Stephen Hawking

Um dos mais importantes físicos da história

Stephen Hawking foi um físico inglês que ficou famoso pela produção de algumas das teorias mais importantes para a física moderna, nos campos da cosmologia e da astrofísica.

Autor de teorias polêmicas sobre a origem do Universo, foi o primeiro a demonstrar uma descrição contundente sobre a dinâmica dos buracos negros. A sua contribuição para a ciência e para o estudo do universo é muito grande.

O físico se tornou muito conhecido também por conta dos seus livros, que explicavam a ciência através de uma linguagem mais compreensível.

A sua teoria mais célebre é o Teorema de Singularidade, que supõe a existência de um ponto com força gravitacional no centro dos buracos negros, capaz de atrair qualquer objeto.

Biografia 

Stephen William Hawking nasceu no dia 8 de janeiro de 1942, em Oxford, na Inglaterra. Coincidentemente, ele nasceu no dia do aniversário de 300 anos de morte de Galileu. Seu pai, Frank, era médico, e sua mãe, Isobel, estudou filosofia, política e economia, os dois na Universidade de Oxford. Além de Stephen, o filho mais velho, o casal teve outras duas filhas, Philippa e Mary. Ele também teve um irmão adotivo, Edward.

Stephen Hawking
Stephen Hawking contribuiu de forma significativa para a ciência. (Foto: Wikipédia)

Desde criança, Stephen já mostrava a sua aptidão para as ciências, construindo brinquedos. Era chamado pelos amigos de infância de Albert Einstein.

Contrariando as expectativas do seu pai, que gostaria que ele fosse médico também, em 1959, com 17 anos, ele foi estudar física na Universidade de Oxford, onde conseguiu uma bolsa numa turma com alunos pelo menos dois anos mais velhos do que ele. Os principais temas estudados por ele eram a termodinâmica, a teoria da relatividade e a mecânica quântica.

Em 1966, conclui o doutorado na Trinity Hall, em Cambridge. Passou então a ser pesquisador e professor. Trabalhou também no Instituto de Astronomia, e no Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica.

Em 1974, ele publicou o artigo “Black Hole Explosion", em português, “Explosão do buraco negro”, apresentando a teoria que o fez conhecido mundialmente.

Em 1988, ele publicou “Uma breve história do tempo”. O livro fala sobre a origem do universo, usando uma linguagem mais simples. Esse livro foi traduzido para mais de 30 idiomas.

Stephen Hawking se casou em 1965 com Jane Wilde, que conheceu na Universidade de Oxford, onde ela fazia Letras. Com Jane, ele teve três filhos: Robert (1967), Lucy (1970) e Timothy (1979). O casal se separou em 1990. Jane escreveu um livro sobre a vida do casal, que posteriormente ganhou a versão de um filme, “A Teoria de Tudo”, vencedor do Oscar.

Em 1995, Stephen se casou novamente, agora com Elaine Mason, sua enfermeira. Eles se separaram em 2006.

Doença

Com apenas 21 anos, Stephen Hawking foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA), e de acordo com o médico, ele não viveria mais do que três anos.

A ELA causa uma fraqueza muscular e o comprometimento dos neurônios motores. Acontece, então, a degeneração progressiva dos neurônios motores no cérebro e na medula espinhal, fazendo com que eles percam a capacidade de funcionar corretamente.

Os neurônios motores são os responsáveis pelos movimentos musculares, e quando eles deixam de enviar impulsos para os músculos, acontece a atrofia muscular. O raciocínio intelectual, a visão, a audição, o paladar, o olfato e o tato não são prejudicados pela doença.

Quando se casou, Stephen já usava uma bengala para se apoiar. Em 1970, ele parou de andar e passou a precisar da cadeira de rodas. Em 1985, em viagem à Suíça, ele pegou uma forte pneumonia. Na ocasião ele já usava um respirador artificial, que os médicos sugeriram que desligassem. Jane, ainda sua esposa, não aceitou a proposta e o levou de volta para casa.

Hawking teve que ser submetido a uma traqueostomia, que o impediu de falar a partir de então. Ele passou a se comunicar através do computador, que emitia uma voz eletrônica.

O físico morreu no dia 14 de março de 2018 em Cambridge, na Inglaterra, totalmente paralisado, mantendo apenas o movimento da bochecha direita, que o ajudava na sua comunicação.

Stephen Hawking e Obama
Stephen Hawking em encontro com o ex-presidente americano, Barack Obama. (Foto: Wikipédia)

Obras de Stephen Hawking

A cosmologia teórica e a gravidade quântica foram os principais campos de pesquisa de Stephen Hawking, mas ele também escreveu diversos livros que ajudaram na divulgação de teorias cosmológicas complexas. Veja alguns deles:

  • Uma Breve História do Tempo: do Big Bang aos Buracos Negros 
  • Buracos Negros, Universos-Bebês e outros Ensaios
  • O Fim da Física
  • A Natureza do Espaço e do Tempo 
  • Breve História do Tempo Ilustrada
  • O Universo numa Casca de Noz
  • O Futuro do Espaço-Tempo 
  • Os Gênios da Ciência: Sobre os Ombros de Gigantes
  • Uma Nova História do Tempo 
  • Brevíssima História do Tempo
  • George e o Segredo do Universo 
  • O Grande Projeto
  • Minha Breve História

Prêmios recebidos e curiosidades

  • Stephen Hawking recebeu o Prêmio Especial de Física Fundamental, que ofereceu 3 milhões de dólares;
  • Recebeu, em 1975, a Medalha Pio XI de Ciência, pelo Vaticano;
  • Em 1987 recebeu a Medalha Paul Dirac, concedida pelo Centro Internacional de Física Teórica de Londres;
  • Medalha Albert Einstein, em 1978, oferecida pela Sociedade Albert Einstein, de Berna, na Suíça;
  • Foi professor lucasiano emérito, na Universidade de Cambridge, posto que já foi ocupado anteriormente por Isaac Newton;
  • Em 2002, ocupou a 25ª posição na pesquisa da BBC sobre os 100 Maiores Britânicos de todos os tempos;
  • A vida do físico já foi contada em dois documentários e dois filmes. Os documentários são: “A Brief History of Time”, e “Hawking”, narrado por ele. Os filmes são: “Hawking”, que tem o mesmo nome do documentário, e “A teoria de tudo”, baseado no livro da sua ex-mulher, Jane;
  • Stephen Hawking era ateu. Apesar de ter usado a palavra “Deus” em algumas das suas obras, ele afirmou ter sido no sentido metafórico e relativo da palavra. Ele acreditava que “o universo é governado pelas leis da ciência”;
  • Em uma das entrevistas que ele concedeu enquanto vivo, Hawking comparou a ciência e a religião, afirmando que “há uma diferença fundamental entre a religião, que se baseia na autoridade, e a ciência, que se baseia na observação e na razão. A ciência vai ganhar porque ela funciona”.

Citações

Na teoria da relatividade, não existe tempo absoluto único; em vez disso, cada indivíduo tem sua própria medida de tempo, que depende de onde ele se encontra e de como está se movendo.

Eu não tenho nenhuma ideia (de qual seja o meu QI). Pessoas que se vangloriam dos seus QI são perdedores.

Inteligência é a capacidade de se adaptar à mudança.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

, . Stephen Hawking; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/stephen-hawking >. Acesso em 24 de setembro de 2020 às 16:07.

Copiar referência