Síntese

Descrição abreviada de um texto

A síntese é uma forma de trazer, em um texto mais resumido, as partes mais relevantes de um outro texto maior.

Muito usados nos textos acadêmicos, os gêneros textuais podem apresentar algumas dúvidas em quem precisa desenvolvê-los, pois cada um apresenta uma peculiaridade. Ou seja, cada um tem a sua finalidade e as suas características.

Uma dúvida muito comum para quem precisa fazer produção de textos é a seguinte: síntese, resumo, resenha, fichamento e sinopse, são a mesma coisa?

Síntese
Não confunda a síntese com outros gêneros textuais. (Foto: Shutterstock)

O que é uma síntese?

Fazer uma síntese significa fazer um apanhado geral do que foi dito pelo autor no texto, e destacar os seus pontos principais.

Ela apresenta de forma mais focada a intenção do autor com a obra. Na síntese, só é colocado aquilo de maior importância, e o que não for importante, pode ficar fora do texto.

As sínteses podem ser de três tipos:

  • Argumentativa: esse tipo de síntese costuma apresentar as informações importantes do texto base, afim de apoiar o ponto de vista de quem a escreveu.
  • Crítica: é a discussão do que foi escrito, podendo fazer até uma análise crítica da ideia do autor.
  • Explicativa: geralmente são usadas para melhorar a fixação do leitor sobre o texto, já que trazem tópicos importantes para a sua compreensão.

Ao contrário do que muitos pensam, a síntese é diferente do resumo. Ela também é diferente dos outros termos citados, que são: sinopse, resenha e fichamento. Veja o que significa cada um deles, e como eles são empregados na autoria dos textos:

Sinopse

Enquanto a síntese é escrita por uma pessoa diferente, que não seja o autor, a sinopse representa a visão que o próprio autor tem da sua obra. O mesmo critério serve para redatores de livros ou revistas. Geralmente ela é colocada entre o título e o texto, e apresenta um breve resumo da obra, mas é redigida pelo seu autor.

Fichamento

No fichamento, o texto é produzido na tentativa de registrar e guardar dados de livros ou documentos, para facilitar uma consulta posterior. Os fichamentos podem ser de três tipos.

  • Fichamento de conteúdo: quando se destaca a ideia principal do autor. Pode ser considerado um resumo do texto, só que escrito em forma de ficha.
  • Fichamento bibliográfico: também destaca a ideia principal do autor, mas apresenta uma análise descritiva do texto lido, com as palavras de quem está produzindo o fichamento.
  • Fichamento de citações: é aquele em que são colocadas as citações do autor. Ou seja, são copiadas as suas frases na íntegra, seguindo as normas oficiais para uso de citações, e dando os seus créditos.

Resenha

A diferença da resenha para os demais exemplos é que ela apresenta um texto crítico sobre a obra lida. Na resenha é possível estabelecer a sua opinião sobre o que foi lido, suas críticas e posicionamentos. Por ser um texto argumentativo, permite ainda que se façam ligações com outros textos e outros temas de conhecimento do autor.

Resumo

O resumo tem como objetivo mostrar as ideias principais de um texto, usando uma quantidade menor de palavras. O resumo faz com que a leitura seja objetiva, e no caso de resumos de livros, por exemplo, permite que você entenda o que ele quis dizer, sem precisar ler a obra inteira.

Ele é um dos mais confundidos com a síntese, e deve seguir pelo menos esses três conceitos:

  • Segmentação: é a identificação das palavras-chave do texto, ou seja, aquelas palavras sem as quais seria impossível compreender sobre o que ele está falando;
  • Agrupamento: deve-se agrupar essas palavras de uma forma que elas representem alguma lógica de leitura entre si;
  • Hierarquização: é a divisão do texto, com as suas partes mais relevantes. Coloca-se antes o que o leitor precisa saber logo de cara, e deixa os assuntos de menor relevância para o final.

A redação do resumo deve ser feita com as suas palavras, pegando o fundamento do texto e escrevendo de forma clara, mas sem mudar o seu contexto. Além disso, não pode deixar a sua opinião no texto. Ele deve se referir exatamente ao que texto original diz.

Diferença entre síntese e resumo

A síntese e o resumo são bastante confundidos, por parecerem ser a mesma coisa. Porém, apesar das semelhanças, eles apresentam características diferentes.

Os dois trazem no seu texto as ideias principais do autor, e não utilizam frases completas. São escritos com as suas próprias palavras.

Falando das suas diferenças, observamos que o resumo possui um caráter mais informativo, enquanto a síntese possui um caráter mais pessoal. Outra diferença percebida é o tamanho do texto, já que a síntese é ainda menor do que o resumo.

Aprenda ainda mais no vídeo a seguir:

Como escrever uma síntese?

A síntese é um recurso muito importante para quem quer conseguir melhores resultados no estudo. Tanto na vida acadêmica, como na vida escolar, o volume de textos lidos é sempre muito grande, e aprender a sintetizar esses textos, é fundamental para uma melhor fixação do conteúdo.

Para fazer uma síntese clara e bem feita é necessário, antes de qualquer outra coisa, fazer a leitura completa do texto base, entendendo os seus principais aspectos. É só a partir dessa leitura que se poderá retirar os elementos e conceitos mais relevantes do texto, conseguindo fazer a separação do que é mais importante ou menos importante.

É importante que não se tenha dúvidas sobre o texto, e se tiver, que tente solucioná-las antes da escrita da síntese.

Depois da leitura, é hora de definir e destacar os seus pontos importantes. Uma dica é grifar os termos e frases que chamaram a atenção ao longo do texto.

Na formatação do texto deve conter um parágrafo introdutório, que identifique o assunto que será abordado ao longo da leitura. O desenvolvimento, mostrando os pontos mais relevantes do texto, e a conclusão, que fechará o pensamento. É importante que o texto seja escrito de forma clara e objetiva, para melhor entendimento do leitor.

Não se pode esquecer também de fazer a revisão do texto. Portanto, depois de concluído, leia o texto novamente, prestando atenção na ortografia e nos seus elementos básicos.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Pina, Cíntia. Síntese; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/sintese >. Acesso em 18 de novembro de 2019 às 16:53.

Copiar referência

Outros Artigos de Língua Portuguesa

Trovadores apresentando em forma de cantiga o que foi escrito em seus textos com seus instrumentos.

Características do Trovadorismo

As características do Trovadorismo estão relacionadas com todas as particularidades […]

Chegada dos portugueses.

Características do Quinhentismo

As características do Quinhentismo, primeira manifestação literária do Brasil, estão […]

Características do Classicismo

As características do Classicismo eram baseadas na representação de elementos […]

Características do Arcadismo

As características do Arcadismo surgiram em meio ao período que […]