Símbolos do Natal

Representações de uma tradição milenar

Os símbolos do Natal são elementos que carregam significados e fazem parte de uma tradição milenar. Quando vistos nas ruas e casas é sinônimo de que o fim do ano se aproxima. 

Popularmente, o Natal é conhecido por representar o nascimento de Jesus Cristo. No entanto, também está relacionado com o calendário agrícola e à fertilidade do solo. Essa é uma história menos lembrada do que a anterior.

 Conta-se que o Natal tem origem antes do nascimento de Jesus, iniciando-se no paganismo. Surgiu na época do solstício de inverno, quando os pagãos comemoravam a fertilidade do solo e a manutenção do ciclo da natureza.

No cristianismo a comemoração deu-se por volta do século IV, quando o imperador Constantino deu fim à perseguição contra os cristãos. No final do mesmo século a Igreja católica ganhou poder e passou a perseguir os pagãos que comemoravam a festividade de forma diferente.

Desde a Antiguidade o Natal é uma data em que comemora-se o nascimento de Jesus Cristo. No entanto, era celebrado em várias datas diferentes. Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial. 

As antigas comemorações duravam até 12 dias, mesmo tempo que os três reis magos levaram para chegar até a cidade de Belém, onde estava Jesus. Atualmente, as celebrações são acompanhadas por vários símbolos do Natal.

Principais símbolos do Natal

Árvore

Um dos principais símbolos do Natal é a árvore. Ela é repleta de significados e interpretações. Sua origem é contada a partir de diversas versões, mas registra-se que a primeira árvore de Natal surgiu no norte da Europa, no século XVI. Contudo, a tradição começou, de fato, no século XVII com o líder do luteranismo na Alemanha.

O pinheiro recebe bolas, fitas, luzes e outros enfeites. Essa espécie foi escolhida porque consegue manter suas folhas verdes mesmo durante o inverno. Assim, simboliza a resistência. Para algumas crenças o fato do pinheiro crescer em direção ao céu representa a conexão do homem com o divino. Também pela capacidade de conseguir reerguer-se ficou conhecido como símbolo de ressurreição.

A árvore é enfeitada com diversos elementos que também apresentam significados. A bola representa os frutos, as luzes equivalem às estrelas do céu e a estrela maior, geralmente localizada no topo, simboliza a estrela-guia.

Árvore de Natal
O pinheiro é a espécie representada nas árvores de Natal. (Foto: Pixabay)

Ceia

A ceia é um momento de confraternização e remete a chegada de Jesus na vida de cada um. Também traz a concepção judaica da fé em torno da mesa.

Símbolos do natal Ceia
A ceia natalina é uma tradição que reúne família e amigos. (Foto: Public Domain Pictures)

Guirlanda

As guirlandas são de origem romana e representam as boas-vindas, por isso são penduradas nas portas das casas. Significam o amor e o renascimento de Jesus nos homens.

Em alguns países a guirlanda equivale à Coroa do Advento, símbolo que lembra a própria guirlanda mas recebe velas na decoração.

Guirlanda simboliza boas-vindas. (Foto: Pixabay)

Panetone

É um tipo de pão que surgiu na Itália, no século XV. Sua forma lembra a cúpula de uma igreja e isso tem a ver com uma das diversas versões contadas. Em um dos contos, um jovem aprendiz de padeiro, chamado Toni, era apaixonado pela filha do dono da padaria em que trabalhava e queria pedir a mão da moça em namoro.

Para agradar ao futuro sogro,  inventou uma receita em que misturou frutas cristalizadas e uvas passas. A ideia deu certo e o pão começou a ser comercializado na padaria e, posteriormente, espalhou-se pela Itália.

Acredita-se que a chegada do panetone no Brasil tenha ocorrido no período do avanço das navegações e das imigrações,  que ocorreram no século XIX.

Outra versão da origem do panetone que também é muito aceita conta que um padeiro italiano chamado Toni estava fazendo as encomendas na véspera de Natal, mas estava tão cansado que errou uma das receitas. Desse equívoco surgiu o “pão de Toni”, o tradicional panetone com frutas cristalizadas.

Símbolos do natal panetone
Panetone é um pão tradicional nas ceias. (Foto: Pixabay)

Peru

O peru é um dos alimentos que não podem faltar na ceia natalina. Entre os  símbolos do Natal, representa a fartura, visto que é um animal robusto. A tradição de comer o peru na ceia começou nos Estados Unidos, onde essa ave é muito consumida no Dia de Ação de Graças.

Conta-se que antigamente o peru era dado como prêmio entre as tribos que conquistavam novos territórios. 

Símbolos do natal peru
Peru é um alimento de consumo tradicional na ceia natalina. (Foto: Flickr)

Presentes

Para algumas pessoas a troca de presentes no Natal é um ato simplesmente comercial. Para outras, é tão importante quanto a ceia.

O costume da entrega de lembranças surgiu a partir da ação dos três reis magos, que presentearam Jesus com ouro (simboliza a realeza), incenso (representa a divindade) e mirra (considera os aspectos humanos de Jesus).

Também há pessoas que acreditam que a troca de presentes na noite do Natal é um entrega simbólica para o próprio  Jesus Cristo. Outro ponto considerado é a confraternização, concretizando o significado do Papai Noel.

Presentes natalinos
Troca de presentes é um símbolo afetuoso do Natal. (Foto: Pixabay)

Papai Noel

A figura lendária do Papai Noel é um dos símbolos do Natal mais polêmicos. Algumas religiões acreditam que essa tradição desvia o verdadeiro propósito da festa . Para outras pessoas, o Papai Noel é uma mentira elaborada que não deve ser contada para as crianças. Tem, ainda, quem critique alegando que foi criado com intenções comerciais.

Conta-se que o Papai Noel surgiu inspirado em um bispo chamado São Nicolau, reconhecido como santo pela igreja. Ele tinha o hábito de lançar moedas pela chaminé das casas necessitadas.

Outra versão diz que a tradição vem de origens germânicas e nórdicas. O protestantismo, que buscava um simbolismo diferente da comemoração da Igreja Católica, utilizou o personagem pela primeira vez.

Atualmente, sua figura faz referência ao “bom velhinho” rechonchudo com barba branca, trajado de roupa vermelha. No imaginário popular, ele conta com a ajuda de duendes, gnomos e renas para entregar presentes para as crianças que se comportaram bem durante o ano.

Papai noel
Papai Noel é um dos principais símbolos do Natal. (Foto: Wikimedia)

Curiosidade: a figura do papai Noel dos dias atuais foi criada pelo  núcleo da The Coca Cola Company e difundiu-se por meio da publicidade natalina do ano de 1920.  

A própria empresa explica essa versão em seu site, destacando que os executivo da agência D’Arcy, Archie Lee, queria uma campanha que mostrasse um Papai Noel saudável, realista e simbólico.

O ilustrador Haddon Sundblom ficou encarregado de desenvolver imagens que mostrassem essas características, inspirando-se no poema “A visit from St. Nicholas” (“Antes da véspera de Natal”), de Clement Clark Moore.

Entre os anos de 1931 a 1964, a publicidade da Coca-Cola mostrou o Papai Noel entregando brinquedos e parando para ler uma carta enquanto tomava um refrigerante da marca. A imagem tornou-se popular e é utilizada como referência até hoje.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Chérolet, Brenda. Símbolos do Natal; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/simbolos-do-natal >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 22:06.

Copiar referência

Outros Artigos de Religião

Dez Pragas do Egito 7

Dez Pragas do Egito

As Dez Pragas do Egito foram dez desastres que ocorreram […]

catolicismo

Catolicismo

O catolicismo é uma religião cristã que se tornou oficial […]

Sincretismo e Religiões Afro-brasileiras

O sincretismo é definido como a fusão de várias religiões. […]

Igreja Ortodoxa

Igreja Ortodoxa

A Igreja Ortodoxa reúne a segunda maior comunidade cristã do […]