão cultural contemporânea

A pintura é a técnica de colocar cor em uma superfície, seja ela o papel, uma tela ou uma parede.

Ela pode ser considerada uma manifestação artística e faz parte da cultura e da história da humanidade ao longo dos séculos.

Veja o vídeo:

Surgimento da pintura

A arte rupestre foi uma das primeiras formas que os homens encontraram para expor o seu modo de vida e deixar vestígios da sua existência para a posteridade. Eles demonstravam nas pinturas a realidade do seu cotidiano e os seus sonhos, além dos elementos da natureza e da caça.

A pintura era caracterizada por ser, em sua maioria, zoomórfica (representação de animais), antropomórfica (representando as figuras humanas) e pelos símbolos, que não possuíam sentido claro.

Apesar de não ter se desenvolvido tanto no período clássico, onde predominava a escultura grega, a pintura foi também uma das principais maneiras encontradas pelos povos medievais para expressarem a sua arte.

Como não existia tinta, lápis ou qualquer material próprio para a pintura na época, os desenhos eram feitos com ossos de animais, sangue, carvão e outras pedras.

No Brasil, é possível encontrar esse tipo de arte em diversas cidades, mas alguns sítios são mais famosos. Veja alguns deles:

  • Itacoatiaras do Rio Ingá (Paraíba)
  • Parque Nacional Serra da Capivara (Piauí)
  • Ilha do Campeche (Santa Catarina)
  • Xiquexique 1, Xiquexique 2 e Xiquexique 4 (Rio Grande do Norte)
  • Serra das Paridas (Bahia)
pintura rupestre
Pintura rupestre encontrada no interior do país. (Foto: Flickr)

Por conta dos avanços da Revolução Industrial, a partir do século XIX a técnica de reprodução de imagens começou a crescer. Surgiu a fotografia, gerando uma crise entre os pintores de cavalete, que ganhavam a vida fazendo a representação de imagens.

No século XX ela retoma ao cenário cultural, através das exposições de arte. Com o surgimento da arte moderna e das novas tecnologias, os pintores precisaram se adaptar à um novo mercado, que exigia deles novas formas de representação. Surgiram então as pinturas associadas à fotografia, à computação gráfica e ao desenho, por exemplo.

Movimentos como o Romantismo, Abstracionismo, o Cubismo e o Surrealismo revelaram grandes nomes da pintura mundial.

Tipos de pintura

Por poder ser feita em quase todas as superfícies, além de ser manual ou digital, existem diferentes tipos de pintura e de técnicas para pintar. Veja algumas delas:

  • A óleo: essa técnica foi usada no século V por chineses e indianos, mas ganhou força a partir do século XV. Ela pode ser usada em quase todos os estilos e texturas.
  • Aquarela: é feita geralmente no papel, e a tinta é misturada com água. Por isso o nome aquarela (tintas diluídas na água).
  • Acrílica: possui secagem rápida, solúvel na água, mas quando pronta, fica resistente à água. São geralmente utilizadas em esculturas e molduras. 
  • Digital: a arte é feita em matérias digitais, como computador ou celular. A vantagem é que nesses dispositivos o pintor não fica exposto às tintas.

Outras formas de pintura são: afresco, guache, esmalte, pulverização, etc.

Além dos tipos, existem também diferentes estilos. No estilo ocidental, encontra-se o modernismo, o cubismo, o surrealismo, o expressionismo, o impressionismo e o abstrato. No oriental, são as pinturas chinesa, japonesa e indiana.

Grandes obras

Quando se pensa em uma grande obra da pintura mundial, uma das primeiras que surgem na cabeça é a “Mona Lisa”, de Leonardo da Vinci. A obra foi concluída em 1517 e o seu sorriso enigmático é a grande atração. Atualmente o quadro fica exposto no museu do Louvre, em Paris.

Mona Lisa
Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, uma das principais pinturas existentes. (Foto: Wikipédia)

Outro quadro bastante famoso é “A persistência da memória”, de Salvador Dalí. Pintado em apenas algumas horas, a obra é de 1931. Atualmente se encontra em um museu de Nova Iorque.

Pintura de Salvador Dalí
A Persistência da Memória, de Salvador Dalí. (Foto: Flickr)

A obra “O grito” é do norueguês Edvard Munch, e tem quatro versões. Uma foi pintada em óleo, outra em tempera, uma em pastel e uma litografia. A primeira delas é de 1893.

Um dos quadros está na Galeria Nacional de Oslo, na Noruega. Outros dois estão no Museu Munch, também na Noruega. Uma das versões foi vendida em um leilão por mais de US$ 119 milhões.

Pintura O Grito
O Grito, de Munch. (Foto: Wikimedia Commons)

Uma das obras mais famosas do mundo, “A última ceia”, de Leonardo da Vinci, é um quadro polêmico, pintado entre os anos de 1495 e 1498. Ele retrata a imagem da última ceia de Jesus Cristo com os seus discípulos. A cena é debatida até os dias atuais.

A tela se encontra hoje em Santa Maria delle Grazie, em Milão, na Itália.

A Última Ceia
A última ceia, de Da Vinci. (Foto: Pixabay)

A pintura no Brasil

Abaporu
Um dos quadros mais famosos da pintura brasileira, o Abaporu. (Foto: Flickr)

No Brasil, a pintura surgiu como um dos primeiros registros do país. As imagens da natureza e dos povos indígenas que habitavam a região eram realizadas pelos exploradores europeus após o Descobrimento.

Os índios que habitavam o Brasil já realizavam essa arte. Eles pintavam os seus corpos, paredes e objetos. Apesar de já serem pioneiros na arte, o que predominava no país era a cultura europeia, trazida pelos missionários portugueses.

A partir do século XVII, a pintura brasileira já iniciava um avanço considerável. Ela se destacava inicialmente no litoral do país, e teve a sua primeira ascensão com o Barroco, que se sobressaia com a pintura de igrejas e santos católicos.

Já na segunda metade do século XIX, com o surgimento da Academia de Belas Artes, ganhou notoriedade um movimento cultural muito importante na história do país, o Modernismo.  Ele começou a trazer a brasilidade para a pintura, fazendo com que ela ficasse conhecida também no exterior.

Nessa época se consagraram grandes pintores brasileiros, como Tarsila do Amaral, pintora do Abaporu, que gerou grande repercussão no mundo artístico com a sua obra. Destacaram-se também Di Cavalcanti, Anita Malfatti, Vicente do Rego Monteiro e John Graz.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Pina, Cíntia. Pintura; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/pintura >. Acesso em 07 de dezembro de 2019 às 02:46.

Copiar referência

Outros Artigos de Artes

Monumento à Terceira Internacional.

Construtivismo nas artes

O construtivismo nas artes está relacionado com o movimento artístico […]

A Commedia dell’arte fazia a utilização do humor e críticas à sociedade em palcos improvisados.

Commedia Dell’Arte

A Commedia Dell’Arte iniciou-se a partir do início do século […]

Circo armado

Circo

O circo é o lugar onde acontecem expressões artísticas que […]

características das cores matiz

Características das Cores

As características das cores podem ser descritas como matiz, tonalidade […]